Rizzoli and Isles 3x15: "No More Drama In My Life" [Season Finale]

quarta-feira, janeiro 09, 2013


A quebra do ciclo das finales bombásticas.

Desde sua primeira temporada Rizzoli & Isles estabeleceu a tradição de suas finales de explodir cabeças, nunca vou esquecer daquele tiro levado pro Jane no primeiro ano da série ou quando ela mesma atirou no pai da Maura na finale da segunda temporada. Então você pode imaginar o tamanho da minha expectativa com relação a finale dessa temporada e pode imaginar também o tamanho da minha decepção quando os roteiristas me empurraram esse episódio morno com cara de filler.

Desde o caso da semana até os dramas familiares e amorosos tudo foi muito superficial, talvez se eles tivessem focado em um aspecto só teria rendido um final mais interessante. O que eu quero dizer é que em um episódio só tivemos a volta da mãe da Maura, Casey choramingando, desabamento do prédio e mais caso da semana, se ao invés de jogar tudo isso junto no mesmo episódio os roteiristas tivessem focado em um assunto só, poderiam tê-lo explorado mais profundamente e construído um episódio realmente interessante. Só o drama da Hope tendo que pedir o rim da Maura teria rendido uma ótima história se eles tivessem explorado mais o conflito da médica entre salvar a vida da irmã e ter que lidar com a rejeição anterior da mãe.

Aliás, muita cara de pau da Hope aparecendo assim para pedir um rim depois de tudo o que ela falou para a Maura. Não acreditei naquele arrependimento nem por um segundo e posso estar errada, mas acho que assim que a filha dela receber o rim não vamos ver mais a boa médica. E por falar em drama quem apareceu novamente para nos brindar com sua presença insuportável foi Casey, que estava mais chato ainda, se é eu isso é possível, com todo o seu discurso “sou impotente e não posso viver sem te dar amor “ para Jane. Sinceramente eu espero que aquela despedida dele no final tenha sido para nunca mais porque ninguém merece mais o mimimi desse homem e nem a Jane correndo atrás dele igual uma idiota.

É muito triste ver que quando se trata de algum homem a Jane deixa de ser aquela mulher forte e independente para virar uma idiota completa, eu posso até estar sendo um pouco dura demais com a personagem, mas é que eu odeio quando a transformam em capacho assim, simplesmente não dá.

E não posso deixar de falar do “grande” evento do episódio que foi o desabamento do prédio em cima do Tommy, do bebê e do Frost. Efeitos especiais péssimos de lado, aquelas cenas deles soterrados não conseguiram passar nem um pingo de tensão, não senti absolutamente nada ao vê-los naquela garagem e ainda por cima desde que o Frost ofereceu para dar uma carona para o Tommy ficou na cara que alguma coisa iria acontecer, então o elemento surpresa foi estragado também. O resgate em si não poderia ter sido mais sem graça, se pelo menos eles tivessem deixado eles soterrados como gancho para a próxima temporada o desabamento teria servido para alguma coisa, mas da forma que foi feito achei simplesmente desnecessário.

Caso da semana extremamente irrelevante a não ser pela ligação com a má construção do prédio e a descoberta do assassino foi a mais sem graça possível, os roteiristas precisam urgentemente trabalhar na identidade dos assassinos da série.

Então é isso minha gente finale morna, sem muito a acrescentar agora só nos resta esperar a summer chegar com a nossa série querida de volta, foi um prazer acompanhar um pouquinho dela com vocês e na 4ª temporada estamos de volta.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe