The Crazy Ones 1x07: Sydney, Australia

sexta-feira, novembro 15, 2013


Nunca foi tão propício zoar a Austrália.

The Crazy Ones tem apresentado episódios no mínimo simpáticos desde que estreou, e isso já se tornou uma marca da série. Mesmo em episódios menos engraçados a comédia consegue proporcionar bons momentos. Aqui isso é diferente, porque na verdade tudo funcionou perfeitamente.

As participações especiais, os trocadilhos, os personagens fixos da série, a musiquinha grudenta e a Austrália, é claro, se encaixaram de maneira incrível, formando um dos melhores episódios da série. Enquanto muitos por aí crucificam Robin Williams eu continuo achando o ator fantástico na pele do sensível e maluco Simon e os exageros que o rodeiam não me incomodam nem um pouco.

Dessa vez tínhamos Sydney no centro da história (e isso já era certeza de episódio bom, afinal a seriedade que envolve a personagem entrando em confronto com as loucuras de todos os outros sempre resulta em plots interessantes). Eis que um stalker resolve enviar um cd para a moça que lá no passado, com um penteado inusitado, o ajudou a superar as críticas destrutivas.

Sydney, ingenuamente, responde ao presente e a partir daí seu colega distante começa a manter o contato. É claro que isso gerou toda uma piada interna. A musiquinha do cd é sem dúvidas o destaque do episódio e realmente gruda na cabeça do telespectador e dos personagens.

Do outro lado da agência tínhamos Simon tentando surpreender os australianos apesar de todo o seu ódio pela Austrália. Porém a genialidade dos roteiristas surge no momento em que unem a trama da Austrália com a trama Sydney/Stalker. A forma como a junção ocorre soa tão verídica que acaba tornando tudo mais engraçado.

Mas como todos sabemos que Sydney possui um péssimo timing, fica claro que a dificuldade só estava começando. Com o fora nada agradável que ela deu no autor da música, surge o momento em que todos unem forças para conseguir os direitos sobre a canção. The Crazy Ones tem intercalado momentos importantes em seu roteiro. E isso demonstra uma estabilidade nos episódios que foram apresentados até agora.

Pra encerrar temos música, momento pai e filha que deixa tudo mais bonitinho e até mesmo consolo no banheiro. É uma lição pra diversas comédias estreantes que se encontram perdidas. The Crazy Ones pode, ainda, não ter alcançado todo o seu potencial, mas que sabe fazer o arroz com feijão muito bem feito... ah, isso sabe!

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Eu assisto TO e não assisto TVD ;)
    Assisti a 1a temporada quando saiu e comecei a enjoar.. quando saiu TO eu comecei a assistir e nem deu vontade de voltar pra TVD, de tão bem que a trama está sendo construída. Talvez quando todas as séries entrarem em hiato eu volte pra assistir TVD, mas não estou achando necessário por enquanto. :)

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que legal! Imaginava que quem desistiu de TVD não fosse ter saco pra TO. Mas acho que vale a pena voltar a ver, eu adoro! Além de que vai fazer você ver as coisas em TO com outros olhos.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe