True Blood 5x06: Hopeless

terça-feira, julho 17, 2012


This is all about your ego!


Se algo fica cada vez mais claro nessa temporada de True Blood é que vampiros e humanos são bastante semelhantes na sua hipocrisia. Como um religioso que louva ao seu deus aos domingos ou cinco vezes ao dia apenas para logo depois cometer pecados que o condenariam a danação eterna, os vampiros da Autoridade se apresentam como seres civilizados entre selvagens, mas não hesitam por um segundo diante da possibilidade de matar, como fazem com aqueles que sabiam que Russell ainda vivia.

Diante disso é interessante que o personagem que mais deseja espalhar o caos e iniciar uma guerra aberta entre humanos e seres sobrenaturais, Russell, e que por tudo isso é o que aparenta ser o mais insensato de todos, é exatamente aquele que tem a razão. Roman se achar numa posição moralmente superior a dos Sanguinistas é mesmo que um católico que critica um evangélico ou um mórmon. Ambos loucos que diferem apenas a sua maneira de expressar sua insanidade.

Com situações nas quais inúmeros paralelos são possíveis e excelentes desdobramentos em praticamente todas as tramas, esse é facilmente o melhor episódio da temporada. Poucos pontos decepcionam: a captura de Russell poderia ter sido mais difícil, a cena em que Bill finge apagar as memórias de Sookie pareceu deslocada (teria sido mais interessante ter um momento de despedida como esse em temporadas passadas) e trama de Terry e o Ifrit continua deslocada.

As tramas paralelas, que vinham sendo um problema em temporadas passadas, agora parecem muito mais coesas. No momento em que Russell ressurge, vemos os caçadores de supers ganharem cada vez mais destaque. O mistério sobre a morte dos pais de Sookie também cresce, e agora sabemos que eles foram mortos por um vampiro, o que se relaciona com o tema constante dessa temporada: a atitude selvagem dos vampiros. Talvez nenhuma dessas tramas venha se conectar de fato, mas a simples aproximação temática partilhada pela maioria delas demonstra um maior cuidado dos roteiristas ao criarem os caminhos a serem seguidos nessa quinta temporada.

Muitas possibilidades interessantes ficam ao fim do episódio. Sookie demonstra uma personalidade cada vez mais alterada após tudo que já viveu desde que conheceu Bill. Tara como uma vampira voltou a ser ao menos uma personagem suportável e o romance de Jessica e Hoyt que parecia um tanto esquecido nessa temporada teve uma cena ótima, onde a ela se assusta ao ver o que o ex-namorado esta se tornando. Por tudo isso, só posso concluir esse texto questionando: falta muito para o próximo episódio?

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Eu não gostei do episódio não. A trama principal é legal, mas o resto é insuportável. Alan Ball tem a capacidade de fazer a namoradinha do Sam toma um tiro e não matar a desgraçada. A trama dos soldados do capeta então. Ainda tem o Andy e pior o Lafayete.

    Sem dizer que tava bem na cara o que iria acontecer no final do episódio.

    ResponderExcluir
  2. Não gostei também não.. e estou total sem expectativas para os próximos... eles estão só prometendo muitas coisas e nos oferecendo plots super desinteressantes e sem nenhuma conexão entre si..
    E muito clichê aquilo do christopher meloni ser traído pela mulher que ele mais confiava..

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe