Glee 4x05: The Role You Were Born to Play

domingo, novembro 11, 2012



Nunca pensei que veria um episódio de Glee sem Rachel. É o efeito Blake Jenner?

A nova, das MILHARES adições no elenco de Glee é Ryder, o novo jogador de football que obviamente se tornará o novo principal da série, junto com nossa querida virgem, Marley. Para quem não sabe (e duvido que não saibam), o ator foi o ganhador da segunda temporada de The Glee Projet, o reality show onde desde o primeiro episódio já estava na cara que o cara ia ganhar, mas a gente continuou assistindo até o final.

Logo na primeira aparição no episódio, Ryder parecia um boneco de posto, daqueles bem flexíveis e manuseáveis e por causa disso, fiquei impressionado com o que ele conseguiu mostrar nas performances, além de ser um ótimo dançarino. Essa vibe ‘eu sou gostoso mas sou modesto’ dele ainda vai longe, e por mais que não goste de Jake, não é uma boa ideia colocar Marley e Ryder juntos, principalmente por motivos de: criatividade.

Nessa vibe de novos relacionamentos, adorei as conversas profundas sobre perdas que Blaine e Sam estavam tendo no começo do episódio. Só falta adicionar um Single Ladies no meio que em breve teremos o novo casal do pedaço.

Com a performance de Born To Hand Jive fica claro que a adição de novos personagens só enriqueceu a trama, mesmo que ainda haja bastante reciclagem de material por parte de Titia Murphy, esses novos plots só deram uma avançada na qualidade da série. Jake e Quinn 2.0 por exemplo, se juntando para simplesmente manter Ryder longe da Pikachu de Marley foi divertidíssimo.

Porém, por mais que seja um assunto recorrente, ainda não consigo me importar com Unique ou Wade(dependendo do dia), mesmo que seja uma temática nova na série. Talvez daqui para frente, com Sue fazendo bullying hétero com Unique, a narrativa se torne mais interessante. Depois do momento “Unique’s eyes are on fire!” que aconteceu alguns episódios atrás, a cena em que o diretor Figgins fica falando sobre as qualidades corporais de Unique foi fenomenal, principalmente quando ele descobre que ela é na verdade um ele, com aquela cara de WTF?

Porém, mesmo sendo legal todos esses novos caminhos por causa dos novos personagens, os roteiristas não podem se esquecer dos velhos personagens, como por exemplo, Brittany, que sempre é um unicórnio dentro de Glee, sempre com as melhores frases e melhor personalidade. Falo isso porque, como sempre, Blaine é o que mais recebe destaque e serei sincero que depois daquele mimimi para cima de Sam (que por enquanto, não deu em nada), pulei mesmo a performance e as cenas até passar para o próximo núcleo.

Agora, Will e Emma são dois que realmente precisam de atenção especial, no HOSPÍCIO, já que são mais bipolares do que qualquer outra coisa. Adorei Beiste mostrando seus dotes de psicóloga, ou melhor, no caso de Will e Emma, psicanalista. Talvez uma distancia fosse uma boa ideia desde o começo, porque tem como não amar o novo plot de Finn? Todo macho desafiando outro macho, Sue Sylvester, só para se tornar mentor de quase todos os novos personagens? Ele pode não conseguir fazer diversas coisas (como, por exemplo, dançar) mas ele com certeza é uma figura de liderança.

Comecem o countdown para o episódio da semana que vem: Grease – The Musical Event!

P.S: De onde a Mercedes apareceu? De repente ela estava na mesinha dos diretores.

P.S: Nem Sue conseguiu arrumar um apelido maldoso para Marley, OU SEJA....

Músicas do episódio:
"Juke Box Hero" - Foreigner: Finn e Ryder
"Everybody Talks" - Neon Trees: Kitty e Jake
"Blow Me (One Last Kiss)" - P!nk: Wade e Marley
"Hopelessly Devoted To You" - Grease: Blaine
"Born To Hand Jive" - Grease: Mercedes, Marley, Jake e Ryder

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. Rachel who?!!

    Melhor episódio da temporada. Sem mais.

    ResponderExcluir
  2. Quem parecia que iria ganhar o TGP 2 desde o início era a Aylim, eu acho, kkkkk
    Adorei o Blaine! Perfeito...
    Sue divando totalmente, como na primeira temporada, adorei!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah, sempre achei que era o Blake. Sempre ganhava mais destaque, perceba que não passava 10 minutos sem ser focado pela câmera. Ele é gostoso, ok, pagavam pau pra ele desde o começo, sempre achei que ele ia ganhar.

    ResponderExcluir
  4. Marco, tem uma cena explicando porque Mercedes e Mike voltaram e também mostra eles chegando. Acredito que quando você pulou a cena do Blaine, deve ter pulado essa também sem querer.
    Tão orgulhoso do Blake *-* (Blakers gonna Blake)
    Tá bom que o personagem dele não é o melhor, esse lance de reciclar personagem é falta de criatividade e já não bastasse o personagem, até o background é reciclado, não foi comentado no debut mas Ryder tem dislexia (o que é uma 'característica' de Sam que nunca foi explorada devidamente). Porém, Blake tem muito talento, é ótimo ator, cantor, dançarino... E acho que vai se dar muito bem em Glee, ele é um Sophomore, ou seja, tem 3 anos na série e espero que o personagem dele encontre um par ideal, não o quero com a Marley (pra evitar Finchel) e porque gosto muito de Jarley. Podiam botar ele com o Sam... sei lá rs.

    P.S.: Michael deve estar muito orgulhoso também rs.

    ResponderExcluir
  5. O problema do Artie de colocar a Sandy morena foi meio q? também, já que ele é sempre a favor de lançar tendência como diretor e pá.
    ás vezes ele só não queria copiar esses aqui: http://www.youtube.com/watch?v=gwTpGqbV5qE

    quem sabe?

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe