Suburgatory: Season 1

terça-feira, outubro 16, 2012

Bem-vindo de volta ao subúrbio.



Amanhã suburgatory está de volta com a sua segunda temporada, então vamos relembrar alguns pontos (uns positivos, uns negativos) para refrescar nossa memória.

Na temporada passada fomos introduzidos a George (Jeremy Sisto) e sua filha Tessa (Jane Levy). George criou a filha sozinho e é aquele pai superprotetor que tenta compensar a falta da mãe. A história se inicia porque George acha na gaveta da filha um pacote de camisinhas e por isso decide-se mudar de Manhattan para Chatswin no subúrbio. 

Já no subúrbio George, além do antigo amigo de faculdade Noah (Alan Tudyk), também faz amizade com Dallas (Cheryl Hines). A amizade de George e Dallas nos rende um grande alívio cômico e espero que isso continue nessa temporada, o relacionamento dos dois está amadurecendo e tenho medo que percam um pouco disso fazendo dos dois um casal, ou seria mais correto dizer, quando os dois enfim formarem um casal, pois isso já é previzível só resta esperar o quando. Dallas me surpreendeu bastante e gosto muito da relação dela com Tessa e como ela aconselha a garota com assuntos que George não é experiente ou não se sente confortável de falar com a filha.

Falando em Tessa a garota fez amizade com Lisa (Allie Grant) e Malik (Maestro Harrell), mas pelo menos pra mim essa amizade precisa muito ser trabalhada, não vejo muitos momentos de verdadeira amizade entre os três, nem mesmo entre as duas, e ainda não me apeguei aos amigos de Tessa e o namoro dos dois é o mais sem sal possível. Muitas vezes acho Dalia (Carly Chaikin) mais amiga de Tessa que a própria lisa. E parabéns pra Carly, mesmo sendo uma personagem insuportável não há como não amar Dalia. E ainda temos Ryan (Parker Young), que é irmão de Lisa e de vez em quando Tessa “dá uns pegas”, o fim da primeira temporada deu a entender que os dois vão ter um relacionamento, mas nunca se sabe, logo no começo da temporada também achei isso e o garoto simplesmente sumiu.

Queria muito ver Tessa namorando alguém, porque além de ser uma série teen e séries teens precisam de casais, quando Tessa está namorando alguém somos privilegiados com ótimas cenas dela com o pai, que não sabe, ainda, como conversar essas coisas com a filha. Explorar esse lado da relação e o crescimento de George como pai vai ser muito bom.

Relembrando os últimos acontecimentos, Noah e sua esposa estão esperando um filho, mas esse filho está na barriga de aluguel da atual namorada de George com Tessa não se dá bem, Tessa conheceu a sua avó materna e o grande #BOOM da temporada, só que não, foi descobrir que Ryan não é filho de Sheila (Ana Gasteyer) e Fred (Chris Parnell). O que isso vai afetar na história?

Enfim, a série pode melhorar muito, basta saber trabalhar suas histórias e personagem. Vi muita gente abandonar a série depois dessa temporada mediana, afinal tiveram muitos episódios esquecíveis, mas poucos memoráveis. Resta nos torcer para que tenham aprendido com os erros e as coisas engrenem nessa temporada. Nos vemos logo mais.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Lembro que vi o eps 4 na Wraner e achei bem legal,resolvi baixar desde o começo e gostei ate o episoidio 6,depois disso ficou horrivel,ñ conseguia entender como o Humor da serie sumiu,fiquei enjoado com a serie e desiste nos primeiros minutos do eps 19,nem sei como fui tão longe..

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe