The Mindy Project 1x22: Triathlon

domingo, maio 05, 2013


The Mindy Project e a sua corrida pelo reconhecimento.

Ao que parece The Mindy Project vem tentando se provar à todo o custo nessa reta final, para apagar o seu passado instável. É como se a série passasse uma atestado de que os fins justificam os meios, e que toda a encheção de linguiça, e personagens avulsos acrescentados no passado, tinham sim cada um a sua finalidade. E nesse episódio mais algumas coisas foram resgatadas, a famigerada rivalidade com a clínica do andar de cima, a amizade dos doutores com Morgan, o namoro de Mindy com o pastor que vai de vento em popa, e claro, o que todos estavam mais ansiosos, o aparecimento da mulher de Danny. O último episódio terminou com "plot twist" de drama, e duas semanas depois a série regressa, não faz feio, consegue ligar todos os pontos direitinho, e ainda nos presenteia com um dos episódios mais bizarros de toda a temporada.


O mais bacana de tudo foi ver, pela primeira vez na série, um episódio aonde Mindy não era o centro das atenções, e perceber que chegamos em um patamar de desenvolvimento dos personagens, que eles firmemente conseguiram carregar um episódio inteiro, sozinho, nas costas. O que mais me surpreendeu foi o desenvolvimento de Morgan, que ganhou um plot próprio e muito funcional. Toda a história da demissão dele conseguiu dar uma boa visibilidade ao personagem, e fazer com que finalmente os médicos da clínica o valorizassem, e com que nós começássemos a enxergar o personagem com outros olhos.


E pela primeira vez, vimos Mindy ganhando um arco de apoio no episódio, desenvolvendo uma história paralela à tudo o que se passava. O seu relacionamento com o pastor tem sido uma das coisas mais divertidas de se assistir nesses últimos episódios. Ela chegando na Escola Dominical e dizendo para as crianças como que era muito mais legal ser hindu foi realmente impagável, mas nada que se compare a ela separando vinho apara receber o grupo de estudos bíblico, ou os desenhos de Jesus que ela espalhou pela casa cercados de velas. Ah! A piada com Sons of Anarchy também foi bem engraçada, vai!

O plot principal ficou por conta de Danny, o retorno de sua esposa (que é ninguém menos que Chloë Sevigny), e o seu eterno complexo de inferioridade. A luta dele para conseguir provar que era o melhor, e que merecia o respeito das pessoas nos rendeu os momentos mais bizarros e hilários do episódio. O que dizer da cena em que Brendan está alongando os músculos dele para sarar a câimbra?! Épico não? Aí você pensa que não tem como ficar mais embaraçoso que isso, e vem Mindy e dá uma bela golfada em cima dele. E o que foi Danny tirando a calça de velcro e ficando só de tanguinha, não uma mas duas vezes.


De alguma forma todo o pretexto do triathlon conseguiu reunir todas essas histórias paralelas que se desenvolveram no episódio, e unir, de uma forma nunca vista antes, todos os personagens. E conseguiu fazer isso muito bem, explorando rapidamente, mas satisfatoriamente a história de cada um, amarrando tudo de uma forma bem bacana, e agregando um dinamismo que é raro de conseguirmos ver na maioria das comédias hoje em dia. Até a Betsy ganhou plot gente, e não foi qualquer coisa, conseguiu mostrar muito mais da história dela, do que uma temporada inteira.

Mas nessa vibe de conectar os personagens da série, a parte mais bonita e engraçada de se ver foi realmente Morgan e Danny, que são como a água e o vinho. Conseguir uní-los e mostrar a co-dependência entre os dois foi muito legal. A cena do elevador, a cena em que Danny cobre ele com a camiseta, ou o final fantástico e muito engraçado de Danny caindo e Morgan voltando para buscar ele... Épico. Em muitos momentos do episódio, me lembrei da dinâmica de The Office, vimos Mindy Kaling construindo todos os personagens muito bem, durante uma temporada inteira, para chegar a essa altura e conseguir dar liberdade à todos eles, e vê-los ganhando vida independente dos protagonistas. A série está realmente de parabéns por esse episódio.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Priscila Farias Carvalhosegunda-feira, 06 maio, 2013

    The Mindy Project levando a vergonha alheia a novos níveis. Achei esse episódio muito cretino e, por isso mesmo, gostoso de assistir. Ri de Danny até não dar mais.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe