Hostages 1x03: Power of Persuasion

quarta-feira, outubro 09, 2013



Duas semanas intermináveis...


Enquanto não ocorre a tão esperada cirurgia dentro de duas semanas do presidente dos Estados Unidos, a série tenta desenvolver seus diversos arcos. Entretanto, nem todos funcionam, e a maioria não é capaz de prender a atenção de quem assiste.

O único plot que foi mais bem trabalhado nesse episódio foi o da Dr. Ellen e o relacionamento dela para com a filha de Duncan. Pelo menos, ela conheceu um pouco mais sobre a vida do agente do FBI e poderá usar isso ao seu favor. Não dá para saber se depois da morte de Angela (isto é, se ela morreu mesmo. Porque está com cheiro de que a mulher ainda está bem viva e que), ela irá querer se vingar de alguma maneira e usar a garota em sua vantagem. Ela é a única capaz de virar o jogo a seu favor, haja vista seu marido ser um bundão que não faz nada.

E o chefe de Estado, um ator bem fraquinho por sinal, inventa de mandar matar Duncan e trocar os médicos da cirurgia. Claro que nada do planejado acontece, e agora o agente vai com tudo contra os que queriam ele fora do jogo. Dylan McDermott, é o melhor que acontece em Hostages. É um personagem bastante inteligente, além de ter um coração super mole - o que cria um conflito pessoal e deixa-o a cada episódio mais interessante.

Já Jake, conseguiu finalmente apanhar e levar uma bela surra do pessoal que devia o dinheiro. O bacana no arco do garoto é ver a relação que ele constrói com um dos 'bandidos', Kramer. Este é muito sensível, logo toma as dores do seu novo afilhado e dá o troco nos caras. Esse é um homem realmente do bem e que vai ainda vai sofrer muito, pelo jeito. Ele não possui habilidades nenhuma no quesito bandidagem, mas mesmo assim foi ótimo ver ele despejar toda sua raiva nos 'colegas' de Jake.

Uma que nem vale muito a pena comentar, é a respeito da filha. Morgan é uma personagem que caiu de paraquedas nessa série, única explicação. A relação dela para com o Burke, é zero, ambos não possuem conexão alguma, não é capaz de cativar ninguém. Se essa é uma tentativa dos produtores em criar um certo romance adolescente, eles apenas demonstram uma grande falta de capacidade e de criatividade. E, também, a interpretação da garota nos trinta segundos em que aparece deixa muito a desejar, nem mesmo sua  gravidez consegue tornar sua história plausível.

E por fim, temos o super pai Brian. Este não mostra controle nenhum sobre a sua família, não consegue cuidar dos seus filhos e mal sabe o que acontece ao seu redor. A única coisa que fez nessa semana foi descobrir onde ficava a escola da garotinha. E, ao final, ainda propõe uma fuga para sua esposa e seus filhos; cria um super plano mirabolante para despistarem os bandidos e fugirem. E, o infeliz, ainda conta à sua mulher que está traindo-a. Ótimo marido, ótimo pai de família.

Assim segue o seriado. Com alguns arcos exploráveis, alguns aceitáveis. Porém, a maioria  não é capaz de convencer e nos fazer pensar 'ah sim, vou parar agora o que estou fazendo para assistir Hostages'. Infelizmente, não é assim que a coisa se desenrola. O ritmo continua lento, e a história parece ser feita para durar mesmo apenas uma temporada, nada mais que isso.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe