New Girl 2X18: Tinfinity

quinta-feira, fevereiro 28, 2013


Sobre Igualdade e Amizades Infinitas

"Dez anos, dois corações, um abrigo". Acho que com essa enxurrada de episódios corridos, muito engraçados e com muitos acontecimentos ao mesmo tempo, há muito tempo não assistíamos a um episódio tão bonito e intenso como esse. Pois bem, como Jess e Nick não vai se desenrolar por um bom tempo, estava mesmo na hora de deixar isso para segundo plano e mudar um pouco o foco. E nada tão poderia ser mais marcante do que essa linda amizade que ultrapassa décadas. Para a celebração de dez anos de união de Nick e Schmidt, Jess sabiamente e nerdisticamente sugeriu algo como uma "Bodas de Estanho" (o que um casal comemora ao completar dez anos juntos). A simbologia do elemento é Sn as iniciais dos aniversariantes, e em inglês o elemento se chama Tin, dando origem à peculiar "Bodas de Estanho" dos amigos: Tinfinity, que pode parecer, mas não é evento de operadora de celular.

Dada a chamada para a festança, era hora de Schmidt preparar tudo nos mínimos detalhes para que tudo fosse muito bem arquitetado. Mas assim como o vento a vida não manda em seu próprio rumo, as coisas começaram a fugir do controle, começando por Nick querendo planejar a festa também. E olha, devo confessar a vocês que tudo no episódio que envolveu aquele banheiro químico foi simplesmente épico. Desde a retirada do pobre do lixo até a cena em que Jess entra nele, foi uma risada atrás da outra. O diálogo de Nick com Rob, a cena dele fazendo cócegas lá no outro cara para ele sentir mais vontade de ir ao banheiro, Jess tentando fazer uma propaganda da sucata "Uhul It's just my stile , nicely vintage", chorei de rir aqui. E claro teve toda a história também de Nick superar os seus próprios obstáculos e finalmente se comprometer com alguma coisa em sua vida, nem que seja apenas alugar um banheiro químico.



E no melhor estilo Lesley Gore ainda com glacê na boca, Schmidt parecia ensandecido com os adventos desastrosos da festa. Todas as cenas dele "freaking out" foram muito boas. Ele furando a bola do menininho que invadiu a festa, ele enchendo o saco do DJ explicando a "Toast Sequence", dando boas vindas aos Estados Unidos para Chevron, surtando com o aparecimento da sucata de Nick na festa... E claro, toda a execução da "Toast Sequence", que apesar de ser muito bonita e engraçada, foi de cortar o coração ver o judeu assistindo tudo aquilo de camarote. Nós sabemos que Schmidt pode fazer muito melhor, mas que foi tudo muito perfeito isso foi, os preparativos para o grande brinde da festa não poderiam ter sido melhor aproveitados. E o lance do "Do You want to do this thing?" acabou meio que virando uma peculiaridade do casal, que a essa altura já deixa de ser mero coadjuvante na série.

Apesar de ter sentido muita pena de Schmidt, é como o seu melhor amigo mesmo estava comentando com ele, muitas vezes perdemos grandes momentos na vida, apenas porque não queremos compartilhar as coisas mais simples com os que nos cercam, e quanto mais lá em cima você acha que você está, menores foram as suas conquistas. A conversa que os dois tiveram na mesa, relembrando dos tempos em que eram iguais foi muito emocionante. Só perdeu para os dois sentados no balão fazendo cair a ficha do que realmente valia dos dez anos que estão juntos... A parceria. O honesto "sinto muito por Cece" de Nick, o desabafo de Schmidt dizendo que achava que era ele que estaria casando com a moça, e a épica frase... "É realmente desapontador quando as coisas não saem do jeito que você planejou". E para quem planeja grande, as decepções podem ser grandes também.


Falando um pouco de Jess, ela esteve um pouco apagada no episódio, porém não morta. E eu meio que gosto quando ela está nessa vibe mais tranquila, sem surtar com as coisas... Parece que as caras e bocas funcionam mais, o humor dela fica mais afiado e sarcástico. Enfim, acho que não teve uma cena com ela que não ri durante o episódio, apesar do plot bomba que jogaram na mão dela. Além que colocarem ela para contracenar com Winston, que de todas as combinações essa é a pior delas, ainda tinha que me sair a sem gracesa do Steve Howey lá de Shameless para fazer feio aqui em New Girl também. Achei o personagem bem forçado, poderia ter sido mais sutil, teria cumprido o papel do mesmo jeito e teria sido mais divertido. O bom foi que Zooey Deschanel não deixou a peteca cair e nos proporcionou cenas épicas como as do jogo de futebol; a do brinde "After Toast Sequence", ela fugindo e dizendo que eles não estavam na mesma página; e claro, quando ela vira e fala para o Winston que ela podia até não saber jogar futebol mas que compensaria tudo isso com os seus olhos azuis, peitos e sua adorável personalidade. Muito épico!

Como plano de fundo ainda tivemos um pouquinho do desenrolo da história de Nick e Jess, envolvendo toda a pira da moça em relação à boca de Nick. E ele não se faz de rogado, como percebeu que esse é o ponto fraco dela, caprichou no chantili na boca e resolveu sensualizar, como eu ri com essa cena. Porém nada supera Jess surtando por não querer dividir a garrafa de bebida com o rapaz, e correndo balão à fora. No mais é isso, apesar de ter dado uma boa reduzida no ritmo New Girl conseguiu manter a vibe gostosinha que ainda está nos cativando desde o revolucionário beijo. Agora faltando apenas seis episódios para a temporada acabar, a série dá uma boa parada e retorna apenas no dia 12 de Março. Nos vemos por lá! Até!


Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe