Skins 7x03/04: Pure

domingo, agosto 04, 2013





Cassie sempre foi uma das personagens mais inocentes de Skins, e certamente por isso esses episódios sobre ela são intitulados Pure. Há neles constantes demonstrações do distanciamento da realidade experimentado por ela — uma particularmente interessante quando a câmera sai da janela da casa dela para sobrevoar a cidade, como se fosse sua imaginação —, mas no fim da segunda parte fica a pergunta: qual é o conflito dela?

Claramente existe a semente de uma dúvida representada nas figuras de Yaniv e Jakob, mas não é um simples triangulo amoroso e a indecisão intrínseca a essas situações em uma narrativa. Eles são materializações do mundo real do qual Cassie parece afastada (Yaniv) e da sua imaginação (Jakob).

Criar personagens que dão uma face ao interior de Cassie permite que vejamos como ela experimenta o contato com essas realidades opostas. No começo, ela parece ignorar tudo a sua volta e então se vê atraída por Jakob, que possui uma visão muito particular do mundo. A medida que que ela vai se decepcionando com ele, se vê cada vez mais próxima de Yaniv, o ex-soldado prático, direto com uma visão bem pragmática da vida.

Essa idéia funciona muito bem, refletindo o estado mental de Cassie através da proximidade maior ou menor dela com um dos dois. Infelizmente, não parece haver uma jornada para ela, a impressão que fica é que, apesar das idéias interessantes, vimos apenas um pequeno capitulo da vida da protagonista. O único dilema introduzido, a relação dela com o pai, é muito pouco explorado e sua conclusão funciona apenas para reafirmar que, apesar de distante e perdida em mundo dentro da sua cabeça o qual ninguém vê, ela é responsável e ama sua família.

Existem boas idéias aqui, mas aplicadas em uma protagonista que não tem as qualidades necessárias ou não recebeu a atenção precisa para sustentar uma excelente narrativa.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe