Grimm 2x04: Quill

quinta-feira, setembro 06, 2012


Rosalee e Monroe = tirando o atraso.

FINALMENTE pessoas. Depois de quase um ano, muitos flertes e cagadas, os dois foram para o rala e rola, pena que toda aquela safadeza aconteceu por que Rosalee estava infectada. Claramente Monroe deve ter pensado: porra, ela podia ficar para sempre assim. A cena em que os dois decidem fazer aquele piquenique agradável, só para depois serem interrompidos pelo Walking Dead Bolha, foi demais. Seria tão bonitinho se finalmente acontecesse naquela hora.

Se por um lado Monroe agora se encontra extremamente feliz, Nick não pode dizer o mesmo. É quase que palpável a barra que ele está passando, por Juliette não conseguir se lembrar do nosso Grimm favorito. Juliette tenta mesmo lembrar-se de tudo, mas tá difícil. Pelo menos, até agora, o plot não está cansativo. Sem contar que a atuação por parte de Bitsie Tulloch está de arrasar. É até legal ver Juliette sofrendo um pouco, para variar.

Falta saber quanto tempo vai levar até ligar os pontos na sua memória e confrontar Nick sobre sua segunda vida.

Um dos pontos positivos desse episódio foi que apresentaram o caso da semana, mas continuaram a desenvolver os arcos principais da temporada. Pelo menos Hank acreditou logo de cara em tudo que Nick disse. Episódio passado terminou com ele só chamando Nick de maluco.

Será bem interessante agora que Hank sabe de tudo e ter visto Hank se tornando um parceiro de verdade foi bem legal. O policial estava achando até que dava para comprar livros sobre os Wesens. Que inocente. Ainda há muito para aprender, Hank.

Mesmo que deram bastante foco no desenvolvimento dos outros plots, todo mundo passou literalmente o episódio inteiro sem nenhuma pista sobre o que estava acontecendo com os wesens que ficavam Walking Dead Bolhas, até Nick ter uma epifania, ao falar com Monroe.

Só esperava que o caso tivesse sido mais bem apresentado, ao invés de encontrarem pessoas infectadas todo momento no episódio. Precisavam ter percebido que até os wesens tem libido alta. Porém, os momentos finais valeram bastante a pena, principalmente quando a porra ficou séria ao descobrirem que Rosalee também estava infectada.

Grimm fica melhor a cada episódio. Os efeitos visuais nesse episódio me chocaram, pois foram bem realistas. Sem contar, é claro, que Nick tá manja de todos os artifícios para conseguir fazer seu trabalho como policial e como Grimm. Só está faltando um pouco mais de desenvolvimento do outro plot central (as famílias reais) para que a série fique mais deliciosa ainda.

P.S: Rosalee morrendo de medo de um gato. Não tem preço.

Talvez Você Curta

1 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe