Hawaii Five-O 2x19: Kalele

quarta-feira, março 28, 2012

Kalele (Faith)

Quando até uma irmã chata não consegue destruir um episódio.


Nessa semana, além da volta da sempre instável Mary, tivemos Ed Asner interpretando um dos famosos vilões da versão original de Hawaii Five-O, August March. No original, quem o prendeu foi o McGarrett original, mas aqui, foi o pai do novo Steve.

Muita gente, obviamente deve ter pensando que o velho não ia ser parte da operação, só porque ele não consegue nem andar direito. A questão é que o safado estava estava por trás de tudo, até mostrando que ainda sabe como usar uma arma, depois de 30 anos na cadeia.

Achava que Mary estava participando do negócio, já que o que ela disse no começo do episódio não fazia sentido algum e ainda parecia um pouco forçado. O caso teve tantas reviravoltas e ainda tivemos um roteiro afiadíssimo na comicidade, algo que Five-O faz muito bem, sempre.

Tinha certeza desde o começo, que Angela estava envolvida no negócio. No começo, não tinha nenhuma suspeita sobre March, mas a partir do momento que começaram com aqueles flashbacks, mostrando o que ele fazia quando jovem, RA, não havia mais dúvidas.

As interações entre o elenco sempre é a chave principal da série, principalmente entre Steve e Danno. Lindo ver os dois lovers pegando umas ondinhas juntos, só para Mary aparecer depois, atrapalhando todos os planos para depois da praia.

Só queria que tivesse um desenvolvimento em relação ao plot principal da temporada, mas pelo jeito é pedir muito. Teremos agora mais um hiatus e acho que não é novidade pra ninguém que Alex O'loughlin foi para a rehab de narcóticos e deu até para perceber com a cena shirtless que ele fez no começo do episódio que ele realmente já estava bem ruim e desconfortável. 


2x15x16:  Mai Ka Wa Kahiko, I Helu Pu

Finalmente tivemos um episódio centrado em Danno. Só McGarrett que ganha tempo em tela e foi um alívio que o décimo quinto episódio não foi outro em torno do drama da temporada. Achava que Danno iria acabar cedendo e iria matar Stan. Pensei que isso ia realmente acontecer. Felizmente, tudo deu certo e ainda tivemos ótimas cenas entre Lori e McGarrett. No geral, foi uma boa cena, mas Lori – a policial avulsa – mostra que não sabe interpretar mesmo. Achei, porém, que Danno seria mais vingativo pelo ex-policial ter sequestrado Grace e faria algo além de atirar na perna do ex-colega. O décimo sexto episódio foi espetacular, bem cara de Season Finale. Foi interessante ver quase tudo por flashback. O fato de que os Five-0 quase criaram um incidente internacional por conta do assassinato de uma mulher ocorrido no mesmo hotel da festa do dia dos namorados foi tenso. Foi outro episódio memorável, que aparece pela série com uma ótima frequência. 

2x17x18: Kupale, Lekio

A saida de Lori fez com que a dinâmica dentro da equipe mudasse um pouco, mas nada para se preocupar. O décimo sétimo episódio teve um caso bem simples, mas foi interessante acompanhá-lo. Destaque para o lance da digital no vídeo e Steve no final, fazendo aquela cara e ainda atirando o moço no ombro quando ele tentava fazer a mulher de refém. Mesmo que não tivemos um episódio sobre o plot principal da temporada, o décimo oitavo episódio foi legal pois trouxe o pai de Danno. Max também teve mais destaques, o que foi ótimo, já que é um ótimo alívio cômico. 

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe