Modern Family 3x22/23: Disneyland/Tableau Vivant

quarta-feira, maio 23, 2012

A coisa está feia quando dá pra contar as risadas que tive em 22 minutos.
 
Geralmente, com Modern Family, isso acontece toda hora. Fico rindo LOUCAMENTE de todas as situações divertidas e nada convencionais dessa grande família feliz. É inegável que o nível dessa série caiu um pouco depois do hiatus, muito por que, quase não teve comédia física.

Esse, porém, não foi o caso de “Disneyland”, ou melhor, o Lugar mais Feliz do Mundo, de acordo com os americanos. Pessoalmente, já estive lá e não achei nada interessante. Tinha 17 na época, ou seja, provavelmente estava tendo um encontro arranjado igual Hayley.

Finalmente deram espaço para as crianças brilharem. Geralmente, isso não acontece. Mesmo que Dylan tenha voltado, quem brilhou mesmo foi Luke, junto com Phil, tentando levar o filho em todos os brinquedos. Tadinho de Phil, na verdade. Ficou esperando um bom tempo pra se divertir com o filho e de repente descobre que está muito velho até para a dança das xícaras. Ou quase isso.

A participação de Dylan foi engraçada, principalmente quando descobrimos o que ele realmente estava fazendo lá e, mais importante, quando foi SURRADO loucamente pelo interesse amoroso das irmãs Dunphy e Claire logo saiu para não ter que ajudar o menino. Provavelmente uma das melhores cenas da temporada.

Infelizmente, tudo isso aconteceu e foi bom porque era comédia física. Lily, virando filha de estimação, em uma coleira e todos correndo atrás dela pelo parque mostra bem o meu ponto. Se o episódio tivesse sido só diálogos, provavelmente não agradaria tanto assim, afinal, é nesse ponto que Modern Family anda pecando.

E também foi isso que aconteceu com o episódio 23, no qual Alex decide reencenar, com sua família, um quadro do tão famoso Norman Rockwell. O quadro, mostrava a família mais feliz do mundo. Um tanto quanto irônico, não?

Achei que todos os personagens foram bem aproveitados. Destaque para Gloria, Manny e Jay, principalmente quando ela percebe que ela estava sentindo ciúmes (algo que, aparentemente, ela nem sabia o que era), o que mostra que, quando tiram o salto alto da mulher, ela consegue raciocinar diferente.

A parte das crianças infelizmente foi difícil de aguentar. Entre Luke e Manny, achei previsível que o primeiro ter começado o incêndio, mas a coisa desandou bastante quando apareceu o plot da menina Lily e a sempre desnaturada Claire. Gosto muito da personagem, mas ela estava INSUPORTÁVEL nesse episódio, querendo sempre mostrar que Cam não sabe educar sua PRÓPRIA filha. Sempre gosto do jeito da personagem, mas de alguma forma, estava muito fora de harmonia com o resto do elenco.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe