Revenge 3x14: Payback

quarta-feira, março 12, 2014


#Ratinho

O novelão mexicano mais amado desde A Usurpadora está de volta após um hiatus não tão longo, que nem me deixou sentir saudades. Revenge pode até querer entrar para o gênero sci-fi, nos deliciando com as transições de Emily entre universos paralelos, mas o drama a la Televisa ainda é o forte da série.

Tanto é que o episódio termina com o uma baita revelação. Só que não. Vamos por partes. Claro que eu amei Stevie, a ex-mulher de Conrad, que perdeu o lugar pra mistress aka Victoria. A mulher faz jus às socialites caricatas de Revenge e vem pra mostrar que sempre tem lugar para mais uma nesse serpentário chamado Hamptons. No final, ela ainda se revela mãe de Jack, porque é lógico que Revenge tem que prezar suas raízes latinas e jogar parentescos para todos os lados, sem precisar do Ratinho.

E não para por aí. Patrick é outro que encontra o progenitor perdido só para mata-lo 2 minutos depois. Para quem sentiu falta da referência aqui, a autópsia é falsamente dada como se o cara tivesse caído da ESCADA. Escadas assassinas, de todos os tipos, são as principais causas de morte em novelões, então a causa mais provável da morte desse homem seria essa mesma. Uma baita sutileza. Fico feliz que esse plot chato do estuprador intimidando Vic não tenha se prolongado. Esse plot não serviu para nada além da vingança de Vic sussurrando “Relax, honey” e para colocar mais um corpo na geladeira dos Grayson, mas OK.

O momento sci-fi é de Emily, lógico. Ninguém mais tem o poder de atravessar para o “outro lado”. Emily é uma entidade completamente diferente quando está atacada. Arma, tenta estuprar Aiden, dá uma de Hulk pra cima de Nolan. O maior problema é que essas crises psicóticas não são sequela do Red Wedding, e sim causado pela hereditariedade. Eu já não me lembrava que a mãe de Emily tinha desses ataques e nem mesmo que essa mulher existia. Ou seja, ainda veremos o desenrolar disso por mais um tempinho.

O bom é que Emily pode acabar sendo sua própria inimiga se não cuidar logo desses apagões. Seria ótimo se Emily surtasse e matasse os Grayson tudo, encerrando a série, mas óbvio que isso não vai acontecer, infelizmente, então o maior propósito desse plot, para mim, ainda está longe de ser intrigante. Até a nova aliança de Daniel com Charlotte, ele querendo usar a garota pra espionar o pai é mais empolgante.

Quando não está viajando entre universos, Emily está com os vários machos em sua vida. Seu casamento com Daniel (que nem preciso dizer o quanto continua zzzZZZzz) está virando cada vez mais o de Conrad e Victoria, cheio das trocas de carinhos entre os dois. Quanto a Aiden, após colocar a vida do cara em perigo, Emily acha que está de boa ir lá agarrar ele. Tudo bem que ela acabou indo salvá-lo, dando uma de kunoichi para cima de Niko, ex-puta enfermeira ninja, mas vai ser preciso mais que isso para recuperar o bofe. Eu ainda acho desnecessário ela dar o fora nele (what the hell, Emily?) e com aquele “I just needed you”, me pergunto por que diabos Emily não pulou em cima dele berrando um enorme “Me come”. Essa Emily já foi mais eficiente…

P.S.: Emily não dormiu com Conrad. Amém!


P.S.: Jacagoux (?) começando a ficar chuchu demais pro meu gosto.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe