Suburgatory 2x05: The Wishbone

domingo, novembro 18, 2012


"Não é ação de Graça nos Shay’s até que alguém mostre o corpo nu." (SHAY, Fred)

E essa semana tem o Thanksgiving Day, feriado tradicional nos EUA. Enquanto eles lá comemoram e agradecem pelas graças recebidas a gente chora por aqui porque muitas séries não serão exibidas essa semana devido ao feriado. Inclusive suburgatory, próximo episódio só dia 28 e espero que seja recheado de Ryan e Tessa, um episódio dos dois por temporada não satisfaz ninguém não hein roteiristas. Vamos fazer uma série teen decente cheia de romance, brigas e reconciliações.

E como 99% das séries, o episódio foi sobre o Dia de Ação de Graças, mas não é um dia de ação de graças qualquer, é a primeira vez que Tessa vai ver/conhecer sua mãe. E seu maior dilema e como dizer isso pra George, afinal são 16 anos de tradição e o principal, George é bastante inseguro, ou era. O novo George está realmente mudando. Claro que ele ainda se sente inseguro, por medo de Tessa ter uma decepção (vamos combinar que o histórico de Alex não é muito bom) e um pouco também com medo de Tessa se dar muito bem com a mãe e decidir morar com ela, etc. Quem não ficaria, mas já dizia o ditado popular “ a gente sabe que uma pessoa é nossa, que nos ama, é quando nós deixamos ela voar e ela volta, por ela mesma” (Não é exatamente com essa palavras, mas é algo por ai, com certeza vocês já escutaram alguma coisa do tipo) E é isso que George faz, apesar de apreensivo, claro e de ter uma pós-depressão por um feriado sem a filha que Thanks God não durou muito.

Lá em NY, Tessa tem que lidar outra vez com o bolo que leva da mãe, e o pior de tudo e não saber o motivo. Não foi porque? Não quis me ver? Perdeu o voo? E a resposta é, foi tudo um desentendimento, falta de comunicação e Alex estava lá, linda e louca em Chatswin. Graças a Dallas, Tessa e a mãe puderam realmente ter um encontro, se conhecerem. E como Alex é louquinha e divertida e combina com Tessa, até nos gostos pessoais, como se tivessem convivido juntas por um bom tempo. Ainda quero ver muito Alex por ai, como a relação dela com a filha vai afetar George e como a presença dela vai afetar a relação de George e Dallas.

Do outro lado da rua a família Shay e Malik. Malik e Sheila que renderam boas cenas, como a do chuveiro que seria de deixar qualquer um constrangidíssimo. Entendo totalmente o motivo do ciúme da Lisa, e claro e evidente que Sheila tem muito mais química com Malik do que a própria lisa. Acho que esse foi o primeiro episódio que eu parei pra ouvir o que o Malik falava. Agora Lisa, você já convive com sua mãe a 16 anos, Get over it! Cansei dessa historinha de eu odeio minha mãe, por mais pé no saco que seja, mãe é mãe. Roteiristas vamos criar um plot legal pra Lisa porque esse já deu.

Ps1:. Achei mais que fofo Ryan abrir mãe do seu osso da sorte pra dar pra Lisa.

Ps2:.
Dallas: Más notícias, Tessa não estará aqui para Ação de Graças!
Dalia: Você disse más notícias.             

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Como eu chorei arco-íris com o final. Ok, nem tanto, mas achei muito legal que Tessa não ficou muito coagida com a presença de Alex, e ri pra caramba com elas brincando. Mais agradável ainda foi ver que sua relação com George não foi tão afetada, portanto, achei um final sghyaeddrtsezxcvfrdsz cute.

    Achei engraçada a interação da senhora Shay e Malik. Eu nunca liguei muito para ele (só rachava do negócio de Medium), mas foi interessante. O que virá? Lisa parará de bichice? Veremos.

    Acho que a temporada está muito boa.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe