The Vampire Diaries 4x09: O Come, All Ye Faithful (Fall Finale)

domingo, dezembro 16, 2012

Terminando o ano com um episódio duvidoso.

Porém, antes de falar sobre isso, o que falar sobre o episódio da semana passada, “We’ll Always Have Bourbon Street"?:

O 4x08 foi bastante parado, com algumas cenas totalmente sem noção, mas pelo menos foi o episódio que aprofundou a mitologia da série nessa temporada. Mas antes de tudo, estou esperando loucamente pelo dia em que não terei que ver mais cenas de pegação Delena com Caroline e Stefan falando no meio.

A explicação da sire Bond era extremamente necessária, e adorei adicionarem uma vampira louca de New Orleans para deixar claro o tanto que Damon é sempre o mais desejado por todas. Só foi possível para que acontecesse uma vez que Elena já tinha sentimentos por Damon antes de tudo isso, ou seja, a maior prova do amor do mundo, mostrando que Elena se importava sim (todo mundo já sabia, menos Stefan).

A cara do Stefan ao descobrir isso só não será melhor da cara de dor de barriga que ele fará quando descobrir que Damon já andou abalando as estruturas da sua ex-namorada. Mas não faz sentido Elena se afastar de Damon. Os dois se amam, qual é o problema de continuarem juntos?

Esse deve ter sido o primeiro episódio em que não A-G-U-E-N-T-A-VA Caroline. Desde quando virou vampira, Vamp Barbie se tornou minha personagem favorita, mas não consigo mais. Estou chegando ao ponto de querer até que Tybrid pule a cerca para que Caroline pare de ser tão mesquinha. E o discurso dela, falando que ser promíscuo é pior do que ser um estripador?

Todos já sabemos que Damon teve seus momentos de vagabundagem, mas os personagens de The Vampire Diaries usam qualquer coisinha para fazê-lo se sentir inferior. Lembrar das coisas boas que ele já fez, ninguém quer, né? Por isso, gostei bem mais da Bonnie Boca Torta do que Caroline nesse episódio. Ela estava mais tranquila e até trouxe uma ervinha para alegrar o ambiente.

Porém, nem adianta gostar de Bonnie, porque ela sempre dá uma mancada básica. Antes, ela fazia todo mundo ter pelo menos uma dor de cabeça e quando finalmente precisa da ajuda da bruxa, o que acontece? As luzes só piscam. 

Uma das melhores cenas do episódio foi Tybrid se tornando o híbrido alfa do bando dos desatentos. Mas o prêmio de desilusão vai para Hayley lobinha, que foi atrás dos 12 híbridos só para conseguir um pen-drive que possui informações de pessoas MORTAS. Coisa de gênio, é claro.

Agora, o que realmente importa: 

Não há duvidas de que a qualidade de The Vampire Diaries caiu bastante nessa temporada, mas ainda havia alguns motivos para aguentar todo o mimimi de todos os personagens, como por exemplo, o plot de Jeremy-braços-musculosos Gilbert, April com seu obsessivo romance, tentando achar Barbie Klaus de qualquer forma, e claro, Elena e Damon juntos, finalmente.

Para um episódio Fall Finale, que também foi chamado por várias fontes como um ‘espetacular’ episódio, aqui fica minha duvida: Qual droga vocês estavam usando quando afirmaram isso? Matar uma personagem que aparecia ocasionalmente na série e que no geral não tinha nenhum propósito simplesmente não torna o episódio espetacular.

Porém, o episódio teve seus méritos, a começar pela delícia que foi ver os músculos ENORMES de Jeremy bem expostos naquela camiseta branca, cavada e apertada durante todo o episódio. 

Alguém me explica onde compraram os esteroides para o garoto, porque não há explicação racional para o que aconteceu com o corpo do little Gilbert, que obviamente não pode mais ser chamado de little.

Por outro lado, Caroline e Stefan continuam sendo os maiores empata-fodas do mundo. Só porque você não está ganhando de Tybrid não significa que Elena também precisa ficar na seca, Caroline.

Além disso, como não amar Stefan todo inocente e ‘puro’, ficando tão surpreso ao descobrir que o irmão já enfiou seu carvalho branco na florestinha de Elena? Tipo... Sério mesmo? Você nem suspeitou que isso fosse acontecer, já que ambos estavam morando na mesma casa, apaixonados loucamente um pelo outro, sem contar que foi por causa dos sentimentos de Elena por Damon que vocês terminaram? Sério, Stefan? Quebra de código.

Caroline estava precisando desesperadamente que alguém a matasse – nem se fosse por cinco minutos. Por isso, amo eternamente Hayley, nossa eterna witchbitch de A Orgia Secreta, que acabou mostrando que é mais bitch ainda, já que continuou com o plano de Shane por causa de UM PEN DRIVE. 

É triste para os híbridos, que tiveram que passar por todas as lições da Escola Contra Sire Bond de Lobinho Tybrid e Hayley, sofrendo bastante para conseguirem quebrar a ligação, só para virarem vacas para o abate, em uma das melhores cenas de The Vampire Diaries, que até juntou uma canção de natal para não esquecermos de que o final do ano é tempo de perdoar e reconciliar.

Claro que perdoar e reconciliar não são palavras presentes no vocabulário de Klaus, que esteve fenomenal durante todo o episódio, deixando bem claro que também não é tão cego e sabe muito bem que Caroline é muito adorável com ele significa só uma coisa: trollagem gratuita está sendo planejada.

Não esperava mesmo que Hayley faria tanto estrago na série por causa de um pen-drive e é uma pena também que ainda não desenvolveram esse plot do professor, de Silas e dos Caçadores, e se há algo para reclamar além dos mimimis entre os shippers é essa falta de desenvolvimento.

Então enquanto Tybrid e companhia estavam ocupados querendo acabar com Klaus, Bonnie, Elena, Damon e Shane estavam ocupadíssimos tentando purificar menino Gilbert, levando ele pra rehab dos caçadores musculosos. O melhor é que o pau de Jeremy estava por todos os lados, aparecendo nas horas mais convenientes, como por exemplo, quando Elena o abraça.

O plot de Jeremy parecia o mais interessante entre todos os outros, principalmente o fato do menino sentir vontade de matar todos os vampiros a todo o momento, principalmente a irmã, que sempre é um amor. Porém, decidiram resolver esse plot rapidinho (em menos de um episódio!) para focarem no drama de Delena, como sempre. É uma pena, considerando que vê-lo tentando matar a irmã todo episódio seria bem divertido e seria mais interessante ainda se ele conseguisse.

Uma coisa que não faz sentido, porém, é Elena achando que Shane é uma pessoa confiável. OI? Você conhece ele, pelo menos? Damon, como sempre, está com toda a razão: o cara não é confiável, mas mesmo assim, acreditou na história do professor, que até envolvia trazer de volta à vida um bruxo super poderoso. Damon deve ter pensado: “porra, não tenho que me preocupar com esse bruxo. Temos Bonnie, que atualmente consegue até fazer luzes piscarem”. Ou seja, muito confiável.

Seria ótimo se tivéssemos um maior aprofundamento nessa história. Sei que ainda estão a introduzindo, mas estamos quase na metade da temporada, sem nenhum arco principal e plot sendo propriamente desenvolvido.

Os minutos finais do episódio foram incríveis, mas no geral, The Vampire Diaries se despede de 2012 com um episódio bem distante do que é esperado de uma série que já se mostrou capaz de tantos feitos.

P.S: Elena dormiu com os sapatos no pé e nem tinha ficado bêbada na noite anterior. Preciso dizer mais alguma coisa?

P.S: Klaus matou milhares de pessoas, incluindo Carol Lockwood, e ainda assim, queremos esse britânico na série até o final.

P.S: É triste ver Damon mandando Elena ir pastar, mas convenhamos que ele merece mais, já que na realidade, ele nem tem certeza que o que ela sente por ele é genuíno. 

P.S: Como Bonnie sempre é uma aposta certa de trollagem, eu achava que mesmo com ela sendo o objeto de afeição de Jeremy para se ‘purificar’ na rehab, algo daria errado e Elena iria morrer por cinco minutos.

P.S: Só isso:

Finalmente April não será mais #ForeverAlone nessa bagaça. Amém.

E você, o que achou do episódio?

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe