Doctor Who 7x04: The Power Of Three

terça-feira, setembro 25, 2012

O poder do trio mais lindo do mundo e o poder do cubo que mata todo mundo.


O penúltimo episódio dos Ponds, não poderia ser tão perfeito de outra maneria. Na verdade poderia, mas de todas as formas possíveis teria cenas emocionantes sobre o trio: Doctor, Amy e Rory. Assim como teve nos três últimos episódios, preparando a saída final dos melhores companions ever. BOM, vou fazer uma pequena homenagem à eles no epic next episode, mid-season finale.

Esse roteiro maravilhosamente escrito por Crhis Chibnall, tem uma unica função de criar o sentimento de nostalgia, que tudo está chegando ao fim, de príncipio para os Ponds, mas também para toda a humanidade. Simplesmente incrível todos aqueles flashbacks de vários episodios desde a 5° temporada até hoje. Muito interessante é a narração de Amy, dizendo que eles sempre participaram da vida do Doctor, mas ele nunca tinha participado da vida deles (MENTIRA! 5x13, o casamento deles? Oi? Haha).

A questão do tempo também foi fundamental, o episódio todo se passou durante um ano inteiro, mostrando tudo que aconteceu a cada mês. É importante também deixar claro que apesar dos Ponds estarem com o doctor durante 3 temporadas, não foram apenas 3 anos, foram muitos anos. As viagens do tempo deixam as pessoas mais velhas, não é a toa que Doctor tem uns 1200 anos, e ele fica mais jovem a cada regeneração.

Amy e Rory desde que estavam naquela nave espacial de dinossauros (7x02) e na cidade de Mercy (7x03), se deram conta que eles tinham suas coisas pessoais pra fazerem, seus amigos notariam o envelhecimento conforme as viagens, e enfim, eles tem a vida deles e a vida de todas as aventuras com o Doctor. Chegaram ao ponto que eles tiveram que escolher, mas qual? Amei muito todas as cenas emocionantes onde Doctor se preocupa com os Ponds, que um dia eles vão deixá-lo, e que ao final do episódio o Doctor reconhece isso tudo. Mas apesar de tudo, a vida vai continuar acontecendo, mesmo eles estando fora. A pergunta de Bryan (novamente a brilhante participação de Mark Williams), foi super fundamental pra série até aqui, de todas as temporadas dessa versão de DW de 2005, e da era clássica. Todo mundo lembrou de Rose, Martha, Donna, mas foram também vários outros.
Brian: O que aconteceu com os outros que viajavam com você?
Doctor: Alguns me deixaram. Alguns foram deixados para trás. E alguns... Não muitos, mas... Alguns morreram. Não eles. Não eles, Brian. Nunca eles.

Super spoiler na frase de início? Meu bem se você quer ler uma review seja de qualquer coisa, tem que assistir antes o que a review critica né? Review = Crítica. Enfim, sobre os cubos, AMEI MUITO. O legal é que não teve só a coisa dos Ponds, teve essa história do cubo super fantástica. Só resumindo: milhões e milhões de cubos pretos surgiram do nada, numa hora exata e em toda parte da terra. Passaram-se meses e meses, e os cubos continuaram sendo apenas cubos misteriosos para os humanos, foram usados como objetos de escritórios e enfeites, objetos para se mostrar em filmes, vídeos amadores, passaram até por redes socias (TWITTER!) e talvez até viraram memes e ficaram mais famos que a Gina Indelicada. Foi desse jeito, por meses sem nenhuma ação, tudo pro no final dar um bote e surpreender os humanos quando
eles menos esperavam. E ai passaram meses e nada até que chegassem o dia que os cubos criarem capacidade de dar paradas cardíacas nas pessoas. E QUE TENSO FOI AQUELA CONTAGEM REGRESSIVA?
"Os cubos são transmissores de sinal, as pessoas se inclinam enquanto um impulso elétrico sai do cubo e atinguem o coração mais próximo. Quer destruir um humano? Ataque o coração".
Gente, o que foi o Doctor quase morrendo e com UM CORAÇÃO? Foi bem tenso, o melhor foi as piadas dele "como vocês aguentam um coração?" E quando a gente tinha pensando que tinha visto de tudo nessa série, Amy pega o desfibrilador e dá um choque no peitoral de Doctor (maníacos podem achar a cena bem shirtless). Mas não acaba por ai. Depois de muito tempo, foi revelado que os Shakri coloram os cubos e blá-blá-blá, Doctor resolveu tudo, como sempre. Penso que o Shakri podem aparecer em mais episódios da série, porque não foi tão satisfatório essa participação. Também foi convidada Jemma Redgrave, como Kate Lethbridge-Stwart, ótima personagem e ao que parece Doctor já conheceu seu pai.

Enfim, esse lindo episódio termina com Amy dizendo...
Então, esse foi o ano da Invasão Lenta. Quando os cubos surgiram e o Doutor veio para ficar. Também foi quando entendemos algo...que os Shakri jamais entenderam... O que "cubo" realmente significa. "O Poder do Três".

Semana que vem, a mid-season finale 7x05 "The Angels Taken Mahantan", com a volta de River Song, a linda saída dos Ponds e a história fantástica de como os Wepping Angels domina a humanidade. TODOS CHORAM!


Nota do Episódio: 10 (alguém discorda?)
Merece totalmente 10, pelo roteiro, pela narração de Amy, flashbacks, essa escolha das duas vidas, por todo o mistério do cubo, pelo Doctor ficar morrendo de saudades dos Ponds, enfim. Really, alguém discorda?

P.S: A review do 7x03 ficou um "pouco" atrasada, mas não foi motivo ser deixada pra trás. Peço desculpas se demorei apenas uma semana pra postar (problemas pessoais, todo mundo tem), inclusive foi no dia que ia sair esse 7x04. Sevocê não viu a review do 7x03, ainda dá tempo de ler e COMENTAR: Aqui.

@ipcs_

Talvez Você Curta

6 comentários

  1. Parabéns pela coragem de rimar "mundo" com "mundo".

    ResponderExcluir
  2. Não achei o episódio tão fantástico assim não. A história é bem simplória. Agora, não imaginava que fosse gostar do drama envolvendo Doctor-Amy-Rory. Acho que os compannions já deveriam ter saído da série no final da temporada passada. Mas gostei da forma como a história deles foi contada nesse episódio. Espero que o episódio da semana que vem consiga dar uma despedida digna ao casal. Isso será bem difícil, pois os Wheeping Angels roubam a minha atenção.
    Parabéns pela review. É a melhor review de DW que já li até agora.

    ResponderExcluir
  3. O pai da Kate é um personagem icônico na serie classica é o famoso Brigadeiro, é o mesmo personagem para quem o Doctor liga no fim da ultima temporada e descobre que ele tava morto, dai ele decide encarar o seu destino.

    Concordo com sua opniao sobre o epi!!! foi fantástico!

    ResponderExcluir
  4. hehe, eu amei e se não tivesse um roteiro tão bom com certezaaaaa nao tinha ganhado 10, até porque tentei achar coisas que não deram certo, mas não, tudo funcionou.

    Amy e Rory deveriam ter saido mesmo, mas eles são otimos D:
    OBRIGADO! Fico feliz que tenha gostado!

    ResponderExcluir
  5. obrigado pela informação, eu sabiiiiiiiiia que tinha uma coisa por trás, tentei até lembrar de algum episodio da serie (2005), mas não sabia que era da clássica.

    =D

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe