So You Think You Can Dance For Dummies: um guia completo sobre esse reality apaixonante!

quarta-feira, julho 25, 2012


Você sempre quis saber que diabos é esse reality show com um nome gigante? É o American Idol da dança? É melhor que Dancing With The Stars (Duh!)? Como conseguiu chegar a 9ª temporada? Descubra, agora.


O Programa

A primeira coisa importante sobre SYTYCD é que eles não tem medo de mudanças. Enquanto outros realities fazem um escarcéu quando vão mudar alguma coisa, no SYTYCD temos pequenas mudanças, em quase todas as temporadas. Mas o formato básico é parecido com o do Idol, temos audições, onde os dançarinos se apresentam em seu próprio estilo, depois uma semana em Vegas onde têm que dançar em diferentes estilos, é escolhido o top 20 (esse número varia de temporada em temporada), e depois temos apresentações. Os participantes são organizados em pares (menos na sétima temporada) e 2 dançarinos são eliminados a cada programa. O jeito que essas eliminações acontecem também variou ao longo dos anos, mas geralmente, até o top 10, os jurados escolhem quem eliminar, dos 3 casais menos votados pelo público. A partir do Top 10 o voto passa a ser direto, com os dançarinos com menos votos sendo eliminados sem intervenção dos jurados.

As grandes mudanças desse ano  são que: teremos dois vencedores ao invés de um, uma mulher e um homem, e não teremos mais uma segunda noite com os resultados da votação e as eliminações, adotando um sistema parecido com o do America's Best Dance Crew, onde os participantes são eliminados com base nas performances do programa anterior. Mais se vamos comparar SYTYCD com Idol, ainda falta um detalhe que os diferencia bastante...

Dancing with... The All-Stars?

Uma das mudanças, introduzida na sétima temporada, foi a adição dos All-Stars, ex-participantes do programa que voltam pra ajudar os novatos. Inicialmente a idéia foi abolir os pares e ao invés disso montar parcerias com um elenco fixo de All-Stars de vários gêneros de dança, formando um top 11 em vez do original top 20. Só que o público não gostou muito dessa idéia, e na mesma temporada já tínhamos os participantes dançando entre eles nos episódios finais. Pras temporadas seguintes foi decidido então que começaríamos com  um top 20, e partir do top 10 os pares seriam quebrados e os participantes dançariam com all-stars, que variam de semana a semana. Antes do conceito de All-star ser introduzido no programa, a partir do top 10, os dançarinos simplesmente trocavam de par toda semana.

Os Jurados

O que seria de uma competição como essa sem jurados, certo? Como tudo na vida do SYTYCD, os jurados e maneiras de organizá-los foram muitas, já tivemos 3 jurados, 4 jurados, jurados fixos, jurados convidados, até a Lady Gaga já apareceu por lá, mas no momento a coisa está assim:

Nigel Lythgoe - O único jurado que nunca deixou sua cadeira, Nigel é um dos idealizadores do programa, e um de seus produtores. Ele se destacou na sua juventude, não exatamente como dançarino, apesar de dançar, mas sim porque conseguia coreografar e filmar muito bem suas coreografias para o formato da tv. Cada vez mais envolvido no show business, Nigel foi um dos criadores do Pop Idol, que virou American Idol, programa que ele ainda produz. Nasty Nigel tende a ser um jurado duro mas justo. Não chega a ser um Simon da vida, mas sabe dar seus foras, principalmente quando acha que algum participante é arrogante. Tem um grande fraco por garotinhas bonitas.

Mary Murphy - Dona de uma voz potente e estridente e um coração de ouro, Mary faz o estilo mãezona no painel de jurados.  E como toda mãe, uma das coisas favoritas na vida dela é gritar com seus filhotes. Os gritos geralmente são de alegria, mas Mary também sabe ser negativa quando quer, principalmente nas coreografias de dança de salão, sua especialidade, onde sempre faz questão de comentar se a pessoa segui ou não os aspectos técnicos da dança. Mary fez carreira como dançarina  de salão, ganhando tanto competições americanas quanto internacionais.Após uma certa idade, se aposentou das competições e se focou em sua carreira como coreógrafa.

Jurado Convidado - A terceira cadeira de jurados já teve seus ocupantes fixos, como Mia Michaels, e Adam Shankman, mas no momento está reservada para convidados. Esses convidadados podem ser tanto coreógrafos atuantes no programa, quanto celebridades, vagamente conectadas com o mundo da dança, ou que tem alguma série da FOX para promover. Nessa temporada a posição já foi ocupada por: Jesse Tyler Ferguson, Zooey Deschanel, Kenny Ortega, Adam Shankman, Debbie Allen, Lil' C e Tyce Diorio.

A Apresentadora


E se os jurados nem sempre são só amores, os participantes sempre podem contar com o ombro amigo de Cat Deeley. A loira claramente ama o seu emprego e sempre faz questão de dizer que os dançarinos são seus bebês. Cat começou a apresentar o programa na segunda temporada, e se tornou uma parte integral de como as coisas funcionam. Cat defende participantes, ajuda os jurados convidados que não sabem nada de dança (Zooey Deschanel que o diga!), consola os eliminados, e nas últimas temporadas, apresenta o programa ao-vivo, sem nunca passar do horário (ao contrário do American Idol, que constantemente faz isso). Tudo isso em vestidos maravilhosos, e saltos altíssimos! E se você quer entender realmente o porque de todos amaram Cat Deeley, é necessário assistir esse vídeo: 



Os Gêneros

Mas, se muito se falou sobre o formato do programa e as pessoas que o compõe, ainda não falei nada sobre o mais importantes de tudo, a dança! Ao longo dos anos o SYTYCD já teve uma quantidade incrível de gêneros de dança e seria impossível falar de todos aqui, além disso, no caso da dança, uma imagem realmente vale mil palavras, então tentarei explicar os gêneros básicos com a ajuda de alguns vídeos.

Contemporâneo - Vista por muitos como uma evolução do ballet, esse estilo combina elementos clássicos, como piruetas, com movimentos livres, e muitas vezes, meio estranhos. O dançarino geralmente dança descalço, e pode contar uma história através da dança ou não. É um estilo muito amplo, mas no SYTYCD os coreógrafos geralmente seguem o estilo mais comercial (e mais normal) da dança, e quase sempre tentam contar uma história, que, quase sempre envolve romance. É também o estilo dominante no SYTYCD, e a maioria dos participantes são treinados em contemporâneo.  Algumas coreografias mais estranhas já até apareceram no programa, mas geralmente o que temos é algo parecido com a coreografia do video abaixo, Collide, de Travis Wall e dançada por Lauren Froderman e Kent Boyd




Hip-hop - Hip-hop é um termo bem amplo que na verdade inclui diversos gêneros diferentes, como breaking, popping, locking, krump etc. Esse estilo teve uma trajetória interessante no programa, já que no início tínhamos coreografias baseadas em estilos mais tradicionais, mais próximos dos estilos tradicionais do Hip-hop, apesar de serem coreografados, quando a maior parte desses estilos é baseado em improvisação (freestyle). Porém tudo isso mudou na quarta temporada com a chegada de Napoleon e Tabitha D'umo (conhecidos como NappyTabs), que apresentaram um novo estilo, praticamente criado para o programa, o "Lyrical Hip-hop". Nessa modalidade a dança geralmente é baseada em uma história, e os movimentos são um pouco mais suaves do que em uma coreografia de de hip-hop mais tradicional. Isso foi muito conveniente, já que a maioria dos dançarinos no programa são treinados em estilos clássicos e tinham problemas com os movimentos mais "pesados" do hip-hop tradicional. Como vou usar muitos exemplos de "lyrical hip-hop" mais em baixo, quando falar das temporadas,, deixo vocês com uma das raras coreografias de NappyTabs que é mais tradicional, dançada por Russell Ferguson, Kevin Hunte e Jonathan "Legacy" Perez.




Broadway - Broadway só é um gênero de dança no SYTYCD, já que a maioria das coreografias de "Broadway" são na verdade Jazz, mas como o programa considera gêneros separados, farei o mesmo. A maior "diferença" entre Broadway e Jazz convencional é que em coreografias de Broadway é obrigatória a presença de uma história, geralmente bem fechada, com início meio e fim. O estilo também costuma usar músicas de musicais conhecidos como West Side Story, Chicago, etc. Como exemplo, usarei Cool, do coreógrafo Spencer Liff e dançada por Kathryn McCormick e Robert Roldan



Danças de Salão - Como seria impossível falar das inúmeras danças de salão apresentadas no programa, e como nenhuma é dominante, resolvi reuni-las em um tópico só. Nos Estados Unidos as danças de salão são dividas em 3 categorias: Standart (Foxtrot, Tango, Quickstep, Valsa e Valsa Vienense), Latin (Jive, Mambo, Paso Doble, Rumba, Salsa e Samba) e Social (Charleston, Disco, Hustle, Lindy Hop, Rock n' Roll, Swing, West Coast Swing). Todos esses estilos já fizeram suas aparições no SYTYCD, mas escolherei como exemplo uma das performances mais famosas, o Black Mambo coreografado por Alex da Silva e dançado por Benji Schwimmer e Heidi Groskreutz.


Jazz - Pra mim esse é o gênero "cor de burro quando foge" do SYTYCD já que ninguém consegue explicar muito bem o que ele é, ou como é diferente de contemporâneo. pra complicar ainda mais, eles adoram fazer pequenas alterações no nome do gênero, como Lyrical Jazz, Jazz-Funk, Pop-Jazz, etc. Pra mim Jazz é um contemporâneo menos refinado, mais focado no atleticismo dos dançarinos, e mais comercial. É meio difícil de explicar, mas espero que fique mais claro quando vocês virem o exemplo que escolhi, Sweet Dreams, coreografado por Mandy Moore e dançado por Sabra Johnson e Neil Haskell.



Danças Culturais - A partir da quarta temporada, o SYTYCD começou a buscar inspiração em países diferentes para novos estilos de dança, como Bollywood, Dança Africana, Capoeira, Kalinka, Malevos, Tahitian e Tropak. O nível de sucesso dessas danças geralmente não é lá muito alto, e maioria delas só apareceu uma vez no programa, mas pelo menos com uma eles acertaram, Bollywood, que já fez várias aparições. O meu exemplo é a primeira vez que o gênero foi dançado, coreografado por Nakul Dev Mahajan e dançado por Katee Shean e Joshua Allen.


As coreografias que você tem que conhecer

O programa tem uma longa história, e muitas coreografias memoráveis, mas para economizar tempo, vamos as coreografias icônicas de cada temporada:

1ª temporada - Pra essa temporada a escolha não poderia ser diferente, já que essa coreografia de Broadway é provavelmente a única coisa que a maioria dos fãs conhece do ano inicial do programa, que não foi lá muito assistido. A coreografia é de Tyce Diorio e os dançarinos são Melody Lacayanga e Nick Lazzarini, que por acaso acabou ganhando a temporada.



2ª temporada - Essa temporada foi onde as coisas realmente começaram a ficar boas, e eu poderia escolher muitas coreografias, como Ramalama, Why, Hairspray ou Gyrate. Mas não dá pra negar que a "The Bench" (ou, "aquela do banco") é a mais lembrada de todas elas. A coreografia é de Mia Michaels, e os dançarinos são Travis Wall e Heidi Groskreutz.



3ª temporada - Aqui fica meio difícil escolher só uma, já que não há uma clara favorita como nas temporadas anteriores. Há muitas boas opções, como esse samba de Danny e Lacey, o West Coast Swing de Pasha e Sara, ou o contemporâneo de Lacey e Kameron. Mas eu diria que no topo, estão o jazz de Neil e Sabra, que já usei ali em cima, e a minha favorita, "The Hummingbird and The Flower" (O beija-flor e a Flor), coreografada por Wade Robson e dançada por Hokuto "Hok" Konishi e Jaime Goodwin.



4ª temporada - A minha temporada favorita, e a primeira que assisti junto com o público americano, foi marcada pelo debut de uma dupla de coreógrafos que faria história no programa, então apesar de outras coreografias marcantes como The Garden, No Air, Hometown Glory, ou Imagine, tenho que dar o destaque para Bleeding Love, coreografada por NappyTabs e dançada por Mark Kanemura e Chelsie Hightower.



5ª temporada - Aqui é bem fácil escolher uma coreografia que represente a temporada, não pelas poucas opções, já que tivemos ótimas coreografias como Mad, Sweet Dreams for YouFelt Mountain, e o debut de Travis Wall como coreógrafo, If It Kills Me. Mas nada foi tão forte como Gravity, a coreografia de Mia Michaels sobre vícios, dançada por Kayla Radomski e Kūpono Aweau. 



6ª temporada - Essa temporada é vista como muitos como um fiasco, já que provou que o programa não funcionava na fall season e teve uma audiência muito aquém do esperado, mas ainda assim tivemos lindas coreografias como FearWhatcha Say, Machine Gun ou At This Moment. Porém quando lembro dessa temporada, o que me vêm a mente é o seu início promissor, com todo o top 20 entrando no clima gângster e dançando "Comanche", de Wade Robson. 




7ª temporada - A temporada mais diferente da história do SYTYCD, já que tivemos apenas um Top 11, e pela primeira vez a presença de All-stars. Muitos não gostaram do experimento, mas eu particularmente, adorei, já que com um grupo reduzido era mais fácil conhecer as particularidades de cada um. Entre as muitas coreografias que eu amo, destaco How It Ends, Mad World, If I Were a Boy, e Fix You. Mas a escolha de coreografia ícone não poderia ser outra senão Outta Your Mind de NappyTabs e dançada por Alex Wong e Twitch. Um dos momentos mais marcantes da história de programa, já que na semana seguinte desse ápice, Alex rompeu um tendão e teve que ficar sem dançar por mais de um ano.



8ª temporada - Os All-stars continuaram, mas o tradicional Top 20 voltou, e novamente tivemos casais fixos. E foi justamente um deles que dominou a temporada e por mais que eu ame coreografias como I Know It's OverI Got YouFool Of MeMisty Blue, o destaque vai para Turn To Stone, coreografada por Travis Wall e dançada pelos reis da 8ª temporada, Marko Germar e Melanie Moore.


E como durou 9 temporadas?

Muita gente, inclusive o Nigel, inicialmente, duvidava que um programa somente de dança, algo que pouca gente tem o costume de assistir, e sem nenhuma celebridade como chamariz, pudesse funcionar na tv americana. Mas o SYTYCD não só conseguiu se manter por 9 temporadas, como também mudou muita coisa no cenário da dança nos EUA, até mesmo conseguindo a aprovação do congresso americano para um Dia Nacional da dança. E pra mim eles conseguiram isso focando no talento dos participantes e coreógrafos, sem ligar muito pra histórias tristes (que aparecem, as vezes, afinal isso é um reality show), ou drama entre os participantes. Um dos meus aspectos favoritos, é que quando você assiste por várias temporadas, como eu assisti, você percebe claramente que eles conseguiu formar uma "família", onde coreógrafos e até mesmo participantes de diferentes temporadas são amigos, namoram, e colaboram em muitos projetos pós-SYTYCD. Além de, claro, introduzir muita gente ao mundo da dança, e inspirar um geração de dançarinos.

Apesar de ser um reality, e com isso ter suas tosquices, SYTYCD sempre ocupará um lugar muito especial no meio coração, ao lado das grandes séries, como Friday Night Lights, ou Mad Men, pois me abriu os olhos pra um mundo que eu não conhecia. A 4 anos atrás eu li um post como esse, cheio de vídeos e me apaixonei. Espero que vocês também se apaixonem. E pra terminar, alguns fatos interessantes.

#SYTYCD Facts

  • A franquia SYTYCD faz sucesso pelo mundo, e até hoje já foram feitas 23 versões do programa, representando 24 países, e formando ao todo 65 temporadas. O programa teve versões na África do Sul, Alemanha, Armenia, Australia, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Grécia Holanda, Israel, Lituania, Malásia, Nova Zelândia, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, Suíça, Turquia, Ucrânia, e Vietnã.
  • Em todos os feriados de 4 de Julho Cat Deeley faz um churrasco na sua casa para coreógrafos e participantes do programa, de várias temporadas. Inclusive, durante a 7ª temporada, Kent Boyd quebrou o nariz pulando na piscina, em uma dessas festas.
  • Contusões são constantes no programa, e em quase todas as temporadas, algum participante teve que desistir da competição porque se machucou. A 7ª temporada, porém, teve um número recorde de contusões, com 4 semanas seguidas onde alguém não dançou porque estava machucado.
  • A 1ª temporada foi apresentada por Lauren Sánchez, que deixou o programa para ter um bebê. Inicialmente Cat Deeley era só uma substituta, mas devido ao seu sucesso com a audiência do programa, acabou se tornando a apresentadora oficial.
  • O SYTYCD tem 24 indicações ao Emmy, e 10 vitórias. Frequentemente o programa domina a categoria de melhor coreografia, com diferentes coreógrafos do programa competindo entre si.
  • No SYTYCD, não há discriminação por gênero entre os vencedores, já que temos 4 vencedores homens e 4 mulheres. Como a partir da 9ª temporada o programa passou a ter um vencedor de cada sexo, o placar estará empatado pra sempre.
  • A maioria dos fãs de SYTYCd costuma esnobar um pouco o Dancing With The Stars, mas os dois programas são amigos. 3 participantes se tornaram coreógrafos no DWTS, e 4 coreógrafos do DWTS já coreografaram para o SYTYCD.

Talvez Você Curta

13 comentários

  1. Caramba, adorei! Sempre tive vontade de ver SYTYCD, mas achava que já tava preenchendo minha cota com o DWTS, sabe? Agora com seu texto tão completinho e vendo esses vídeos já me convenci a adicionar na minha grade! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Gente, mas que refrescante e adstringente um post sobre SYTYCD! Vi a segunda temporada no People+Arts (daí vc já tem um ideia do quanto o vício é velho, já que o canal já mudou de nome umas 32 vezes depois disso) e fiquei absolutamente maravilhado. Ainda prefiro Dancing with The Stars, porque o fator kitsch é elevated, mas SYTYCD é um ótimo guilty pleasure pra summer season (de onde nunca deveria ter saído).
    Amei que você colocou The Bench (com link pra Ramalama) como a coreografia da S2, é realmente maravilhosa e merecedora do Emmy pra Mia.
    E me deixou com muita vontade de ver a temporada atual (tô com os episódios aqui, mas faltava empolgação pra começar), então, missão cumprida!
    Parabéns pelo ótimo post e espero que mais pessoas descubram essa delícia!

    ResponderExcluir
  3. Ai finalmente um post de sytycd, depois de anos de protesto espero q a série tenha o espaço q merece.
    Sempre achei impressionante ter reviews de survivor (yuck) e não ter uma review de sytycd, totalmente merecida né!!!!

    ResponderExcluir
  4. SEUS LINDOS! <3

    Amei ver sytycd aqui no seriadores. É meu reality favorito a muitos anos e fico chatiada que o pessoal aqui no brasil não assiste. Achei ótimo os videos que colocaram para representar cada temporada. Espero que continuem mais posts com essa delíciaaaaa.

    ResponderExcluir
  5. Post maravilhoso. Parei na quinta temporada, mas só de ler e ver as coreografias fiquei com vontade de retornar.

    ResponderExcluir
  6. I Love it!!

    Vou começar a assistir!

    ResponderExcluir
  7. Amo SYTYCD, mas só assistia pelo LIV que agora já tá com outro nome e não passa mais, por onde vocês assistem? Eu e minha irmã ficados doidinhas aqui querendo assistir...

    ResponderExcluir
  8. Quero dizer que decidi ver SYTYCD por causa desse post! (e tô ON FIRE)
    Tava eu aqui aflita procurando e admitindo pra sociedade que precisava de um reality de musica/afins pra assistir agora enquanto o X-Factor não vem, e caí nesse post.. baixei direto a 7a temporada inteira pq a coreografia de Collide que vc botou aqui no post simplesmente me arrebatou, e já to quase no final da temporada com a 8a engatilhada <3

    ResponderExcluir
  9. A 7ª temporada tá passando no Travel & Living Channel... Aos sábados, às 19h, com reprise à meia-noite.

    ResponderExcluir
  10. um comentario de apoio moral, pq teremos mais um ano de espera agora.. e so vi esse post agora kkkk

    ResponderExcluir
  11. parabéns pelo post!!

    ResponderExcluir
  12. na net tem algum lugar onde eu possa assitir ou baixar?

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe