NCIS 9x14: Life Before His Eyes

quarta-feira, fevereiro 08, 2012


200º Episódio para o Drama Nº 1 da TV.

Fiquei pensando na descrição sem spoilers, mas como ? Me digam COMO?

Nada menos que NCIS com realidades alternativas...


Esse episódio, só para reforçar o ducentésimo, de NCIS nos mostrou um lado de Leroy Jethro Gibbs que nunca vimos antes, o que era, obviamente, o objetivo, pois maior parte da ação não chegou a acontecer, a não ser na cabeça dele. 

Eu não vi os filmes Sliding Doors de 1998, sobre os quais "A vida diante dos Seus Olhos" é vagamente baseado, mas fiquei intrigado após jornada única de Gibbs, que provou ser engraçada, comovente e, surpreendentemente bem complexa, para um homem que todos acham ser pra lá de centrado. 

Só olhando novamente para as decisões que ele tomou e os efeitos de amplo alcance que as seguiram poderia nosso destemido líder verdadeiramente compreender o alcance do que ele realizou ao longo das décadas. 

Vendo a sua vida, por assim dizer, de novo, pela primeira vez. 

Gibbs adoraria um mundo perfeito, para ter as duas coisas, e não é o que todos queremos?


Mas, como Shannon mesmo disse, não é assim que funciona como ele aprendeu uma e outra vez neste capítulo. Dito isto, Gibbs não teria o seu mundo qualquer outra forma. 

A filmagem e a presença de rostos do passado e do presente, que vão e vem, deram ao jantar uma aura surreal, o que poderia ter sido um tiro no escuro, caso não tivesse cumprido seu propósito maior no episódio. 

Deixe para o velho e sábio Mike Franks (Muse Watson) para falar com o “Probie” original através desta experiência fora do corpo, que reintroduziu personagens familiares e reviveu monumentais eventos de NCIS. 

O episódio "Swan Song" da temporada passada foi outro episódio, não convencional brilhante, por isso foi apropriado que o amigo de longa data de Gibbs e mentor tenha desempenhado um papel “do outro mundo” desta vez.


Com a ajuda de Mike e outros, Jethro chegou à conclusão de que tudo o que aconteceu e cada escolha que fez – mesmo aqueles com resultados trágicos – o trouxe para onde ele está agora. 

Uma mensagem simples, mas ainda profunda. Não é assim que funciona. Nós ouvimos essas palavras mais de uma vez, como reviver Gibbs, não salvar Kate, Kelly e Shannon, apenas para considerar o bom resultado de tal devastação. 

A equipe continuando junta. Os criminosos e terroristas presos, e as famílias conseguindo descasar em paz, depois de sofrer perdas indizíveis. A própria família Gibbs sendo poupada aquela batida inevitável na porta. 

Utópico, não é, e sempre haverá erros e os “e se”. 

Mas para um homem que se levanta todos os dias com a finalidade de proteger e servir os outros, é difícil para Gibbs ter muitos arrependimentos apesar de tudo. 

As cenas de realidade alternativa foram perfeitas, oferecendo um ótimo "isso é para os nossos fãs", momentos enquanto havia a articulação com a mais ampla narrativa e sem arrastar por tanto tempo para que não parecesse uma encheção de linguiça. 

É uma linha difícil de andar e enquanto alguns fãs podem ter desejado um episódio convencional – Eu estava mais do que cético do conceito que dirigiram para esse episódio – mas posso dizer que com certeza foi executado de forma brilhante. 

Havia claros paralelos entre o caso da semana, envolvendo um pai que fez o que pensava que era justo, apesar da área moral cinzenta que ele claramente cruzou, e a introspecção do próprio Gibbs. Sem esse caso e com as lições de Gibbs na lanchonete aplicada a ele, o episódio teria caído por terra. 

Encontro de Gibbs com Shannon e Kelly foi o ponto emocional da noite, assim como o seu ponto de inflexão pessoal. Sua perda, ao contrário, teria sido nossa perda, e NCIS nunca teria conhecido Gibbs.


Parecia 2005 novamente com um flashback da morte de Kate, apenas para dar lugar a um vislumbre do que poderia ter sido. Acham que ela realmente teria casado e tido um filho com DiNozzo?

Curiosamente, no outro universo alternativo, onde Tony não apareceu, o bebê de Kate era do sexo oposto, provavelmente em alusão ao fato de que Tony não estava envolvido. 

Vendo um Tony casado não era apenas um truque, ou, como temos testemunhado o anseio por mais da vida nesta temporada, e estando prestes a encontrar a mulher que ele já foi noivo, Wendy. 

McAbby, sem dúvida, amei o papel que casal interpretou também, mas ao contrário de Kate, eles ainda estão em cena, quem sabe, não é mesmo. 

Felizmente, ele não aceitou o trabalho em Okinawa. O que Tim quis dizer quando disse que tinha mais a fazer ali? Ele não teve tempo de elaborar, mas ele não poderia ter significado apenas profissionalmente. 

"Life Before His Eyes" não foi apenas uma referência para NCIS, mas uma encruzilhada para os personagens e o que fizeram nestes 200 episódios de tão bom; Uma reflexão sobre onde estive, onde poderia ter ido, e onde eles estão indo. 

Para Gibbs, ele finalmente deixou a culpa no passado. Quanto ao resto, teremos que esperar e ver. 

A tela desbotada em preto com um agradecimento aos fãs que fizeram este o drama número 1 na TV nos últimos anos. Com episódios como este, os fãs que devem aos atores, os escritores, os produtores e graças à equipe também.

Nem precisa dizer, mas eu vou mesmo assim:

  • Mark Harmon, como sempre, excelente.
  • Adorei ver o pai de Gibbs (Ralph Waite), bem como o jovem Gibbs (Sean Harmon) e Matteson.
  • Realmente quem diria que Palmer tem um tanquinho daquele, hein?
  • ROLFING?? o.O
  • Tony chamando Ziva de "Tiva", clássico!!
  • E quem duvidava que a mãe de Gibbs era ruiva??
  • Mesmo por pouco tempo foi ótimo rever Kate.

Agora o Promo da semana que vem:

NCIS 9x15: "SECRETS"



Talvez Você Curta

7 comentários

  1. Uma das piores reviews que ja li. A Camis Barbieri deve ter diminuido o nivel para deixar qualquer um ir escrevendo review assim.

    ResponderExcluir
  2. Como se a opinião de alguém que usa-se da anonimidade fosse importante, principalmente usando de um nome de uma grande personagem....

    ResponderExcluir
  3. Jefferson, não se importe com o que essa pessoa está dizendo, você é um ótimo escritor, o melhor de reviews de todos os tempos na minha opinião.

    Ainda não vi o episódio, mas pelo o que você escreveu tem tudo para ser o melhor da temporada. Fiquei chateada pois a Cote de Pablo disse que os fãs Tiva teriam uma surpresa, mas ela não avisou que a surpresa seria tão ruim assim. Kate e Tony? Não, obrigado. Eu estava feliz em saber da volta da Kate por um episódio pois realmente gostava dela, mas não foi nada do que eu pensava. McGee e Abby, surpresa boa! Será que os escritores não se animam e colocam os dois pra namorar no universo real da série? Eu tenho certeza que a maioria gostaria de ver, eu sim.

    O passado do Gibbs é uma das coisas mais complexas da série. Saber que a mãe dele era ruiva? Daí que ele tirou toda esse preferência por ruivas: Shannon, Jenny Sheppard. Ah, mais uma coisinha sobre a 'volta' da Kate. Muitos fãs estão por aí dizendo que a Sasha Alexander não gravou o episódio e que as cenas nas quais ela aparece sao montagens de SWAK e outros episodios das 1ª e 2ª temporadas.

    ResponderExcluir
  4. Mariana obrigado pelas belas palavras, sei que não devo me rebaixar mas, às vezes, tem que falar para não explodir kkkk

    Quanto a kate fiquei sabendo que não colocaram o nome dela nos créditos mas nem reparei se foi verdade. Mas não saiba dessa informação de que era uma montagem...


    Não sei se colocariam Mcgee e Abby juntos novamente, mas é sempre bom vê-los juntos...

    ResponderExcluir
  5. lol otimo epsodio e ate q fim um blog q faz Reviews de NCIS.E otima Reviews.

    ResponderExcluir
  6. Jeferson, uma excelente review parabéns.

    Esse episódios foi um presente para os fãs ante de tudo na minha opinião, realizou alguns desejos dos fãs como: ver a Kate de novo, Abby e McGee sendo um casal,Mike Franks, e o Gibbs tendo um pouco de ''descanso'', pois, ele carrega muita coisa, muitos sentimento e perdas e todos nós queremos q ele siga em frente seja feliz.Em minha opinião tb seria um desejo ver Kate e Tony juntos, se não estivesse na série ainda eu gostaria de ve-los juntos.

    Eu tinha achado estranha toda a participação da Kate, e esperava muito, e achei tudo meio estranho e agora q Mariana falou parece mesmo montagens as cenas dela estavam até com uma imgem diferente e a cena na maternidade foi estranha demais.

    Eu amei esse episódio de certezas, lembraças e do carinho da série com seus fãs ao nos brindar com esse excelente episódio.

    Senti falta da Paula Cassidy e não consegui me lembrar daquele cara mais velho que fala com o Gibbs na lanchonete, um de bigodes, que conversa com ele sobre ele ter matado o mexicano que matou a Shanon e a Kelly.

    Quero ver o proximo episódio com essa vibe de Os Vingadores.

    ResponderExcluir
  7. Ele fez o papel de um ex-agente da NCIS na oitava temporada episódios 9 e 10.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe