Revolution 2x02: There Will Be Blood

quinta-feira, outubro 03, 2013


Sangue? Queremos é uma história mais envolvente.

Mais um episódio com pouca produtividade em Revolution, a série parece que não consegue criar uma linha criativa e produtiva para o enredo principal do blackout e insiste em vários plots secundários. Alguns destes são interessantes, é verdade; porém, muitos são cansativos, repetitivos (vide perseguição sem fim de Charlie), e não são capazes de segurar tanto a curiosidade do espectador; e, por isso, muitos abandonam o seriado no meio do caminho.

There Will Be Blood continua exatamente no ponto em que parou Born In The USA. Aaron, depois de ficar duas horas e meia morto, abre os olhos e volta ao normal como se não tivesse tomado um tiro e nada tivesse acontecido. Nem mesmo as feridas causadas pela bala estão mais lá, o expert em computadores ficou como novo. Uma possível explicação para o fato é discutida entre ele e Rachel, que seria o uso do nanotech - sim, aquele chip implantado em Rachel para salvar sua vida - ter afetado-o de alguma maneira. Mesmo assim, ainda é apenas uma especulação, e mais pra frente o que aconteceu de verdade será revelado, ou talvez numa próxima temporada, quem sabe... Mas já é visto que isto pode ter deixado alguma sequela e efeitos colaterais nele, como por exemplo, a alucinação que teve com Ben. E, felizmente não mataram um bom personagem.

Enquanto isso, Charlie continua à caça de Monroe. E, apesar de encontrá-lo, é capturada por dois homens que dizem que o governo dos Estados Unidos estão de volta, e estão em busca do vilão da temporada passada e de todos que causaram algum mal com as milícias. Claro que não demora muito e o ex chefão consegue escapar e, agora resta saber se Charlie (com aquele sorriso nervoso sem graça que não sai nunca de sua cara) irá se unir ao rapaz que a capturou e soltou, Adam (Patrick Heusinger), e irão continuar nessa perseguição a Monroe.

Na melhor parte da trama temos Tom Neville e seu plano para se infiltrar na organização dos agora chamados 'Patriotas', que visam o retorno do extinto Estados Unidos. Um dos melhores personagens de Revolution até agora, senão o melhor. Sua ideia foi bastante inteligente, e embora tenha havido um suspense além do necessário na missão de 'matar' a representante do presidente - foi bem exagerado mesmo - o desfecho foi bacana, e no fim das contas serviu para aproximá-lo da secretária da Casa Branca. Esta, por sua vez, ainda não pode-se afirmar seu lado nessa história, haja vista a cena em que ela receber uma carta suspeita das mesmas pessoas que aprisionaram Miles e mataram muitas outras, como o xerife. 

Miles, 'o fodão' - agora aprisionado pelo grupo de estranhos que a primeira vista capturam as pessoas por causa do sangue delas, e o utilizam na tentativa de salvar uma moça, que fora revelada no final do episódio e que deve possuir alguma relação com o chefe (Steven Culp) - tenta escapar mas não obtém sucesso. O melhor de sua aparição ficara por conta dos momentos de ação e de pancadaria, e de quando demostrou sua super habilidade para destrancar algemas e cadeados com um pedaço de alfinete.

Na cidade, após descobrirem sobre a morte do xerife, todos os moradores se agrupam em um local para se refugiar. Entretanto, Rachel insiste, até ninguém aguentar mais, para irem atrás de Monroe para resgatá-lo. E, depois de muita persistência de sua parte, seu pai cede, e juntos partem para o local. O mais misterioso do episódio foi o final, Rachel durante o caminho, avista alguns vagalumes (os mesmos que Aaron tinha observado no primeiro episódio) e, na sequência, o chão totalmente tomado por ratos mortos. Mais uma vez, os produtores conseguem colocar um cliffhanger bom e bem misterioso.

E por fim, nesta semana há um flashback um tanto quanto sugestivo. Ele não explica muito do que ocorre nos meses que se passaram, mas mostra que Aaron não consegue restabelecer a energia - uma pane ocorre nos computadores, e, logo após isso, há o apagão geral que voltou a reinar em Revolution (e que enganou e irritou muita gente que achava que na segunda temporada haveria  o tópico da energia em foco). Agora é torcer para que no próximo capítulo os plots melhorem, e voltem a ficar bem mais instigantes do que os desse início de temporada.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe