Downton Abbey 1x01: Series 1, Episode 1

sábado, janeiro 19, 2013


Uma grande família rica cercada de inúmeros criados na Inglaterra do século XX, será que é só disso que se trata Downton Abbey?

Downton Abbey é uma série britânica do canal ITV inspirada na obra da famosa escritora Jane Austen e se passa numa propriedade de mesmo nome, no ano de 1912 (sim, no mesmo ano do naufrágio do Titanic!). 

A série se foca na família Crawley, proprietária da Downton Abbey e sua criadagem, exatamente no ano em que o Titanic afunda e o herdeiro da mansão supostamente morre. Como o Conde de Gratham (Hugh Bonneville), patriarca da família, não tem filhos homens, a família tem que ir em busca do próximo parente na linha de sucessão. 

O piloto, na minha opinião, foi bem organizado e mostrou do que Downton Abbey se trata: Uma trama sobre uma família rica e influente e seus criados, que por trás das paredes dos patrões, também conspiram a seu próprio favor. Mostra a distinção entre as classes, as ambições, as conspirações e os costumes de uma era onda a energia elétrica tinha acabado de ser descoberta. 

Já nesse primeiro episódio, a trama é dividida em duas e começa a ser apresentada ao público. Um dos lacaios da casa, Thomas Barrow (Rob James-Collier), não está satisfeito com sua posição e quer a todo custo se tornar o valete do Conde, mas para isso precisa conspirar com a empregada pessoal, Sarah O’Brien (Siobhan Finneran), contra o novo valete que tinha chegado na propriedade, John Bates (Brendan Coyle). 

Quem não morreu de pena quando todos na casa reprovavam o Sr. Bates pela sua deficiência na perna que o impedia de realizar seu trabalho? É claro que eles tinham alguma razão, a deficiência pesava em seu emprego, mas a empregada Sarah ter chutado sua bengala para que ele caísse no chão justo quando todos estavam recepcionando a chegada do Duque de Coroados (Charlie Cox, de Stardust, lembram?) foi a pior crueldade do mundo! Tudo isso para conseguir que ele fosse demitido pelo patriarca da família. O Conde ganhou a minha estrelinha dourada na testa por ter voltado atrás na sua decisão de despedi-lo. 

A outra trama foi conduzida pelo mesmo lacaio Thomas e o Duque que – voilà – só tinha ido fazer uma visitinha para se livrar das correspondências comprometedoras que seu namoradinho Thomas (quem diria que ele é homossexual, todas choram) tinha guardado com intenção de usar contra ele. Não sei se ainda há o que esperar dessa história no futuro ou se ela já acabou pelo primeiro episódio. 

As filhas, a esposa Condessa de Grantham Cora Crawley (Elizabeth McGovern) e a mãe do Conde (Maggie Smith, sempre magnífica) também são personagens que deixam sua marca já nesse piloto. O que mais podemos esperar de Downton Abbey? Episódios muito bem escritos e produzidos num ambiente delicioso que só os romances vindos da Jane Austen podem oferecer – mesmo que tenha havido muitas mudanças da obra principal – e uma trama envolvente para não querer parar de assistir.



Criada por Julian Fellowes, dirigida por Brian Percival, Ben Bolt, Brian Kelly, Andy Goddard, James Strong e Ashley Pearce e produzida por Liz Trubridge e Nigel Marchant, Downton Abbey ainda conta, em seu elenco, com Michelle Dockery como Lady Mary Crawley, a filha mais velha dos Crawley, Laura Carmichael, como Lady Edith Crawley, a filha do meio, Jessica Brown Findlay como Lady Sybil Crawley, filha mais nova. Dan Stevens entra como o primo de terceiro grau e próximo herdeiro, Matthew Crawley e Penelope Wilton como sua mãe, Isobel Crawley. 

No grupo dos criados, temos ainda Jim Carter como Charles Carson, o mordomo, Phyllis Logan como Elsie Hughes, a chefe das criadas, Thomas Howes como William Mason, um dos lacaios, Joanne Froggatt como a linda, linda Anna Smith, uma das criadas, Rose Leslie como Gwen Dawson, Amy Nuttall como Ethel Parks, também criadas, Lesley Nicol como Beryl Patmore, a cozinheira e Sophie McShera, como a desastrada Daisy Robinson, aprendiz da cozinha.

Talvez Você Curta

7 comentários

  1. Só uma correção, a Srtª. Hughes é a chefe das criaadas e a Anna é uma criada

    ResponderExcluir
  2. Ops, já ajeitei. Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Daniel dos Santosdomingo, 20 janeiro, 2013

    Me desculpa se estiver falando bobagem, mas pelo que sei a série é baseada no estilo narrativo de Jane Austen, e não em um livro dela. Se eu realmente estiver enganado, me passem o nome do livro de Jane que deu origem à série, pra que eu possa ler ;)

    ResponderExcluir
  4. Quando eu disse "obra", me referi nela como um todo. Ficou confuso? ;D
    Apenas ressaltei que há muitas mudanças no estilo de obras da Jane Austen, mas que os episódios eram produzidos à sua maneira, ok?

    ResponderExcluir
  5. Ah bom, agora entendi o que você escreveu. Quando li "obra", achei que tu estivesse falando de um livro em especifico rsrsrs...

    ResponderExcluir
  6. Downton Abbey é simplesmente maravilhosa, assisti as 3 temporadas em poucos dias!

    ResponderExcluir
  7. Aham! haha Nem imaginei que ia ficar confuso ;D

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe