The New Normal 1x05: Nanagasm

quinta-feira, outubro 04, 2012


Toda babada!

Quem lembra da história de uma senhora muito simpática e espontânea, que expôs sua intimidade em um depoimento para a novela Páginas da Vida, contando sobre a primeira vez em que atingiu o orgasmo? No caso dela, a experiência foi solitária e ao som de “Côncavo e Convexo”. O vídeo rendeu muita dor de cabeça para ela, que entre outras repercussões negativas, perdeu o emprego. Essa história é famosa, e está a um clique de distância se vocês quiserem dar uma procurada no Youtube. Mas por que estou falando disso? Bom, Nana, a avó de Goldie, tem muito em comum com a história dessa senhora. Mas no caso dela não teve Roberto Carlos, nem perna suspensa.

Jane, como todos sabem, viveu por muitos anos com seu marido, que por sua vez, vivia dentro do armário. E apesar das investidas, o avô de Goldie sempre tinha que deixar Nana de escanteio para cuidar dos passarinhos de sua loja de animais. Com isso, o tempo foi passando, e Jane foi sendo privada de uma das mais plenas sensações que o ser humano pode experimentar. Mas como nunca é tarde para se aproveitar a vida, ela acaba aceitando a cantada de um vendedor de vitaminas, que estava hospedado no hotel dela, e o leva para o quarto onde descobre, finalmente, o que é o orgasmo.

Assustada com a sensação, até então, desconhecido para ela, decide procurar por uma opinião médica. É nessa hora que, devemos deixar a situação cômica de lado e prestar atenção na crítica que o episódio faz. A situação de Jane não é um caso fictício e isolado. Existem muitas mulheres por aí, casadas, mães, solteiras, enfim... que nunca gozaram. Triste, não? Nós, que vivemos em uma sociedade extremamente machista, temos o direito e o dever de agir contra isso. Não vivemos mais nos tempos da caverna, gente! O papel da mulher no sexo não é só o de dar prazer ao marido/namorado/peguete-fixo/amigo-com-benefícios! Além disso, o desfecho da história de Nana, além de divertido, mostrou muito bem que não existe idade para falar e praticar o sexo.

Outro grande destaque do episódio foi a aparição, pela primeira vez na série, da mãe de David, Francis, interpretada pela divertidíssima atriz Jackie Hoffman. E logo na primeira menção da visita dela, descobrimos que Bryan não se bica com a sogra - e, pelo que a gente vê depois, o sentimento é recíproco. Quando recebe a notícia de que será vovó, Francis é só elogios... para David e Goldie. Bryan é tao ignorado quanto a série Treme. A adição da personagem foi ótima! Além de ter uma grande participação no plot de Nana-babada, a presença dela serviu para mostrar que a vida do casal não é tão linda e perfeita assim.

Pelo que se nota, Bryan não teve a mesma sorte de David em ter uma mãe que lhe dá suporte e participa ativamente da vida do filho. Não sabemos ainda o quão bagunçada a relação entre mãe e filho está, mas o telefonema emocionado dele, no fim do episódio, me deixou com muita vontade de conhecer a mãe de Bryan.

Quem também brilhou no episódio (mais uma vez) foi Shania, que, ao receber a notícia de que terá de voltar para Ohio, cria uma espécie de lista de “1001 coisas para se fazer antes de morrer”. Na lista, temos itens como: uma festa típica mexicana e um jantar californiano. Agora levanta a mão quem nunca passou pela barra de ficar mal depois de comer wasabi pela primeira vez? EU TE ENTENDO, SHANIA!

Minha única crítica ao episódio vai, de novo, para Goldie. Se no episódio passado a personagem tinha ganho um pouquinho mais de destaque e desenvolvido alguma coisa, nesse ela voltou a ficar mais avulsa que Nate em Gossip Girl. Novamente, pode ser implicância minha com a atriz, que até hoje ainda não me convenceu 100%, mas ainda tenho esperanças. Não quero que Goldie seja só a barriga de aluguel. Mas, pelo menos até agora, é isso que ela está sendo.

Nanagasm foi mais um episódio excelente de The New Normal. Incrível como até agora a série não deixou a peteca cair! E estou torcendo para que isso continue até o 22º episódio, porque, caso vocês não saibam ainda, a NBC encomendou mais 9 episódios para a série. Ou seja: teremos uma temporada completinha com esses lindos e lindas!

- Pra quem estava sentindo falta dos depoimentos (eu me incluo fácil na lista), eles voltaram! E dessa vez foi um melhor que o outro. Não deu pra escolher o melhor, então, deixo na mão de vocês a escolha!

- E a cena final, resumida em apenas um grito: “CANDY!


Talvez Você Curta

1 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe