Revenge 3x11: Homecoming

sábado, janeiro 11, 2014


Revenge e o mistério das mulheres imortais.

Depois de uma Mid-Season Finale um tanto medíocre e um hiatus que poderia ter sido maior, Revenge está de volta e até que conseguiu se redimir um pouquinho. Não estou dizendo que foi um episódio maravilhoso, mas teve seus bons momentos. E o ritmo está começando a acelerar novamente.

A ideia de Emily desmemoriada, que antes eu repudiava, conseguiu não me incomodar tanto, até porque eu esperava muita ladainha sobre isso e resolveram nesse episódio mesmo. Gostei da desconstrução que fizeram em cima das nossas suspeitas. Todo mundo já desconfiava que ela estaria fingindo. O próprio Aiden sugere isso logo de cara e aí nós meio que temos nossa confirmação, só para depois descobrirmos que ela não esteva fingindo. E aí a gente fica pensando se ela realmente teve amnésia ou se está fingindo e bolando um plano excluindo até o próprio Aiden. Ela não estava fingindo e os momentos da amnésia pós-traumática ainda fazem a verdadeira identidade de Emily começar a aparecer, primeiro para Charlotte. A resolução foi meio boba e romântica demais, mas como sou leigo em psicologia, então a mim só cabe julgar que isso é clichê pra caramba. Mas foi bem legal que não enrolaram e logo fizeram Emily se lembrar de que foi Daniel quem atirou nela.

Não é novidade que Victoria estava deslumbrante, mesmo quando tem que jogar na defensiva. Até que ela possa atacar novamente. E pra isso ela agora pode contar com a ajuda do filhinho querido, Patrick, que conta sobre a caixa com o duplo infinito. Com isso, Emily e sua trupe devem agir rápido, porque Amanda Clarke já está batendo na porta. E óbvio que eu estou amando isso.

Daniel, que continua o mesmo bobo de sempre, pela primeira vez pensa em fazer a coisa certa. Mas claro que seus pais iriam tentar acobertá-lo. Com papai e mamãe limpando as sujeiras do bebezinho toda fucking vez, não há Emily que vai conseguir fazer Daniel virar homem. O mais triste é saber que, por mais que a gente implique com ele, o mundo está cheio de Daniels e que não vai ser esse que vai fazer a diferença.

Quem via Melrose Place deve ter adorado saber que a Lauren não só finalmente se formou em medicina, como se tornou a MOB DOCTOR. Quanto a ter deixado de ser puta, Lauren não se manifestou sobre isso. Isso, Brasil, é Revenge fazendo link entre várias séries. Brincadeiras à parte, fiquei curioso em saber quem é Niko e qual a relação dela com Aiden. Deve ser algo importante, como querer o corpo nu de Aiden, pra ela precisar tentar matar Emily pra chamar a atenção do rapaz.

Enquanto o duelo de Emily contra os Grayson se intensifica, novas pessoas são arrastadas para dentro e para fora dessa briga o tempo todo. Lydia foi banida por Conrad e agora é fugitiva e suspeita de tar dado o tiro, Patrick se junta a Vic, Margaux a Jack e Emily (até que ela perceba do que tudo realmente se trata e ver que vai perder o macho pra Emily por causa disso), Charlotte continua em cima do muro, mas agora pende mais pro lado da prestes-a-ser-descoberta-irmã. E eu realmente espero que essa temporada seja a última. O timing está mais que propício para isso. Vai depender da ganância da ABC.

P.S.: Será que Emily anda tendo aulas na escolinha de imortalidade de Lydia e Victoria? 

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Maria Fernanda Parecis Silvadomingo, 12 janeiro, 2014

    Eu estava esperando um episódio morno... Me enganei redondamente.
    A solução do arco relacionado a HR foi tão impactante que eu nem me lembrei que esse nem era a trama mais interessante da série.
    A principal função de Lethe foi revelar um pouco mais sobre a identidade do Harold.
    Em outras ocasiões fica subentendido algumas coisas sobre o passado dele, como por exemplo no começo da primeira temporada o Lionel o investiga e nós descobrimos que o nome dele não é real (a identidade foi criada pouco tempo antes de ele entrar na faculdade, ou seja, mais ou menos na época em que foi retratado no flashback)
    Em outro episódio da segunda temporada a vítima/criminoso era um hacker adolescente, que conta uma história de um hacker na década de oitenta que nunca foi pego e nunca teve a identidade revelada. No fim daquele episódio dá a entender que aquele hacker é o Harold.
    A partir disso é possível supor que o Harold fez alguma coisa muito séria, mas nas melhores intensões (do tipo que povoa o inferno) e por isso abandonou o pai (ou ele morreu, vai saber?!?!) e criou uma nova identidade, desde então é essa pessoa reclusa que conhecemos hoje.
    Esse foi um daqueles episódios que nos fazem pensar como nada é aleatório nessa série.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe