Glee 4x01: The New Rachel

sexta-feira, setembro 14, 2012


Glee 2.0?

Depois de quatro meses de espera, Glee finalmente está de volta com sua quarta temporada, totalmente renovada, mas nem tanto, já que o elenco inteiro vai voltar em algum ponto nesses três primeiros episódios.

O que mais queríamos era descobrir como seria a dinâmica do Glee Club agora que Rachel, Finn, Mercedes, Kurt, Santana, Puck, Quinn e Mike estão fora da escola. Confesso que tudo funcionou por causa das novas adições, ou seja, Blaine, Brittany, Tina, Artie e até Wade (Unique) deveriam cascar fora. A nossa grande nova estrela se chama Marley e a nossa antagonista se chama Kitty. Ou, para os antenados, se chamam Rachel e Quinn. Convenhamos que Marley é a nova queridinha da série, porque toda virgem é legal.

O que me irrita, porém, é que titia Murphy não sabe renovar. Tirando o background da personagem, nada sobre ela é novo. Marley é a nova oprimida dentro da escola. Os dramas serão os mesmos e se Kitty é realmente (de acordo com a Sue) uma nova versão de Quinn, sabemos que: em breve um acidente vai acontecer com ela.

Seria estranho se não tivesse uma performance de Blaine logo no primeiro episódio. Seria mais ESTRANHO AINDA se Tina começasse a ter solos. Perceba que até com Rachel longe, Tina é oprimida. Está na cara que o problema de tanto mau uso não é por causa de Rachel, é porque titia Murphy odeia de paixão a japonesa mesmo.

Como não amar Jake, porém? Deu ataque de vadia na hora da audição e ficou morrendo de raiva o episódio inteiro. Pelo menos ele se importa mais com seu lado artístico do que o irmão. Obviamente deviam ter deixado o menino terminar a audição ou pelo menos falar que ele era um dos favoritos. Pelo menos conhecemos muito bem sobre a genética dos Puckermans e em breve veremos Kitty também fornicando.

O mais engraçado é que, aparentemente, Ryan Murphy tem problemas com Season Premieres, já que fica reclicando quase todas as cenas. A única diferença é que a cantina mudou e não tivemos guerra de comida, só um grande apelo/desabafo por parte de Marley.

A performance no pátio também né... É nessas horas que sinto falta da Quinn tentando atear fogo no Blaine. Se bem que não havia dúvidas quem seria a nova Rachel do grupo antigo. Você sabe que seu solo foi roubado quando Blaine abre a boca.

Ver o pessoal do Glee como popular foi meio surreal. O pior é que agora, eles precisam fazer bullying para continuar lá no topo. Porém, ISSO NUNCA pode acontecer, uma vez que o povo do clube que são os BULLYNIZADOS, ou seja, ainda bem que Marley mostrou o lugar deles e que é horrível bulliniar os outros. Ela ainda recebeu um grande agradecimento depois, com uma raspadinha na cara!

É triste ver Kurt achando que é ok continuar se misturando dentro da sua ex-escola. Sério. O menino, que em tese, é vanguardista, está literalmente preso ao passado. Porém, não queria vê-lo junto com Rachel em New York. Queria que ela passasse por todas as experiências sozinha, sem depender de ninguém. Se brincar, até Santanão vai aparecer em New York para fazer um 2012 Glee Revival.

Óbvio que Rachel não está feliz em New York no momento, por causa da loira bitch Kate Hudson, ou melhor, Cassie Julho. A personagem de Kate ainda não mostrou todo seu brilho e, mesmo que o número tenha sido bom, precisamos de mais profundidade. Agora... Na hora em que Rachel cantou na frente da Whoopi, pensei que ela ia falar que foi uma merda, mas é bom ver que Rachel continua a diva de sempre, cantando Barbra e arrasando nos vocais. Fiquei com pena de Rachel também por causa do dormitário. Aquilo lá lembra um bordel mais do que tudo.

Acho que Ryan Murphy já colocou o nome de Rachel por causa da facilidade que há para criar shippers, porque agora temos mais um: BROCHEL. Desnecessário dizer que foi a melhor coisa do episódio, tirando a parte em que ele confirma que é hétero. Rachel não pode lutar contra a nova Rachel, porque convenhamos, ela devia ter abaixado a toalha do cara logo na primeira oportunidade, esquecendo Finn de uma vez por todas.

Mesmo com todas as críticas para cima de Glee, a série ainda é extremamente divertida de assistir e necessária para a nova geração, mostrando que todo mundo é igual e você não deve se sentir inferior só porque é diferente.

No geral, o episódio serviu para apresentar bem os novos personagens, mas ainda estou esperando algo especial para Marley e Eu. Queria ter visto mais a Sue no episódio também. Imagina a cria do satanás tacando fogo nos corredores da escola? Só coisa boa.

P.S: O nome de todo o elenco do ano passado está nos créditos iniciais, menos o da Quinn.

Músicas no episódio:
"Sister Christian" (Night Ranger) Por: Brody Weston
"Call Me Maybe" (Carly Rae Jepsen) Por: Wade Adams, Blaine Anderson, Tina Cohen-Chang e Brittany Pierce
"Americano" / "Dance Again" (Lady Gaga / Jennifer Lopez feat. Pitbull) Por: Cassandra July com alunos da NYADA
"Busters Get Popped" (Composição original) Por: Stoner Brett
 “Never Say Never” (The Fray) Por: Jake Puckerman
"Ave Maria" (Franz Schubert) Por: Beatrice MacLaine
"New York State of Mind" (Barbra Streisand) Por: Rachel Berry e Marley Rose
"It's Time" (Imagine Dragons) Por: Blaine Anderson
"Chasing Pavements" (Adele) Por: Marley Rose com New Directions

Talvez Você Curta

13 comentários

  1. Eu gostei muito do episódio. Premieres, de uma forma geral, são dificeis, tem que apresentar novos personagens e conflitos. Ainda mais quando não tem um cliffhanger e sim uma mudança de ótica,ou melhor, uma divisão do foco, afinal é preciso desenvolver as histórias de McKinley High School e de NYADA.
    Amei New York State of Mind,Marley é uma graça e Rachel é Rachel<3!
    PS: Jake is so cute !!

    ResponderExcluir
  2. Jayma(Emma) também foi retirada dos créditos iniciais que aparece os nomes dos atores do elenco regular. E Chord(Sam) foi acrescentado.

    Adorei esse capítulo incrivelmente.

    ResponderExcluir
  3. Sem Quinn nao hein produção.; Ah, e uma notinha final: titia Ryan Morphosa disse que damião volta no episodio do dia de ação de graças. e inventou a hashtag #QuinnFabrayLives pra dizer que a Quinn continua no show.

    ResponderExcluir
  4. Acho que você não entendeu nada dessa premiere desse episódio e não está no clima da série há muito tempo, deveria deixá-la pra alguém que realmente goste. Digo isso numa boa porque leio outras reviews suas e fazem muito mais sentido. Essa parece que foi feita com má vontade e tem várias barbaridades, conceituais e ortográficas.

    ResponderExcluir
  5. Só esse comentário: "É nessas horas que sinto falta da Quinn tentando atear fogo no Blaine. Se bem que não havia dúvidas sobre a nova Rachel do grupo antigo. Você sabe que seu solo foi roubado quando Blaine abre a boca." me fez rachar o bico!!! HAHAHAHA adorei.

    ResponderExcluir
  6. tipo quais?? Leio todas as reviews do Marco e sempre tem esse tom irônico, mas isso não significa que ele não gostou do episódio. É só ver as de vampire diaries, por exemplo. Adoro!!

    ResponderExcluir
  7. Na boa...adorei o texto! Ri muito e sou SUPER fã de Glee.

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua review, um humor irônico bem inteligente.

    Agora que você falou, realmente os cenários das season prime são muito parecidos com o da segunda e da terceira temporada.

    Estou achando que Glee está com muitos personagens com o novo núcleo e muitos vão ser esquecidos.

    ResponderExcluir
  9. Para mim funcionou muitooo bem os dramas "espalhados" nas diferentes cidades. Achei também a melhor inicio de temporada de Glee. Por mais que ninguém substitua a Quinn/grávida/gorda/viciada/cadeirante, adorei a vinda de Kitty. Alex provando que é um dos grandes ganhadores de TGP, enquanto Samuel arrasa na interpretação do fundo do coral, só que não. Agora só falta entra a Lindsão, pq ela sim daria uma ótima "New Rachel".

    Gosti do Glee Club sendo maga EVIL pq viraram populares, e a melhor apresentação foi de Blaine, sem desmerecer as outras.

    ResponderExcluir
  10. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK "a cria do satanás tacando fogo nos corredores da escola"

    ResponderExcluir
  11. eu queria que seus comentários fossem iguais quando fazem os do The Glee Projest iam ficam muito massa' :D

    ResponderExcluir
  12. MARCO SOCORRO! CADÊ O PIANISTA!?!?
    Eu vi outro cara tocando piano. Glee sem seu icônico pianista não é a mesma coisa...

    ResponderExcluir
  13. Unica frase aproveitável da sua review,
    "No geral, o episódio serviu para apresentar bem os novos personagens, mas ainda estou esperando algo especial para Marley e Eu. Queria ter visto mais a Sue no episódio também. Imagina a cria do satanás tacando fogo nos corredores da escola? Só coisa boa."

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe