The Voice 4X02: Blind Auditions Part 2

quarta-feira, março 27, 2013


O Show de Talentos não para! E a música boa também não!

Apesar de termos ficados todos abalados com o advento de Judith Hill na segunda-feira, o The Voice não parou, e voltou para o seu segundo round ainda em melhor forma do que no primeiro dia. Tivemos grandes acontecimentos na edição do segundo programa. Tivemos a primeira grande perda de um ótimo candidato, vimos Shakira finalmente deslanchando na competição, e como sempre Adam assumindo a ponta com os melhores e mais bem treinados candidatos. Chega junto que o S.A. comenta tudo e mais um pouco do que aconteceu ontem no seu programa favorito.

Quando comentei ontem que o The Voice tinha mudado, falava também do perfil dos cantores. Até o momento presenciamos um aumento relativo no número de participantes latinas, e creio também que tipos como o VEDO não irão faltar essa temporada. Isso claro devido ao perfil dos novos "coaches", o que reforça mais ainda a ideia de que no formato do programa não temos jurados mas sim treinadores, e que os candidatos vão ao programa na expectativa de uma experiência com o profissional com o qual mais se identificam. E nesse novo panorama, vimos o quase desaparecimento dos cantores "power vocal house", e o único que foi nesse último programa não se deu muito bem. O que é ótimo, quanto menos gente gritando no palco melhor.


Começamos a noite com a ótima apresentação de Tawnya Reynolds. A candidata não é apenas mais uma cantora country, a voz dela é sublime, as voltinhas que ela faz no fim das frases, os agudos, o arranhado na voz... Tudo excepcional. Grande perda para Blake, que foi tentar fazer um joguinho com Usher e viu Shakira levando a melhor, arrematando para o seu time a cantora country mais forte que apareceu até agora na competição.


Na sequência tivemos o modelo de 27 anos Josiah Hawley, que já é sucesso em todos os "fandoms" da internet. O rapaz trouxe para o palco sua própria versão de Adam Levine. Com a voz um pouco mais áspera e sem conseguir atingir tantos agudos quanto o ídolo, não acho que ele seja lá grandes coisas, mas devo confessar que ele me ganhou naquele falsete que fez em "She's all I need", e eu também viraria minha cadeira. Apesar de ser bonito, o rapaz tem pouca presença de palco. Nada que o seu "coache" não possa reparar, afinal depois do desdém de Adam, o rapaz fez certíssimo em ir para o #TEAMUSHER e só tem a ganhar com isso.


E agora eu pergunto a vocês: qual foi o momento mais "cool" do programa até agora? A resposta tem que ser em uníssono que foi o Midas Whale. Nome da dupla "cool", bons cantores, ótimos músicos, e o estilo musical não poderia ser melhor. Fico aqui na expectativa para eles cantarem alguma coisa mais peculiar de folk. A comparação com o The Shields Brothers é inevitável, claro que é uma versão bem melhorada. E na falta de um Cee lo Green para apadrinhar eles, Adam faturou mais uma das melhores coisas do programa. Assim não dá, assim fica injusto, assim fica desigual... Risos.


E ao que tudo indica com a saída de Xtina, os vozeirões não possuem mais vaga garantida no programa, e vão ter que se sobressair dentro do próprio estilo para conseguirem fazer uma cadeira vermelha virar. Fato que aconteceu com Abraham McDonald nesse programa e pode acontecer com muitos outros. Não basta mais chegar no palco e mostrar que tem uma voz forte e poderosa, vai ter que saber usar também.   A escolha da música infelizmente não demonstrou todo o potencial candidato, e ele foi a primeira grande perda da quarta temporada do programa. 



É nesse ponto que volto a cantar a mesma pedra entoada no primeiro parágrafo: a mudança no perfil dos treinadores, afeta diretamente o perfil dos candidatos. E prova disso foi a apresentação de Cathia, que outrora mesmo se fosse aprovada seria dada como pitoresca, e cairia numa posição reserva no #TEAMBLAKE. Mas Shakira, que veio de um background muito parecido, com certeza saberá dar valor a maravilhosa voz da menina e impulsioná-la para frente. E lindo ver vozes latinas finalmente sendo valorizadas no programa americano. Eu era só emoção aqui durante a execução da música do Luis Fonsi.



E antes que o programa acabasse ainda tivemos a grata surpresa de assistir a performance de "One of Us" de Sarah Simmons. Com uma voz meio áspera e muito bem treinada, a cantora consegue atingir falsetes incríveis, e sem dúvidas é mais uma superpotência adquirida pelo #TEAMADAM. Ainda bem que teremos os "Knockout Rounds", porque se não seria muita coisa boa sendo disperdiçada em um time só.


E ao fim da primeira semana ficamos na seguinte situação:

#TEAMADAM: Como sempre o melhor time, mais bem estruturado e diversificado. Adam pensa racionalmente e tende a quase nunca conflitar mais do que dois concorrentes no mesmo estilo musical. O cantor ´já arrematou até agora dois "pimp spots", a favoritíssima ao título Judith Hill e a poderosa voz de Sarah Simmons. Para completar, temos a ótima dupla de folk Midas Whale, sabiamente capturada por Adam.

#TEAMBLAKE: Blake não conseguiu nenhum novo candidato nesse segundo dia de programa, e continuou com o mesmo time, que podia até ser destaque no primeiro dia, mas sofreu os efeitos dos bons candidatos de ontem e foi jogado lá para a terceira colocação. Mas apesar de ter dois pés meia boca no country com The Morgan Twins e Danielle Bradberry, o treinador ainda conta com um dos candidatos mais fortes da competição, e não por coincidentemente estar no #TEAMBLAKE, a apresentação de Christian Potter já é uma das mais visualizadas no Itunes.

#TEAMSHAKIRA: A colombiana parece ter chacoalhado a poeira da adaptação do primeiro dia, em que ainda não tinha conseguido estruturar um time bom, e voltou para a segunda rodada mais preparada. Shakira arrematou duas ótimas vozes para o seu time, a latina Cathia, e a melhor cantora country da competição Tawnya Reynolds. Elas se juntam aos rapazes adquiridos pela cantora na segunda-feira: o cantor pop-rock Mark Andrew e o dono dos melhores falsetes do programa Kris Thomas.

#TEAMUSHER: Após o fiasco de ter arrematado VEDO para o seu time no primeiro dia, Usher não melhorou muito ontem não, e apesar de Josiah Hawley ter um ótimo apelo comercial, o candidato se junta com o cantor R&B e colega de time como os dois piores cantores da competição até agora. Ótimo para Jess Kellner que até agora é o grande destaque do #TEAMUSHER.

Então é isso, ficamos por aqui e até semana que vem com o terceiro episódio de The Voice. Antes Disso não deixem de conferir a review do The Voice UK que estréia sábado, e antes do feriadão acabar já deve estar aqui no S.A. E para você que não conferiu a review do da Parte 1 que saiu hoje de manhã é só acessar aqui

Talvez Você Curta

8 comentários

  1. adorei a review e concordo com praticamente tudo arrazou jairo

    ResponderExcluir
  2. o// É bom ter o aval dos veteranos né! Obrigado Thiago!

    ResponderExcluir
  3. Novamente, curti demais a review e concordei com TUDO!!!. :D

    Esse ''segundo dia" de blinds foi muito gostoso de assistir.

    Só acho que mesmo no papel o team Adam sendo "melhor", ainda sinto que pela primeira vez os blinds estão mais equilibrados, com isso, todos os coachs até agora têm uma peça que pode levar o título e isso é ótimo para o programa. Essa, de fato, vai ser a temporada dos treinadores e porquê não dos produtores musicais que há em cada coach! ;)

    Eu gostei muito da Sarah mas Cáthia GANHOU MEU CORAÇÃO.

    Quando ela falou que ia cantar "No me doy por vencido" eu morri de felicidade e medo, porquê sou mega fã do Luis Fonsi e essa música, junto com "se supone", são minhas queridinha, então fiquei naquela..pensando "oh fofitcha, num estraga minha música não" (:PPP) e num é que ela ARRAZOU... que até o blake virou mesmo sem entender nada ahahahah!!! E pelo menos agora temos uma real chance de ver uma latina de peso no The Voice e com a coach certa! <3

    Vai ter mais algum ep essa semana? Fiquei na dúvida! :S



    ps: Olha que The Voice tá me fazendo rir mais do que muitasss comédias no ar atualmente! :))

    ResponderExcluir
  4. The Voice é tudo de bom, é tudo em um, comédia, drama, música! rsrs

    E... "E pelo menos agora temos uma real chance de ver uma latina de peso no The Voice e com a coach certa!" É exatamente essa a sensação q eu fiquei. Público para votar nela não falta...



    E não Ro, não tem mais nenhum episódio essa semana... Infelizmente... Mas tem The Voice UK sábado... ñ sei se curte...

    ResponderExcluir
  5. Taí, os 90% de concordância persistem. Eu bem que gostei da dupla maluca lá, mas ter as 4 cadeiras viradas achei superestimado. De resto, muito bom o episódio e a review.
    ps: Só eu achei uma maravilha não ter Trevin Hunte 2.0?
    ps2: Só eu acho que aquele modelo lá veio tentar ser Dez Duron 2.0?
    ps3: Shakira muié, solta o botão, não precisa segurar até a cadeira parar... Vai quebrar!!!

    ResponderExcluir
  6. The Voice esse ano está muito melhor do que ano passado, e tem tudo para ser a melhor temporada do programa, que por enquanto só está perdendo para a segunda temporada, que na minha opinião foi a melhor, pela simples presença da Rae Lynn que dava um show todas as vezes que subia no palco. Mas não consigo descrever a minha felicidade quando falaram que Shakira seria coach esse ano! Além do estilo dela me agradar muito mais que o da Xtina, acho a latina muito mais simpática, esbanjando sensualidade, sem contar que ela conseguiu fazer Come Together sexy e é na minha opinião a artista mais versátil entre os treinadores. Fora o fato de que mesmo grávida (que ela estava durante a gravação do programa), ela está muito mais magra do que a Xtina jamais foi nos últimos 5 anos. O Usher pra mim tem cara de bunda, always have, always will. E ele descobriu o Justin Bieber, grandes merdas. O perfil mais ou menos dele como cantor está se refletindo nos candidatos mais ou menos que ele escolheu até agora, espero que nos próximos episódios ele dê uma melhorada. Saudades Cee Lo, saudadesRed Zone o/. Adam como sempre criterioso e escolhendo os melhores candidatos, o que não significa nada, considerando as últimas duas temporadas que o time dele também era promissor mas ao longo do programa ficou entediante. Espero que esse ano ele mantenha o Midas Whale, que apesar de não serem exatamente os melhores cantores, são puro entretenimento e podem fazer cover de Johnny Cash até o final do programa e me deixar feliz. Blake Blake Blake, dono eterno do meu coração, acho que me identifico com o fato dele ter perdido a dignidade desde a primeira temporada e não ter vontade nenhuma de recuperá-la. Sendo o coach mais sem escrúpulos e usando os mesmo argumentos de sempre! hehehe (L) muito amor. A cara de pau dele nunca cansa, ele aponta para ele mesmo, usa a esposa para conseguir participantes, bagunça o cabelo, imita dancinha do Usher, admite em rede nacional seu amor pelo Adam, e te olha com aqueles adoráveis olhos azuis (L). Não é à toa que o homem é o entertainer of the year. Tudo isso atrelado ao fato de ser um excelente coach. Tudo bem que esse ano até agora ele não está com um grande time, mas capturou o Christian Potter, que já é um dos meus preferidos, por que pela primeira vez na vida eu achei sexy and I know it realmente sexy. Acredito que ele vai muito longe nessa temporada, ele é daquele tipo que faz a gente passar a semana toma imaginando "o que será que ele vai mostrar semana que vem?". Ele junto com o Midas Whale já dispararam como meus preferidos, mesmo com cantoras como Judith Hills e Sarah Simmons, que são excelentes vozes, mas na minha opinião não levaram muita coisa nova e não possuem uma coisa essencial nesse meio que é o carisma, característica que sobra nos Whale e no Potter. Mas apesar de tudo ainda está muito cedo e muita coisa pode acontecer daqui pra frente. Esperarei ansiosamente por mais mordidas de lábio da Shakira, cara de pau do Blake, Adam aparecendo, porque ele não precisa de mais do que isso para ser uma delícia e Usher dando uma aula de geografia e provando por A+B que Nashville é um estado.

    ResponderExcluir
  7. há! a parada de nashville foi ótima... só prova o nível de cultura q esses rappers tem... sahuashauhsauasuh

    ResponderExcluir
  8. Poxa Lara, excelente comentário!! Parabéns!!
    Além de ser minha chará escreve muito bem! Adoro as reviews do Jairo (que ele não fique com ciúmes >.<), mas o seu comentário, que é praticamente uma review (você deveria escrever algumas, jeito pra coisa vc tem) descreve exatamente a impressão que tive sobre este início te temporada do The Voice.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe