Once Upon a Time 3x01: Heart of the Truest Believer

segunda-feira, setembro 30, 2013

“É o melhor que pode fazer?”

Saudações a todos os guerreiros e apaixonados que seguem firmes comigo!! Muito se especulou, muitos haters estão se levantando de todos os lados, mas confesso que ainda me divirto muito e fiquei bastante esperançosa depois deste episódio.

Chegamos à terceira temporada e já não consigo me revoltar com os efeitos bizarros. Quem chegou até aqui já sabe que eles farão parte e deve tentar tirar o melhor proveito (sim, aquele vôo dos meninos foi tão creepy que me fez gargalhar!). Não sei se poderiam fazer melhor, mas acredito que tomaram algumas decisões promissoras.

A temporada começa com uma faxina básica mega essencial!! Depois de quase arrancar os cabelos apenas por constatar que Greg e Tamara ainda existiam, e quase colapsar quando eles começaram a fazer sinais de fumaça, tive a primeira sensação de que a série estava passando por ajustes positivos quando eles foram enfim descartados!! O golpe final de Rumpels coroou meus sentimentos, afinal estes dois foram presenças imperdoavelmente nocivas para a série, com um plot fraco e carisma abaixo de zero. Duvido muito que alguém vá sentir falta deles (demorei até de lembrar esses nomes nefastos!)

Considero importante estabelecer que o passado sempre servirá de parâmetro, mas a trama cresce no presente e concentra cada vez mais a ação nos seus próprios personagens. Nos apaixonamos pelas referências que pipocam desde a primeira temporada, mas a série tem mudado o foco e talvez seja um pouco frustrante para quem não aceita isso.

Neverland nos foi apresentada como um lugar essencialmente mágico, onde a fé e a imaginação podem ser a diferença entre a vitória e a derrota. Assim, todos foram confrontados com esta nova realidade e precisaram se conectar com ela para iniciar a jornada.

Já havíamos antecipado que bastaria uma fagulha para o grupo de resgate declarar guerra, o que de fato aconteceu na primeira oportunidade! E nem poderia ser diferente!! São muitas mágoas e ressentimentos latentes para passar em branco!! O primeiro a seguir seu rumo foi Rumpels, que parece ter uma idéia bem distinta sobre sua missão no lugar e segue para aquele que acredita ser o seu fim num caminho alternativo e solitário. Ele parece guardar alguns trunfos na manga, mas está conformado demais para o meu gosto.

E depois de sharknado, eis que as sereias assolam os mares quase iniciando um verdadeiro tsumeid!! Todos inventam uma maneira de pescar e quando eu já estava me perguntando porque raios Regina não fazia nada, ela simplesmente começa a divar e salva o dia... ou quase! Que saudades de Regininha Mega Evil!!! Sim, agora ela não é uma coisa ou outra, mas tudo junto e misturado, um absurdo de tão diva!!! *_*

Para não dizer que foram totalmente inúteis, Snow e Emma capturam uma sereia (quando o mais viável seria deixá-la partir junto às demais) somente para continuar com o problema em mãos. Neste ponto a coisa ficou linda de se ver, com lavagem de roupa suja e distribuição de sopapos grátis para todo lado.

Somente eu fiquei com aquela vibe de RPG quando Emma defende que cada um dos aliados será útil exatamente com as habilidades que possui? Foi o ponto alto do episódio para mim, pois define um estado de cooperação mútua, mas também garante a individualidade e diversidade de opiniões, melhor dizendo, garante que Regina e Hook terão espaço para tocar terror quando necessário (êba \o/!!). Um indicativo de desafios mais audaciosos e menos louváveis para os mocinhos?

Muita paciência para acompanhar os trechos em Faerieland! Além de pouco produtivo, não mostrou ainda para que veio. O máximo que me despertou foi curiosidade por um certo sentimento rolando entre Neal e Mulan, que bem poderia deixar o caminho livre para Emma e Hook... (talvez sonhei? Me julguem!).

Fora o fato de que o companheiro avulso de Henry obviamente se tratava do próprio Peter Pan, pudemos compreender um pouco o que está acontecendo. Numa terra em que tudo é possível ao que crê, Henry personifica um objeto cênico de cobiça e valor inestimáveis (embora neste caso específico tenha dúvidas se Greg e Tamara não eram mais crédulos)!

Let’s play?” Pan promete ser um garotinho level 5/5 de maldade (garotinho e maldade de mãos dadas numa frase = MEDO!)! O ator ainda não me convenceu, mas desejo que os roteiristas consigam fazer do personagem um vilão realmente à altura da fama, pois tem elementos para uma boa temporada.

PS: Os shippers de SwanQueen foram ao delírio quando Henry declarou que suas duas mamães viriam resgatá-lo!


Talvez Você Curta

10 comentários

  1. Foi épico... pra mim n faltou nada... perfeito!


    Curti mto o Jesse indo embora e gritando... e vibrei mto qdo ele matou o Todd... quase gritei "MATAAAAA MATAAA ESSE FILHO DA PUTA"...


    Vou sentir mta falta de BB... tá difícil achar uma série verdadeiramente BOA de ser assistida hj em dia...

    ResponderExcluir
  2. Maravilhosa review.
    O sorriso do Walt, no laboratório, foi o máximo.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei em dúvida se aquela cena do Pinkman fazendo uma caixa de madeira era uma recordação do passado ou seria uma visão do "futuro" dele...

    ResponderExcluir
  4. Obrigado.
    Realmente, a cena final foi uma forma simples de dar adeus.

    ResponderExcluir
  5. Parece ter sido uma recordação mesmo dos tempos da terapia..

    ResponderExcluir
  6. O Todd mereceu mesmo aquela morte super perturbadora, mas necessária.


    Sim, BB vai fazer muita falta... Mas ainda há várias séries que já passaram ou que ainda estão no ar que conseguem ser muito boas também.

    ResponderExcluir
  7. SwanQueen *--*
    Se amem e criem o Henry juntas!

    ResponderExcluir
  8. Walt não sabia que seria atingido por um tiro, não planejou isso. Então, como ele planejou morrer?

    ResponderExcluir
  9. Me perdi em como o príncipe Phillip voltou a vida?! Alguém me dê uma luz? rsrsrs
    Gostei de como transformaram Pan em um vilãooooo, espero q ele honre a fama também

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe