Arrow 2x15: The Promise

quarta-feira, março 12, 2014


A promessa com certeza foi cumprida.

No meio de janeiro deste ano, Stephen Amell (Oliver Queen) postou uma foto em seu Instagram atentando para o fato de que ele estava mais do que EMOCIONADO para que nós, fãs de Arrow, assistíssemos logo ao episódio 15, mas sentia muito pelo episódio ser exibido só depois de dois meses. A espera finalmente acabou e devo dizer que estamos diante do melhor episódio da temporada até o momento.

Quando Slade finalmente apareceu no fim do episódio anterior, estava mais do que óbvio que teríamos o início de uma guerra que pendurará por muito tempo. Infelizmente, não vimos isso, pelo menos não por agora, mas isso não tira nem um pouco o crédito do episódio. Até o momento, esse foi o melhor episódio com flashback da série. No episódio 1x14, The Odyssey, tivemos também um flashback bem interessante, que durou quase o episódio inteiro, mas diria que o atual foi mais bem construído e muito mais desenvolvido.

Sabíamos que Slade iria descobrir a verdade sobre Shado e que isso seria o motivo da grande briga e da “morte” do personagem na Ilha de Lost. Sabíamos também que Sara tentaria acabar com as chances de Oliver e Slade terem um relacionamento de irmãos de verdade. O plano deles foi muito bem orquestrado, mas sabíamos como terminaria. Ivo seria o mais pedante possível, tentando colocar toda a culpa da morte de Shado em Olliver. Tudo para tentar se safar. Pena que sua mão não conseguiu a mesma proeza.

Muito hipócrita da parte de Ivo jogar a frase “eu SÓ apontei para ela, você que terminou de fazer o serviço” para cima de Oliver... ficamos sabendo que a verdadeira motivação de Ivo é encontrar a cura para sua esposa, que sofre de uma doença, provavelmente de cunho degenerativo, já que a moça pareceu não se lembrar dele. Porém, isso não é desculpa para torturar Deus e o mundo. Tudo isso só prova que o personagem, além de instável, não sabe lidar com a perda, o tornando bastante perigoso. Pior ainda é ver Slade acreditando em tudo que o doutor falava, mesmo sendo verdade. Claro que temos o Mirakuru para culpar por todo esse problema, mas depois de seis anos, o normal é que a pessoa consiga superar.

Oliver iria ser desmascarado, todo mundo já sabia disso. O que realmente foi imprevisível foi ver Slade tomando conta do navio, mostrando quem é o novo capitão dos japas. Entretanto, os roteiristas foram muito preguiçosos ao anunciar o motivo da volta de Slade como um vilão. O tema vingança por causa de uma mulher é muito batido, principalmente vindo do eterno campeão de Cápua. Mas a série continua a empolgar, principalmente por causa do nosso eterno gladiador. Muito está acontecendo e ainda está para acontecer – várias possibilidades épicas pra o futuro, mas o Deathstroke continua crescendo como um vilão maravilhoso, mesmo que a sua motivação não seja tão inspirada.

Enquanto tudo isso acontecia na Ilha, fomos presentados com um passeio pela mansão Queen, enquanto toda a equipe Arqueiro se mobilizava para acabar de vez com Slade. O episódio já havia deixado claro que iria focar mais nos acontecimentos da ilha, então não há reclamações nesse ponto, pela parte da mansão ter sido tão entediante. Pelo menos a equipe da edição e fotografia fez um ótimo trabalho, já que os cortes da ilha para a mansão e vice-versa eram muito bem feitos e condizentes com o enredo. Ainda há muito para acontecer e não faria sentido se os roteiristas jogassem todas as cartas na mesa em um só episódio.


P.S: Arrow volta só dia 19 de Março com um episódio dedicado ao Esquadrão Suicida. 

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Gostei do episodio.... Mas uma coisa me chamou a atenção e agora a cena não sai mais da minha cabeça: Relax honey

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe