One Tree Hill 9x09: Every Breath Is a Bomb

domingo, março 11, 2012


Eu também achei que Haley tinha roubado as roupas da Deb.



Maquiagem carregada, botas pretas de cano alto, cabelo preso com uma piranha no alto da cabeça, minissaia e uma frente única brilhante de gosto duvidoso. Dessa vez essa não é a descrição de Deb, mas sim, de Haley, que realmente estava idêntica à sogrinha em suas cenas de sedução com bandidos.
Juro que pensei isso: “Haley está igual à Deb”. Logo depois, esse gênio do mal, Dan Scott, solta a maravilhosa pérola sobre o assunto e confirma minha impressão. Para os roteiristas de One Tree Hill, Deb é a imagem da perfeição quando se trata da arte da piranhagem com estranhos (ou conhecidos). Lembrem que ela já pegou Skills e até o palhaço que animava uma festinha de aniversário de Jamie.
A parceria entre Haley e Dan foi ótima, e não apenas por que vestiram nossa eterna Tutor Girl como uma vagabunda de bar. O lance é que era inesperado demais que justo Haley surgisse com um plano como esse, inclusive batendo ela mesma no refém. A cena final de Dan, esquentando um garfo para fazer o cara falar foi épica e me deixou rindo um tempão.
Por um tempo até achei que Chase iria realmente se dar mal por espancar o pai de Chuck e, pensando bem, o modo como ele se safou de tudo foi bem irreal. Não importa que Chuck estivesse sofrendo violência física. A partir do momento em que Chase quase matou o pai do garoto com uma chave de roda, o errado é ele. Não tem essa de agir em nome de salvar o menino, até onde eu sei. Não importa nem que Chuck e sua mãe idiota contaram a verdade para a polícia.
Falando em polícia, é revoltante ver que Brooke e Julian são tratados como loucos ao reportar Xavier e suas abordagens. O problema é que os dois foram bem burros ao denunciá-lo por invasão e ficarem ali, para ver tudo de camarote. Nessas horas você se esconde e finge que não sabe de nada ou então, vai pagar o preço por mexer como o cara errado. Fiquei bem desesperada com Xavier segurando um dos Baker Boys no final e mais ainda com aquele som de bebê ecoando na tela preta.
Só espero, de verdade, que Tara, a dona ‘Tree Slut Café’, seja espancada por Xavier e perca aquele sorriso boçal o quanto antes. Já cansei de vê-la atormentar a vida de Brooke e Julian, embora eu admire a iniciativa de chamar todos os encanadores de Tree Hill para consertar banheiros que nunca estiveram entupidos.
A maquiagem de gordo de Mouth nunca esteve tão péssima. Já começaram a emagrecê-lo um pouco, inclusive, mas nas cenas em que arfa feito um condenado, dá para ver os detalhes mal feitos na lateral do pescoço. E eu nem me esforcei procurando por problemas. Estava super na cara mesmo. De qualquer forma, acho que Skills pontuou bem.  Mouth não é mais aquele cara bacana e feliz, talvez pelo fato de que Millicent o perturba o tempo todo e o humilha na TV. Isso e o fato de que o sonho dele de ser um locutor esportivo foi morrendo ao longo dos anos. Como One Tree Hill ainda dura mais um mês, acho que ainda é tempo de tirarem Mouth dessa vidinha idiota.
Digo isso porque aposto que tempo para Clay virar o pai do ano, vai ter. Aposto que vai. Quinn também vai se transformar na mãe do ano em dois tempos e o pequeno Logan viverá seus dias feliz à beira da praia de Tree Hill. Isso é certo porque não se deram ao trabalho, até aqui, de mostrarem os pais de Sara. Os dois são citados, mas largaram o neto num hospital psiquiátrico e sequer acompanham de perto a reaproximação dele com o pai. Melhor para nós, que queremos final feliz para Clay, Quinn, Logan e todo mundo.
P.S* Quatro episódios até One Tree Hill.
P.S* Com o que Skills sonha? Boa pergunta.
P.S*Acabou a verba para contratar dois bebês? Só um dos gêmeos aparece.
P.S* Não que eu esteja sentindo falta, mas cadê Alex?

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe