Girls 1X01: Pilot

quarta-feira, abril 18, 2012



 A cara da classe C! Em tempos de crise não teve outro jeito, Sex and The City foi pro brechó!

É incrível o poder que temos de associar realidade com ficção, trazer muitas vezes aquela série ou aquele filme que amamos para o nosso contexto e conseguirmos nos identificar. Porém quando alguém consegue ir além, pegar um grande hit e associar, recontextualizar, roteirizar, dirigir e produzir realmente merece ser alvo de uma salva de palmas e ser considerado como um gênio em sua geração. E é exatamente dessa forma que enxergo o trabalho de Lena Dunham

Lena é a cara dessa nova geração de talentos na indústria do cinema, os quais precisam ter essa abordagem mais multifuncional para realmente fazerem as coisas darem certo. Fazer com que a indústria "Independente" de meios de mídia realmente dê certo requer trabalho, estratégia e essa abordagem muito menos seguimentada, e Lena faz de tudo um pouco mas são seus roteiros que realmente me impressionam. Conheci o trabalho da moça no incrível Tiny Funiture, que ganhou o Spirit Award de melhor roteiro iniciante, e que assim como a série parece refletir flashs do cotidiano da moça, que por isso, retrata com propriedade o seu grande tema, a classe C.  


Independente de qual seja a dinâmica, quantos personagens possui o drama e aonde se passa a obra de Lena sempre procura retratar a geração Y que é invadida todos os dias por milhares de veículos de comunicação, é esperta o suficiente para saber o que quer fazer com eles mas infelizmente nunca tem grana para bancar o que os pais da personagem Hannah chamam de "Modern Life Style" (nos Estados Unidos devido a crise econômica). 

Ao que tudo indica sua personagem que se encontra inserida nesse contexto, e se vê inclusa também numa espécie de Sex and The City no Brooklyn ainda sustentados pelos pais, em que divide o apartamento com sua melhor amiga Marnie, independente, decidida, controladora e meio que sua mãe, praticamente uma Miranda. Ela reencontra também sua amiga de longa data Jessa, que é viajada, descolada, toda alternativa e livre de pré-conceitos (tipo Samantha). As comparações são inevitáveis, e não tenho dúvidas que essa foi a intenção da criadora, porém realizando uma antropofagia de tudo isso e nos entregando uma versão muito mais atual e geração Y, com a qual poremos nos identificar muito mais.

Ainda não sabemos qual a função de Shoshanna na série, só percebemos que ela é uma mini Charlotte, super fofa, safadamente colocada pela criadora como fã de Sex and The City e que é interpretada pela graciosa e já querida por todos os fãs de filme e séries indie Zosia Mamet, que já leva no curriculo The Kids Are All Right, Greenberg, que esse ano lança um filme com Jim Parsons e que fez United States of Tara que coincidentemente tinha uma alter ego com o mesmo nome da personagem da atriz em Girls.

 

Lena, que ainda conta com a ajuda do incrível Judd Apatow na produção, deu uma dinâmica bem divertida a história. A personagem principal, apesar de ser bem passiva em relação a vida no geral, tem uns insight geniais e umas tiradas de humor fora de série. Depois de duas situações incrivelmente cômicas e constrangedoras, Hannah descobre que não terá mais apoio financeiro de seus pais e que não tem mais emprego... Até ai, não tinha nada de muito novo, era aquele humor "akward" The Office style, mas é então que Lena começa a contextualizar o seu plano de fundo quando divide em duas situações a série, uma em que mostra a dinâmica de grupo de seus amigos e a outra que mostra o seu estranho peguete. 

Estranho mais engraçado é como eu definiria Girls. Seu ficante Adam que é nojento em todos os aspectos como Marnie define, acaba sendo engraçado por não ser aquele estereótipo de mocinho que todos esperam, por ter aquele corpo esquisito e indefinido e pelos seus desejos bizarros com a mocinha, mas que no fim das contas acaba sendo uma ótima companhia para ela. Estranheza também enxergamos no grupo  de amigos de Hannah, seja suas amigas descoladas, o jeito romântico piegas de Charlie ou até mesmo os seus amigos pedantes que levam todos a fumarem chá de ópio ao som de MGMT... Acaba sendo até clichê.

Creio que seja uma estréia incrível e que faz jus a essa época do ano em que só começa séries fortes, confio cegamente no talento de Lena Dunham e acho sim que Girls terá vida longa na HBO. Mas nem acho que os fãs de Sex and Th City e Gossip Girl devam se animar muito, porque a nove estréia vai agradar muito mais aos orfãos de How To Make It In America, tem muito mais essa vibe, só que mais menininha, digamos...



                                                                                           

Talvez Você Curta

11 comentários

  1. Eu não assisti Sex and the City, mas eu consegui adorar o piloto sem todas essas referências... me identifiquei horrores com a louca da Hannah

    ResponderExcluir
  2. "Em tempos de crise não teve outro jeito, Sex and The City foi pro brechó!" EIKE LINDO =D

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito do piloto e da review, concordo com tudo e até agora é a melhor estreia do ano pra mim de looooooooooonge

    ResponderExcluir
  4. O que não tá mt difícil né?
    Vamo combinar...

    ResponderExcluir
  5. Adorei a review e o piloto.

    Já estava esperando que viria coisa boa qdo vi o nomezinho do Judd Apatow, sou fã eterna de Freaks and Geeks e vi numa entrevista que o Judd foi atrás da Lena Dunham (por causa do filme dela) perguntando se ela queria fazer algo juntos. o.O

    Achei a Lena Dunham o Seth Rogen de saias.

    E não achei muito Sex and the city não, é bem melhor... =P

    ResponderExcluir
  6. Sex and The City é super coisa do passado! O piloto de Girls, com certeza foi super melhor que o de Sex and The City, que foi horrível. Com certeza, Girls tá na minha lista de séries a serem acompanhadas agora.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o piloto!!! Esta nova serie da HBO, criada e protagonizada por Lena Dunham, mostra o lado nada glamouroso da vida de 4 adolescentes na cidade de Nova York, tem tudo pra ser sucesso. Girls vai mostrar de forma engraçada os desafios da Grande Maçã, destas jovens.

    ResponderExcluir
  8. Amei o piloto da nova serie da HBO, criada e protagonizada por Lena Dunham, que mostra o lado nada glamouroso da vida de 4 adolescentes na cidade de Nova York. Girls vai mostrar de forma engraçada os desafios da Grande Maçã, destas jovens.

    ResponderExcluir
  9. o piloto mais besta q ja vi na vida!!! Parece q so eu nao gostei:/

    ResponderExcluir
  10. Que legal! Mais uma ótima novidade da HBO Brasil. Parece muito interessante. Sou fã de filmes e séries como Luck e House of Lies.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe