Dexter 7x03: 'Buck The System'

segunda-feira, outubro 15, 2012


Dexter e seu cérebro de lagarto.

Mais do que satisfeito estou com essa sequência inicial da temporada de Dexter. Minha ansiedade antes da premiere era tanta que o medo de me deparar com uma escorregadia e irreversível decisão errada dos roteiristas me preocupava. Acredito que exista aqueles que ainda desejam mais do que foi apresentado. Por eles só posso lamentar e discordar elogiando mais este incrível episódio da série.


A sequência inicial trouxe de volta o lado humorístico da série sinalizando o atual estado em que o protagonista se encontra. Toda a pressão e a dificuldade de suprir a necessidade de seu vício remete a uma visão momentânea de Dexter explodindo por si mesmo. O personagem é como um leão faminto preso em uma jaula capaz de matar sem piedade qualquer um que ousar lhe irritar.



Encurralado pela irmã, Dex na tentativa de matar sua fome e convencer Deb de suas necessidades, lança seu olhar para uma nova vítima (antigo caso), Ray Speltzer. Inicialmente Debra hesita em acreditar nas evidências do irmão quando então o roteiro nos brinda com mais um grande momento sobre o episódio. Ver Deb cedendo aos poucos buscando compreender as atitudes de Dexter foi exatamente o mesmo choque em que sofri quando toda a verdade lhe foi revelada.



A trama caminha em uma velocidade frenética contrariando a todos que acreditaram por algum momento que seriamos apresentados a uma temporada arrastada onde os ápices aconteceriam apenas nos momentos finais. A felicidade é tanta que desisto (por enquanto) de tentar imaginar o que irá acontecer nas próximas semanas, deixando minha mente aberta apenas para desfrutar os episódios.



Respeito a opinião daqueles que se entregam por algumas falhas cometidas ora ou outra, mas peço que não se apeguem a detalhes quando somos apresentados a uma cena enlouquecedora como a de Debra caçando Speltzer. O volume absurdo da música, o clima escuro e todas as fantasias do assassino provocaram ao menos em mim uma adrenalina absurda. É disto que mais gosto em Dexter.

    Me sinto preso, como se não houvesse escapatória.



Apesar das oscilações sobre a polêmica trama paralela principal da temporada passada (minha favorita), a chegada dos russos vem somando se diluindo satisfatoriamente na série. Isaac apenas confirmou neste episódio minhas visões obtidas na semana passada. Do tipo neutro mas que faz acontecer com suas próprias mãos, o vilão promete um forte embate contra Dexter na reta final.



Quando comentei sobre o humor da série, vale ressaltar a grande e importante participação de Lewis neste episódio. As restrições que cercam Dexter impossibilitou nosso serial killer de brindar uma vingança aos seus méritos. O lado bom foi vê-lo em um efeito dominó perdendo toda sua vantagem sobre Dex e de maneira hilária sendo a peça chave a ligar Isaac a Dexter e o desaparecimento de Viktor. A depção fica por conta de sua precoce morte principalmente por ela ter acontecido pelas mãos errada.



Quinn que continua cometendo os mesmos deslizes ao que parece desta vez possui um pouco mais de sorte tendo a funcionária de Isaac ao seu lado. Já nossa beldade convidada da temporada Yvonne Strahovski apareceu pela primeira vez nos apresentando McKay, ex-namorada de Wayne Randall. Confesso que não sei exatamente o que esperar deste paralelo caso na trama mas adianto estar implorando por no mínimo um affair entre McKay e nosso amigo Dexter.



Agora que Debra finalmente (e rapidamente) entendeu que o "passatempo" de Dexter pode ser um mal necessário, novas portas se abrem para o relacionamento entre os dois. Não espero nada além do que nos foi apresentado neste episódio tendo em vista o alívio que sinto por toda a idéia da rehab ter um fim. Seria pedir demais talvez que Dexter assumice o lugar de Harry e desse umas aulas a Debra? Comentem suas teorias...

Observações Finais:

  •     "Eu tenho a pior sorte com estagiários". by Masuka
  •     Queremos mais Minotauro (Speltzer)? (x)Sim (x)Com Certeza

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe