(fdp) 1x06-07: Efeitos Colaterais/Nu Com A Mão No Bolso

quinta-feira, outubro 11, 2012

GOSTOSAS, PODEROSAS E...PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA?

Dois novos episódios de (fdp) que transmitiu uma diversidade em potencial. Diferentemente dos grandes jogos apresentados e apitados por Juarez até então, tivemos um mero jogo de várzea da firma e um beneficiente jogo feminino que fugiram das grandiosidades de um jogo mostrando que ao contrário do que talvez pensamos a série foi sim criada para explorar sem preconceitos ambos os planos do mundo futebolístico.

Um dos pontos fortes da série é sua linguagem discontraida que emite em certos pontos o absurdo em um sentido satisfatório. Em "Efeitos Colaterais" por exemplo Juarez é reprovado em um teste de avaliação física da federação, mesmo teste que ironicamente coloca Carvalhosa como segundo colocado. O roteiro não perde a essência de brincar com sua própria trama não deixando-se de fugir da realidade: Mulheres principalmente dentro do futebol são subestimadas, por isso a admiração do educador físico quanto a aprovação de Vitória no teste. 

Este mesmo episódio serviu para aprofundar o drama do protagonista que está longe de ser visto como um financeiramente renomado árbitro de futebol. Na geladeira devido seu questionável condicionamento físico, Juarez ainda enfrenta uma maré vermelha quando se tratado de grana.

Tentando manter seu sonho vivo e principalmente sua carreira, Juarez decide seguir o conselho de Carvalhosa utilizando um remédio estimulante que proporciona uma melhor disposição física e em contrapartida diversos efeitos colaterais. Quem sofreu literalmente as consequências principalmente foi Vitória, já que Juarez perdeu temporariamente sua marcação dentro de campo, ou melhor, na cama.

O episódio aparentemente foi escrito para divulgar os perigos da automedicação visto que Dona Rosali e o pequeno Vinny seguiram cada qual a mesma loucura de Juarez. Diria que o episódio valeu a pena principalmente por amenizar as chatices de Manu e deixar de banco o insuportável advogado e "peguete" da bióloga.
Por outro lado "Nu Com A Mão No Bolso" trouxe de volta as referências e a essência mostrada no início da série. Os diálogos concretos, os merchans de Neri Nelson e principalmente os palavrões. Representado principalmente pelas figuras femininas do show, diria até que este foi um dos melhores episódios apresentados até aqui.
Um brinde a nova peladona!
Finalmente eu vou conhecer a sua xoxota.
 A Playboy chegou para encher os olhos masculinos de conteúdo. A partida feminina beneficiente entre Gostosas X Poderosas foi motivo de briga entre Juarez e Vitória. Ela por sua vez por trás de todo ciúme e de uma deliciosa agressividade nos apresentou outro ponto já desenvolvido dentro do mundo do futebol. Quem não se lembra da Playboy de Ana Paula Oliveira, nossa mais conhecida bandeirinha? Pois é, apesar de tentar fazer pouco caso, Vitória decidiu ser a nova capa da revista. Que esse convite aconteça em nosso mundo real.

Agora desempregada, Manu aparentemente parece mais maleável. Diaria até que sua nova personalidade sobre Juarez me divertiu desta vez. Por exemplo, a cena em que ela beija o ex e logo em seguida lhe dá um tapa na cara, foi seu ápice em (fdp). Quando nos seis episódios passados Manu conseguiu te entreter positivamente? Comigo esta foi a primeira vez.

O episódio foi tão inteligente, gostoso e divertido que não me faltam elogios a comentar. O retorno do "Carvalhosa", aquele do início da série, divertido e malandro, aconteceu no momento certo. A amizade entre pai e filho (Juarez e Vinny) foi mais uma vez positivamente retratada em um diálogo simples, porém de uma importância grandiosa. Agora é torcer para que esta segunda metade mantenha no mínimo este rítmo.

Obervações Finais:
  • Alguém duvida que no próximo episódio veremos a velha e chata Manu de sempre?
  • Desculpem o atraso, mas infelizmente a dificuldade em assistir aos episódios é grande visto que não estou encontrando releases dos episódios.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe