Person Of Interest 1x16: Risk

domingo, fevereiro 26, 2012


Na maioria de seus episódios, Person Of Interest apresenta casos isolados que, embora interessantes na maioria das vezes, perdem força se comparados ao potencial das tramas que exploram o passado dos personagens ou se conectam a outros episódios. Risk consegue equilibrar seus elementos aliando tramas passadas com um excelente caso da semana, resultando em um ótimo episódio da série.

O caso dessa vez semana poderia facilmente se tornar desinteressante ou esquemático. Seu protagonista, Adam, é inexpressivo e seria fácil arrumar qualquer razão para que ele corresse perigo ou ameaçasse alguém. O caso com a chefe, inimigos no trabalho, tudo é muito esperado e colocado ali apenas para levantar óbvias suspeitas que felizmente não tinham qualquer fundamento.

Discretamente, há pistas que apontam para uma conspiração maior e essa é a grande qualidade do episódio. A constante idéia de que há um elemento faltando — apresentada logo no inicio da trama quando Reese não consegue hackear o telefone de Adam —, uma parte essencial para a solução ocultada do espectador, fomenta um mistério que é, literalmente, sustentado até a última cena do episódio.

Conectar os acontecimentos do episódio com a há algum tempo ignorada trama sobre a ascensão de Elias como mafioso trás ao episódio uma bem-vinda sensação de união com eventos passados. A sequencia final de Risk também mostra que a detetive Carter esta cada vez menos incomodada com a obscuridade dos métodos de Reese e Finch, já que quando ela se viu incapaz de investigar o que teria acontecido com o agente da SEC preso, ela recorreu sem problemas a Reese.

Se há algo de negativo nesse episódio, é apenas a necessidade recorrente que os roteiristas da série parecem ter de sempre criar situações de suspense desnecessárias. Qual o propósito de fazer com Reese salve Adam no ultimo segundo antes que ele fosse arremessado do telhado? A série possui bons diálogos — principalmente entre Finch e Reese —, tramas bem construídas semana após semana, ótimas seqüencias de ação, ela certamente não precisa de um elemento pedestre como esse tipo de situação de suspense forçada para conquistar o publico.

Com a reaparição de Elias, espero que Person Of Interest abandone um pouco os episódios isolados e desenvolva a mesma trama por alguns episódios subseqüentes.

P.S. Será que Finch não sabe onde fica o interruptor que acende as luzes da sua base secreta? Imagino que um pouco de luz não faria mal quando se esta tentando costurar um terno.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. não foi dos melhores da série
    não gostei muito. achei a trama bem boba. era óbvio que ele tinha descoberto um podre de alguém relacionado a ações.
    óbvio que a trama de ganhar dinheiro é genial e certamente estou pensando em fazer isso, mas acho que o episódio fugir do óbvio.
    e Paul sendo o 'vilão' e Elias aparecendo no final foi tão óbvio que deu sono.
    amo POI , mas esse episódio não me convenceu

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe