Hunted 1x06/07: Polyhedrus/Khyber

quinta-feira, novembro 22, 2012


Um episódio bom e outro que provou que Hunted é uma das melhores estreias dessa Fall.

Nesses últimos dias, uma preocupação me assolou bastante. Alguns cancelamentos foram anunciados e, para meu espanto, Hunted estava na lista. Quem não vê pode ter achado que o cancelamento não era nada demais, mas, para quem que conhece a série e a qualidade dela, aposto que o susto foi comum. 

Acontece que, sendo uma coprodução entre BBC e Cinemax, o cancelamento só seria oficial se ambas as emissoras cancelassem. E, como apenas a BBC havia se manifestado inicialmente, ainda havia um fio de esperança. Pois bem, rufem os tambores. O canal americano vai assumir a série sozinho e não vamos nos despedir de Sam ainda. \o/

Passado o momento de tensão (me arrisco a dizer que não só pra mim), vamos à review. Em Polyhedrus, Sam descobre mais sobre a tal Hourglass e é direcionada à empresa Polyhedrus. Os nomes que aparecem na série, aliás, são sempre muito interessantes e misteriosos. Boa sequencia com ela se infiltrando no prédio. Ri muito com o furo do cartão e, como eu amo quando nada é fácil, adorei que aquilo obviamente fosse dar merda e Sam tivesse que lutar contra uns dez de uma vez.

Mais tarde, em Khyber, o melhor episódio até agora, algumas importantes perguntas finalmente foram respondidas. É descoberto o verdadeiro interesse de Jack Turner: uma represa no Paquistão, pela qual a Polyhedrus cometeu um extermínio na vila local. Com essa informação, tudo fica muito mais foda de se acompanhar agora. Outra coisa é que quem está atrás de Sam é Stoke, o diretor da Polyhedrus, que também é o cliente da Byzantium. Quero ver como Keel vai lidar com isso agora. Aplaudi Sam pela cena com ele. Tenho uma teoria clichê de que ele é o pai de Sam, não sei porque.

A tal valise está de volta e também é explicada. Nela estão contidas as provas do massacre à vila paquistanesa pela Polyhedrus. Muito bom esse plot aliás, com Fowkes ganhando um destaque merecido. Adorei todo o caminho dele até a valise, mesmo que tenha sido tudo em vão. Bela trollagem de Jack trocando a valise verdadeira por uma com pedras.

E por falar em coadjuvante, Zoe também é mais abordada. Somos apresentados a sua casa e ao seu marido paraplégico. Pelo visto, ela agora terá grande envolvimento com Sam. Não acredito que ela, toda inteligente, cairá no papo daquela mocinha bitch de Stoke. O papel de bobão pertence a Stephen, que, mesmo quando tem tudo pra descobrir tudo sobre Sam, consegue cair na lábia dela. Mas não por muito tempo, porque Jack finalmente sabe a verdade sobre a moça.

A única coisa que me incomoda na série é a quantidade de personagens avulsos que são jogados. Mesmo que eles tenham algum envolvimento com a trama central, é bastante confuso ligar todos os pontos, pelo menos por enquanto. Mas isso é só um detalhe facilmente descartável. A série finalmente mostrou a que veio e, com o renovamento, espero que muita coisa boa venha ano que vem. Falo mais sobre a segunda temporada na próxima review, a derradeira.

P.S.: Alguém mais ficou com pena do pobre coelho velho assassinado por Tyrone?

P.S.: Aidan ainda mentindo pra Sam. Ai ai ai.

P.S.: Que venha a Season Finale *-*

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe