Grey’s Anatomy 8x23: Migration

domingo, maio 13, 2012



É carnaval fora de época para Shonda Rhimes, que não perde uma oportunidade de sambar na nossa cara. Mas o samba nunca soou tão bem em nossos ouvidos.


O que será que anda acontecendo com Shondalinda? Esta mulher está ainda mais inspirada do que o normal fazendo excelentes episódios um atrás do outro e preparando o terreno de forma maravilhosa para mais uma season finale bombástica. Fico sem palavras para descrever como o episódio foi bom e me deixou completamente perplexo e surpreso. Já faz um tempo que a expectativa para final da temporada vem aumentando, mas eu não esperava que mais um desastre acontecendo com os nossos médicos favoritos. Nossa, este acidente de avião foi uma das maiores sambadas de toda a série, sem dizer do climinha Lost que teve. Não sei se alguém realmente vai morrer e muito menos quem seria o escolhido da titia Shonda, o que me deixa completamente ansioso para que chegue logo quinta-feira.

Além do final, o episódio inteiro foi realmente muito bom. Até a trama da Bailey, que começou fraquinha como o de costume, acabou melhorando bastante com o pedido de casamento e o possível término da relação em seguida. Miranda com certeza é a personagem que dá mais trabalho para os roteirista acharem o caminho certo. Assim, espero que o futuro da personagem seja melhor do que o que vimos nesta temporada. Não dá para ficar usando a obsessão da personagem com o trabalho toda hora como obstáculo para seus relacionamentos. Eles precisam dar uma história mais convincente para a personagem ou aproveitá-la para faze escada para os outros personagem como acontecia nas primeiras temporadas. E a vergonha alheia com a médica tomando um fora de fio dental?

A resolução da situação de Lexie e Sloan acabou ficando para o final de temporada, mas está difícil imaginar que os dois não vão ficar juntos. De qualquer jeito, acredito que está na hora de Shonda decidir de vez o futuro e acabar com as repetitivas idas e vindas do casal.

O episódio foi centrado na decisão dos residentes sobre o futuro de suas carreiras, tudo foi muito bem conduzido, mas a notícia da renovação do contrato dos atores acabou deixando a trama mesmo emocionante. O que mais gostei foi do Karev sendo recompensado pelo seu ótimo trabalho e percebendo (com uma ajudazinha de Webber) que chegou em primeiro lugar. Foi bem divertido o ex-chefe dando conselhos de como se negocia salário e benefícios e ferrando com a vida de Owen e April. A indecisão de Cristina também rendeu bastante, mas acabei ficando um pouco confuso em relação às suas motivações. Provavelmente entenderemos melhor o que passa na cabeça dela na season finale. Fica difícil imaginar como os todos vão voltar atrás para continuar na série, que está tão boa que fica difícil se desfazer de algum personagem.

A situação de April enfrentando o fracasso e a rejeição também foi muito legal. Fiquei realmente com dó da personagem quando ouviu de Owen que será desligada do Seattle Grace, mas também me diverti muito com a imitação de Cristina xingando muito no telefone.O timing cômico de Sandra Oh é formidável e rende as coisas mais engraçadas de qualquer drama da televisão. A dúvida em relação ao futuro da menina também é grande, Aprilzinha não pode nos abandonar logo agora que gosto tanto dela. O relacionamento dela com Avery ganhando força na trama pode ser um indicativo de que os dois permanecerão na série ou que um desfecho para ambos está próximo. Acho que se todo mundo continuar no hospital vai ficar um pouco esquisito, mas fico na torcida mesmo assim.

Acabei me emocionando bastante com a Arizona, que já foi chata para caramba mas que agora achou o seu lugar na série. A história do amigo de infância com câncer foi ótima e capaz de emocionar do jeitinho que só Shondalinda sabe fazer. A diminuição no destaque dado ao casal lésbico valorizou muito a participação de ambas na série, já que agora os roteirista encontraram o equilíbrio exato das coisas. Sem dizer que aquelas tramas idiotas da relação delas com o Sloan ficaram no passado.

Que chegue logo quinta-feira para vermos a especialidade de Shonda, finais bombásticos e episódios evento.

PS.: É sempre bom ver uma participação de Mary Lynn Rajsjub, a eterna Chloe de 24 Horas, mas o caso acabou sendo bem fraquinho uma vez que a vida dos personagens principais tomou conta do episódio.

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Foi mesmo um episódio incrivel. Shonda nos conduziu direitinho praquele final bombástico e tenho certeza que a season finale vai ser um festival de sambadas na cara, como ela sempre faz. Só espero que se ela for matar alguem daquele avião que não seja a Lexie, pq Mer e Christina eu acho q não morrem. Gosto mt da Lexie e não vou aguentar se ela morrer.

    ResponderExcluir
  2. Só eu cansei desses plots de tragédia com os médicos em Grey's?
    Espereva melhor da titia Shonda que mais um novelão de "quem vai morrer? quem vai ficar junto? como eles vão lidar com a perda dos colegas?" ...

    ResponderExcluir
  3. É isso que faz Grey's ser o que é. Se não tiver dramalhão, perde a essência.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe