Merlin 5x06: The Dark Tower

sexta-feira, novembro 16, 2012


Uma rainha de espírito (quase) indestrutível.

À primeira vista, esse episódio de Merlin pode parecer ter sido focado na Rainha Guinevere. O plot principal de “The Dark Tower”, ao menos, foi sobre o seu sequestro. Mas quem realmente brilhou não foi a nova rainha de Camelot, mas a sua atual inimiga: Morgana. Eu explico.

Desde o início dessa temporada, a personagem só se deu mal. Aliás, não só durante esse curto período. Desde o momento em que resolveu abraçar o lado negro da força, Morgana só tem se dado mal. Já perdeu a irmã, foi traída por um de seus aliados e ficou presa por dois anos inteiros. Não pensem que estou aliviando a barra pra ela, ou torcendo para que o vilão da história ganhe, não é isso. Mas se torna enfadonho e previsível demais quando isso acontece.

O plano inicial da feiticeira era simples: sequestrar Guinevere e, com isso, atrair Arthur para uma armadilha. Mas o que ninguém esperava era que havia muito mais por trás disso. A intenção primordial de Morgana não era simplesmente transformar a rainha em uma donzela em apuros presa no alto da torre. Por meio das raízes de mandrágoras - item favorito da personagem para arquitetar suas maldades - penduradas no alto da cela, Morgana brincou como quis com a mente de Guinevere.

E embora os devaneios de Gwen, em minha opinião, tenham sido mais engraçados do que assustadores, eles conseguirem cumprir o seu propósito. Agora, Morgana possui uma espiã dentro de Camelot. E não uma simples espiã. As possibilidades para uma situação como essas são imensas, e fico curioso para ver quais serão as repercussões dessa "lavagem cerebral" de Guinevere nos próximos episódios.

E só.

Sim, pois, pra mim, a morte de Elyan não teve importância alguma na série. Isso pode até ter algum reflexo mais adiante, quando Guinevere recuperar-se totalmente das influências de Morgana - o que não deve demorar a acontecer -, mas por hora, não vejo nenhum outro efeito maior que isso possa causar na trama.

Toda a parte da jornada de resgate feita por Arthur, Merlin e os outros cavaleiros foi bem empolgante. Aliás, o entrosamento entre os atores é algo a se destacar. E o mais notável durante o episódio foi, sem sombra de dúvida, Gwaine, que além de possuir um carisma enorme, tem um ótimo timing para comédia. Além disso, graças ao espírito protetor do labirinto mágico que cercava a Torre Negra, tivemos mais uma demonstração da evolução do poder de Merlin - mas isso já nem me surpreende mais. Concordo em gênero, número e grau, com a opinião do Max na review passada envolvendo a situação dele continuar ocultando de Arthur que possui magia.

Aliás, por último, mas não menos importante, quero agradecer (e muito) ao Max Ands, que fez a review passada no meu lugar. Eu estava atolado até o pescoço com trabalhos e provas finais da faculdade, e quando pedi pra ele dar uma mãozinha, ele não só aceitou, mas fez um ótimo trabalho! Mas agora as coisas já voltaram ao normal e eu posso dizer: I’m back, bitches!

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe