American Horror Story 2x04/05: I Am Anne Frank, I & II

sexta-feira, novembro 16, 2012


Colocaria uma frase profunda de Anne Frank aqui, mas o conteúdo +18 da review não permite.

É isso meus pequenos Psychos, semana passada não tive tempo de ver nem fazer review de AHS e como os dois episódios tinham o mesmo titulo, com parte um e dois. Fui esperto e pensei em fazer review dupla (quem nunca?) e aqui estamos. Dois episódios que se tornaram o game changer da temporada, mudando muito os rumos de todos os personagens da série, como isso irá se desenvolver sem duvidas é uma das coisas que me deixa mais ansioso, e inclusive sequer vi promo dos próximos, tentando guardar as surpresas!

Fato é que, sequer havia visto o quarto episódio e já havia descoberto quem era o Bloddyface. Imaginem minha frustração: Você ficou quase duas semanas sem ver a série, consegue se manter longe de todos os spoilers, é feriado, tu está quase saindo de casa e quando voltar irá direto ver os dois episódios em seguida, sem saber do mundo pelos próximos 80 minutos, quando, 5 minutos antes de você sair, descobre que foi marcado no facebook. Sem duvidas um de seus amigos dizendo estar ansioso pelo encontro que irá acontecer logo e tudo o mais. Mas na verdade essa marcação é um ser dos infernos que vem lhe dizer: “Leo Gravena, tu viu AHS? O BLoodyFace é o Zachzinho!!!”. Admito que minha reação foi algo parecido com isso.

E já que estamos falando de Zachzinho, venho aqui, mais uma vez, falar sobre minha tara sexual admiração por este homem. Adivinhem minha surpresa qunado, esta semana mesmo, descobri que não um, mas DOIS amigos não sentem a mesma atração pelo ser másculo, delicado, apurado e sensual de Zazhary Quinto. Como AHS é uma série feita para idolatrarmos as fantasias sexuais de Ryan Murphy, vou pegar esse pedacinho para falar sobre as minhas, fato é que amo Zachzinho desde 2008, quando vi ele em Heroes pela primeira vez abrindo a cabeça de uma pessoa com aquele olhar de psicopata louco tão atrativo. Fato é que eu admito ter uma quedinha por psicopatas, mas não qualquer psicopata, mas pessoas que REALMENTE pareçam ser psicopatas/sociopatas, afinal, Michael C. Hall é muita coisa, mas nunca passou o ar de Psicopata Louco em cena, diferente de Hayden Panettiere por exemplo, nunca achei muita coisa da moça até que vi o maravilhoso filme do Lifetime com a moça que encarna Amanda Knox, uma moça que assassina friamente a coleguinha de quarto, manipula o naorado idiota e paga de boa moça, o filme não é muito bom, mas posso dizer que Panettiere estava MUITO gostosa ali.

Talvez justamente por já ter essas fantasias sexuais onde Zachzinho corria atrás de mim com uma faca na mão e tentava me estrangular enquanto tínhamos intercurso sexual de forma agressiva, não foi uma surpresa muito grande descobrir que este ser maravilhoso era o Bloody Face, inclusive fiquei feliz, afinal, assim ele deve ganhar mais tempo de tela e quem sabe algumas cenas de sexo agressivo sadomasoquista? *-* Mas antes dele se revelar um assassino louco sociopata e sádico (yummy), estava achando bem interessante toda aquela seção de terapia com Laninha, mesmo com o cara ali sendo bem feio. A cena foi bem desconcertante e nojenta e traz uma sensação de impotência. Bem o que AHS sempre se propôs a passar.

Inclusive, se antes shippava Ollie e Lana, depois disso shippo mais ainda, afinal, apenas o ~PODER DO AMOR~ pode ajudar Ollie a se tornar uma pessoa bonitinha e amável, ok ok. Isso não vai acontecer, mas acho que Lana não deve morrer (tão rápido). Pelo que deixaram a entender Zachzinho sequestrou a moça apenas para que ela escrevesse a história dele. Afinal, tem toda essa coisa de que secretamente todo Serial Killer quer ser pego e descoberto e pagar por seus crimes e blá blá blá. Deve ser isso mesmo, e de alguma forma (mesmo que inconscientemente) depois de fazer Laninha sofrer muito, ele deve libera-la, assim ela irá ir até a policia e escrever a história sobre ele. Ou não. Afinal, em 2012 parecia que não sabiam quem era o Bloody Face e tals.. Temos que esperar para ver.

E enquanto Zachzinho levava Laninha para seu lindo apartamente com abajures personalizados e lindos potinhos feitos de crânios humanos (tudo muito caro e de muito bom gosto), as coisas no Hospício começam a esquentar. Sister Jude está com os dias contados e realmente não sei como eles vão levar essa história a frente. Ela parece estar ainda mais perdida do que estava antes... Acho que o mais comovente de toda a trama é que, Jude viu que ia se fuder de qualquer jeito, então, saiu para o barzinho bebeu todas e pegou o carinha velho estranho, se ela vai ser fudida, pelo menos ela deve escolher quem, certo?

Mas o legal é que não são apenas Laninha e Sister Jude que estão fudidas! Simplesmente TODOS os personagens “bonzinhos” se foderam legal nos dois episódios. Começando com Kit (finalmente consegui me lembrar o nome dele sem olhar no IMDB!) que acreditou em Ollie e acabou sendo preso. Mas sério, alguém ficou surpreso com isso? Assim que ele pediu para ele ir lá e contar como ele achava que ele tinha feito e gravar isso já sabia que ele iria entregar tudo para a Policia. Depois disso Grace além de ter sido abduzida, estuprada e testada pelos Aliens, ainda teve as trompas cortadas para se tornar estéril!

Uma coisa que me deixa intrigado é porque os Aliens são tão interessados em Kit, afinal, pegaram a esposa dele, pegaram Jessica Lange, pegaram Grace... Só faltam mesmo é pegar o cientista maluco, e levarem para bem longe, assim como fizeram com a esposa avulsa que logo deve voltar com algum bebezinho from Hell. Já que ela foi mostrada gravida e Ryan Murphy ama colocar bebes malignos em suas séries (só estou esperando o dia em que o bebe da Sue vai xingar alguma cheerio em Glee).

Fato é que nesses dois episódios meu ódio por esse homem apenas foi crescendo cada vez mais! Acho que esse é a intenção, porque só esperava que Anne Frank estourasse os miolos dele na cara da Freira Demônio e ai ela lambesse um pedacinho de cérebro que caiu próximo a boca dela e sorrisse dizendo “que delicia!”. Mas enquanto isso ele continua lá, tramando contra Jessica Lange e sendo um fdp...

Mas depois de Zachzinho, nestes dois episódios quem roubou a cena foi Anne Frank. AMO Franka Potente, se você não se lembra da moça, tente se lembrar dos sábados de noite na Globo: “Corra, Lola, Corra”. Nele temos Franka Potente toda trabalhada no cabelo vermelho correndo, o filme todo! É um filme genial, e se você não viu, vale a pena. E como Anne Frank ela estava incrível! Essa era uma das coisas que gostei bastante na primeira temporada e estava sentindo um pouco de falta nessa, os “casos reais”, se na primeira tivemos Black Dahlia, neste temos Anne Frank e verdade seja dita, Anne foi bem melhor. Está certo que ela não era realmente Anne Frank, mas conseguiu emocionar com seu papel. Acho que todos já ouviram falar da jovem judia vitima do Holocausto que se tornou famosa após ter seu diário publicado. Confesso que depois desses episódios fiquei com vontade de reler o livro, que li já tem uns 3 ou 4 anos...

No fim, achei bem estranho como tudo terminou, a lobotomização deixou Charlotte como Charlotte, mas não conseguia deixar de imaginar que ela mataria o bebe e o marido rapidamente. Mas não, e isso acho que foi o que mais me deixou desconfortável com tudo. Inclusive enquanto discutia a série com um colega, ele me disse sobre como a série estava o deixando irritado, já que fazia ele se sentir impotente quanto a tudo o que estava acontecendo.. Mas é justamente isso o que American Horror Story tenta passar, não é algo para ficar realmente com medo, mas sempre digo e sempre vou dizer, é sobre se sentir desconfortável, você ver em seu sofá e fazer carinhas de nojo e se contorcer, enquanto coloca os ombros retos para não se sentir tão vulnerável.

E é isso crianças lindas! Realmente gostei desses dois episódios de AHS, da para notar que a série evoluiu MUITO da ultima temporada e podem ir se preparando, FX já renovou para uma 3ª temporada! E antes de ir tenho dois pedidos, primeiro que respondam: Zachzinho,Yay ou Nay? Afinal, não posso ser a única pessoa no mundo com desejos sexuais obscuros com ele. E Depois, como esta é uma review de AHS, já tem sinalização de +18 ali em cima e ainda eu vim ali e revelei minhas fantasias sexuais, peço que vocês façam o mesmo! Podem vir sem medo de serem julgados, qualquer fantasia está permitida, pode até ter Freiras e Padres, e fiquei sabendo que tem gente com fantasias com Pepper s2, então não se façam de santinhos rogados, afinal, no fundo, todo mundo tem um pouquinho de Ryan Murphy dentro de si.

PS: Vejam promo do próximo episódio, tem Zachzinho totalmente louco e sádico! Como não amar?

Talvez Você Curta

7 comentários

  1. Pois é eu escrevi isso no twitter tmb: todo mundo se deu mal, especialmente as personagens femininas. Anne Frank subverteu o papel de mãe/dona-de-casa: se deu mal. Siste Jude, o papel de mulher submissa: se deu mal. Grace, o de filha. Maria Capeta, o de santa e Lana o de mulher (nos anos 60). Bem a lógica dos filmes de terror dos anos 70 e 80.

    Só falta mesmo Sister Jude encarnar a Tenente Ripley e explodir a cabeça (pelo menos) dos aliens né? É interessante como mesmo a personagem estando toda errada a gente ganha uma simpatia por ela.

    ResponderExcluir
  2. "fantasias com Pepper s2" Com certeza, é muito hot hahahahaha Ri litros com isso.

    Achei o 5º episódio fantástico. Estava conversando com uma prima de uma prima minha sobre a série, ela disse que assistiu só um episódio e disse "Mas aquilo não é terror". Realmente. Terror geralmente é clichê. Isso me deixa em pânico, não tomando sustos ou com nojo. E eu acho isso incrível.

    Eu vou me apegando aos personagens cada vez mais (menos pelo Arden, carinha sem graça, olhe o que ele fez com a Shelly!). Mas desejos sexuais obscuros só na série House eu tinha, que era meu ponto de loucura. Apesar de que Zachary Quinto é fantástico também, mas não, não o conheço tanto a ponto de amá-lo. E sim, shippo Ollie com Lana, devo me confessar. E amo a Lana enquanto vários outros odeiam. E quero que a Shelly morra logo para parar de sofrer.

    [aliás, ri alto quando todas as crianças do jardim de infância gritaram ao vê-la na escada. principalmente por causa da velhona hahahah]

    ResponderExcluir
  3. É, a review estava tão grande que até me esqueci de comentar da Shelly tadinha, gostava muito da personagem, mas sinto que ela deve aparecer mais...

    ResponderExcluir
  4. A gente lê a review de AHS do Haddefinir lá do série maníacos e quase chora de tão boa que está, aí vem aqui e lê essa review que parece que foi feita por uma belieber deslumbrada! e olha que o Haddefinir é gay também. Da próxima vez se atenha mais a comentar sobre a série em si e menos nas suas fantasias sexuais nas quais ngm está interessado. I pass

    ResponderExcluir
  5. Segura a franga. Huhjujhhggghjdfgjkhfhg
    Manera a review, mas você tá muito na falta cara ffckjntykjkikkjjkdeeqadfffvnd

    ResponderExcluir
  6. Segura a franga. Huhjujhhggghjdfgjkhfhg
    Manera a review, mas você tá muito na falta cara ffckjntykjkikkjjkdeeqadfffvnd

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe