Rupaul's Drag Race S06E01 - Big Opening: Part 1

sexta-feira, março 07, 2014




Heathers, we are back!

Não, você não está enganado, realmente nunca houve cobertura de RuPaul’s Drag Race aqui no blog, mas como sei que tem gente que esperava e que as pessoas que gostam são um grupo um tanto quanto seleto, além da nova temporada prometer uma qualidade nunca visto antes no programa, nos sentimos íntimos de longa data.

Quem não estava ansioso pela volta da nossa quenga-mór-et mother drag of everybody more older than ever Rupaul?

E como não chegar falando logo do baphão inicial que foi a principal (e talvez única) mudança do programa? Dessa vez a estréia será dupla, e de acordo com as boas linguas, para que haja mais foco na personalidade de cada queen nessa estréia. E essa divisão foi uma bela e boa jogada, além do foco de cada queen ser maior, eles dividiram em times pra ficar um grupo contra o outro e o shade começar ainda mais cedo.

Entradas



As entradas certamente não foram o ponto alto do show, a primeira a entrar foi a Adore Delano, que veio com um visual todo Cosplay de Anime, espero que essa não seja a linha dela ou ela vai sashay away daqui direto pro anime friends, certamente sua personalidade é o ponto alto. Em seguida veio BenDeLaCreme servindo housewife dos anos 60, com uma personalidade um tanto quanto desnecessária e irritante, servindo exatamente... housewife dos anos 60. A cara da Adore representa muito a mesma reação que tive quando Bem entrou. Em terceira tivemos a rainha do shade Gia Gunn, toda trabalhada no corpo em um maiô de zebra lindíssimo com uma bolsa redonda baphônica, mas gurl, don’t rely on that body... Entra então a premeditada Laganja Estranja da House of Edwards (que de Alyssa não tem nada, só a dança...aparentemente), ela já chegou mostrando sua personalidade peculiar, uma garota mimada e barulhenta, seu outfit foi ok e bem burlesco (bem no estilo de sua drag mãe), e fazendo uma entrada Shangelística. Duas palavras tenho que descrevem o Garibaldo: Attention Whore. April Carrión caiu de paraquedas na competição, chegando vestida de escoteira e com um pára-quedas, com um corpo e rosto de dar inveja, disse ser uma mistura de Bjork e Coco Rocha, se isso for possível, mostrou ter uma personalidade amável porém apagada e aquele cabelo, dela própria, não me mostrava drag. Até que chegou o flop da edição, Kelly Mantle, que diz fazer drag por 17 anos, me chega servindo Housewife dos anos 30, sem personalidade, sem carisma, e não duvido nada sem talento. E aquelas piadinhas, Brasil? Alguém viu graça? Porque to procurando a graça até agora e não achei. Terminamos a rodada de apresentações com Vivacious,”MOTHA HAS ARRIVED’’ (usarei essa frase pra minha vida toda) servindo PQP QUE PORRA É ESSA, e também o momento mais icônico dessa entrada, que foi a dificuldade de abrir a roupa que provavelmente ela mesma quem fez. Ornacia ofuscou muito a entrada dela.




Mini-Challenge e Main-Challenge


Como todo início de temporada, tivemos o photoshoot, que consistia em fazer uma foto sem estar em qualquer base na frente de uma grande televisão, e para fazer isso teriam que pular de uma plataforma e cair em uma piscina de espuma, uma prova que qualquer uma poderia arrasar, dando corpo e carão, mas o que tivemos foram fotos bizarras e apenas Laganja e April arrasando. Adore parecia um jogador de futebol, mas pelo menos serviu carão, só as pernas que só por Jesus. (O ‘’Oi’’ dela ao Mike, foi a coisa mais fofa, vivo por um gif desse). BenDe(lacreme) parecia uma dona de casa esnobe, Gia que estava chamando um taxi. Laganja ficou boa mas deixou aparecer uma calçola que acaba com qualquer magia da foto. Kelly manteu o nível abaixo de zero e nos presenteou com uma foto que ainda me dá medo, uma dona de casa sub-nutrida louca do lsd achando que é dorothy de oz, só que ruim. April nos deu uma foto maravilhosa nos fornecendo pose, pretty-face e corpo. Vivacious parecia que ia ligar as turbinas e levar Ornacia (o tinhoso aquendado a sua cabeça) de volta para o planeta que veio, a boeing deveria fazer um avião igual a Vivacious, ia ahazar.

Quem acabou ganhando foi Laganja, e como toda santa premiere, o main-challenge foi fazer um outfit com lixo, e nesse caso eram lixos de séries (que, para deixar claro, foram juntados pensando nas séries mas não eram das séries), e Laganja distribuiu da maneira mais dentro-da-caixa possível. Ela ficou com “Dancing with Stars”, April com “Duck Dinasty”, Gia com “Keep up with the Kardashians”, Vivacious com “Game of Thrones”, Adore com “Here Comes Honey Boo boo”, Kelly com “Downtown Abbey” e BenDe com “Golden Girls”. Detalhe para Laganja, que mesmo Adore do seu lado falando sem parar que queria ‘’Golden Girls’’ a gata deu pra ela ‘’Honey Boo boo’’. Isso que é irmã né gente? Das duas uma: Ou ela realmente não ouviu, ou ela quis ferrar Adore. (eu acredito na segunda opção).

Pré-runaway não tivemos nada interessante, apenas April reclamando da caixa que veio com um monte de panos com cara de velhos (como se isso fosse desculpa para algo). Adore confessando que não sabe costurar e que vai colar tudo (o que essa menina sabe fazer) e depois de 6 seasons, as gay vão pro show sem saber costurar. Isso não é desculpa Adore, pelo amor. Vivacious querendo colocar um dragão no ombro (dois dragões na passarela não dá, já não basta a senhora). Kelly falando que quer colocar uma flor na frente do vestido (que seja na frente da cara). Gia explicando perfeitamente o que vai fazer para o Ru (só que não). Além da ótima cena de Adore ter colado o vestido no manequim e ter que rasgá-lo (praticamente) para tirá-lo. Querida se vai colar tudo, que cole ao seu corpo, já ensinou Tyra.




Runaway




Gia entrou glamurosa, servindo corpo e com um carão de amedrontar a concorrencia, seu andar foi bom, com direito a manejos com a mão. Sua make e cabelo estavam perfeitos. Porém sua roupa, embora bem feita, foi muito simples e dentro-da-caixa. E Visage reparou bem, essas botas a deixavam mais baixa do que realmente é. Na hora dos comentários dos jurados, ela passou uma imagem de irritante, vazia, mas ela foi o personagem dela. (O que me irritou um pouco).


Ela surpreendeu incrívelmente nesse desafio, não dá pra não imaginar que ela escondia o ouro, ou os dotes de costureira. As camadas de diversos tipos de tecidos e cores foi super bem realizada e ligou imediatamente a tematica. Fierce! A maquiagem dela estava perfeita, com destaque para as bochechas extremamente bem esfumaçadas. Alguns podem reclamar do óculos, mas é “Dinasty” meu amor. Nota para Adam Lambert a “comendo pelos olhos”, bem, eu faria o mesmo, com os dois. Adam Lambert era só elogios para a linda da April, Visage mandou eles arrumarem um quarto e mama Ru jogou na face dele que ele só elogiava ela porque ele queria possuir o corpo dela. Já estou shippando Adam e April. Lamcarrion já é OTP do drag race, in my opinion.


Senhorita Laganja entrou mostrando que realmente faz parte da House of Edwards. Entregou um belo andar, porém pecou ao escorregar no tule. Se o andar foi belo, não podemos dizer o mesmo da roupa. Com uma execução estranha cintura pra cima e totalmente errada cintura pra baixo, podemos dizer que nesse caso ela apenas acertou no sapato. O acessório na cabeça esconde mais ainda seu rosto que já era escondido pelo “colar elizabetano” (nome dado por michelle), seu cabelo mesclando com o colar faz parecer que ela não tem pescoço ou busto. O tule com essa calçola ficou parecendo que ela juntou dois looks diferentes. E nem sei se ficou “Dancing with stars”. Eu queria entender o que ‘’Queen of the night’’ do filme ‘’O guarda costas’’ tem a ver com ‘’Dancing with the stars’’. Sério. E essa personalidade de attention whore me cansa E MUITO. Cada comentário de um judge ela falava uma onomatopeia diferente gayzistica e super alto que eu tinha vontade de encher a cara dela de applause e mandar ela calar a boca.


Não tenho palavras para dizer o quanto odiei tudo nessa ridicula. Faz drag por 17 anos e me vem com isso, deveria ser eliminada sem lip-sync, é uma vergonha na história do RPDR. Todos já imaginávamos que ela não iria ser NADA CRIATIVA. A pessoa que usa seu próprio nome pra ser sua drag persona, mostra uma falta de criatividade sem fim. Sua maquiagem parecia ter sido feita por alguém que nunca maquiou e fez um workshop, parecia que tinham pego sua cara e batido em uma mesa de tão vermelho e mal esfumaçado. Fora que a sombra dos olhos pareciam novamente que sua cara estava inchada, o batom de cor linear sem nenhum trabalho. Sobre a roupa então, o que falar desse vestido barato que deve ter sido mal copiado de algum outro. A saia esta ok por mais barata que parecesse, mas o top... ela utilizou as folhas da flor que deveria estar usando na frente da cara para fazer esse top, vergonhoso de tão mal executado, fez Michelle pensar que era bacon...BACON.


Adore, por pior que tenha sido a execução do seu vestido por não saber costurar, seu trabalho ficou conceitual, dentro da temática. Quando pensamos em Honey Boo Boo, pensamos em uma garotinha que praticamente é uma princesa em um mundo bizarro. O que está mais dentro dessa temática do que um vestido barato e com cores gritantes? Ninguém gostou e já foi considerado o pior vestido de todos. Sua make, para mim pelo menos, estava baphão, e o picumã, perfeito. A peruca rosa, como queria vê-la usar essa peruca durante o show, e foi logo no primeiro episódio. Amo/sou Adore. Como disse Adam Lambert: Adore tem aquele ‘’it thing’’ que nenhuma das outras tem. Adore não é a melhor queen na season, mas é a mais carismática e isso não da pra negar. Quando foi xoxada pelos judges, ela foi humilde e viu que tava uma porcaria. Não foi como em outras seasons como Shangela, Serena Cha Cha e Jiggly.


Ai chegou a quebra-quebra. Por mais que Vivacious seja uma drag antiga, do submundo de new york, ela definitivamente não serve pra passarela. Seu andar é exagerado, parece de alguém que nunca fez algo do tipo, só viu pela TV. Sua make estava muito boa, porém o picumã junto com com essas penas tiraram todo o foco do carão. Sua roupa estava ok, porém o final tirava toda a finese do look, que parecia acabar antes de chegar aonde deveria. E alguém acha o pescoço dela ali, porque a gata parece que não tem. Faltou Ornacia ali.


BenDe chegou servindo (literalmente) cheesecake nesse vestido glamuroso dela. Sem perder o estilo dona de casa atrapalhada e hiperativa, fez um andar ok, sua make estava ótima, nada a reclamar, sua roupa estava ótima também, para quem disse que colou tudo, estava tudo muito bem preparado. Com o vestido perfeitamente colado ao seu corpo (o que necessáriamente não é bom por deixar clara a utilização da espuma nos quadris), e um acabamento luxuoso, desde o acessório na cabeça até o sapato bem escolhido, era claro que venceria o desafio. Como bem indicado, a personalidade pode cansar, e o visual precisa sair da zona de conforto.

Winner e LIP-SYNC e SASHAY AWAY


BenDe obviamente ganhou o desafio, porém sem imunidade, chega de levar pra frente gente que não merece.

Kelly Mantle, como eu previa nos dez primeiros minutos do episódio, foi para o bottom two, colocar qualquer outro antes dela seria uma puta falta de sacanagem. Em seguida veio Vivacious. Adore ficou como low. Não sei se foi só impressão minha, mas quando Ru estava anunciando a segunda a linpsyncar, eu tive uma certa impressão de que Adore iria para o bottom, mas no momento ela começou a se emocionar e foi super humilde dizendo que sua roupa estava uma bela porcaria e seu conceito não passou, ai Ru escolheu ViVacious. Ru sempre gosta das queens iniciantes e da pra elas pelo menos uma chance (Assim como fez com Shangela).

E esse foi um dos piores lipsyncs que vi na minha vida. Eu particalmente mandava as duas embora. Kelly simplesmente não tem carisma, não sabe nem dublar, fez uma apresentação vergonhosa tentando fazer a sexy enquanto usava um vestido que tentava ser pheeno. Vivacious fez uma dança muito estranha para a música, que por sinal era Express Yourself da Madonna, exagerou nos carões e passou apenas desespero.

Nessa, Kelly leva o sashay away e espero que pra sempre... Nada de ser resgatada no futuro, nada de vir pro all-stars, e se possível que não venha nem pro reunited.


Ponto alto do episódio:

Gia Gunn e seu shade maléfico trabalhado nas melhores leituras possíveis

Ponto-baixo:

Untucked:


Foi simplesmente delicioso, começou com o pessoal trollando Flopanja (Laganja) que perguntou o momento mais tensos e elas . Conversaram todas sobre como qualquer uma poderia ser mandada para o bottom two, exceto BenDe, até que falam de Vivacious e tocam no assunto vogue, temos então a melhor cena do untucked:


Essa vadia vai ou não arrazar no lipsync? Em?

Tivemos Kelly não aceitando que o jogo é praticamente metade personalidade, sendo que na season 4 e 5, uma grande parte de Sharon e Jynkx ganharem, foi pela parte da personalidade que era ‘’bullynada’’ por Phi Phi e Rozzzzzzzzy. Foda-se essa quenga não merece nem gif.
Flopanja e Adore se estranhando por causa da competitividade de Flopanja, a mesma mostrando como é irritante . As beeshas foram ver a caixa peluda rosa (ao qual a chamada já deu no saco) e era apenas elas verem as fotos. Começamos então o papo chato emocional onde uma sempre chora, e quem chorou dessa vez foi a Flopanja ,com toda aquela barra da mãe carinhosa que vira inimiga porque o machissimo filho se veste de drag. Eu achei um pouco forçado, porque Gia estava na mesma situação e começou a falar normalmente. Ai Flopanja já abaixou a cabeça e começou a cena de Maria do Bairro. Desculpa, mas chorar no primeiro programa pra mim soa como desespero. Como já mostrado em promos, ela vai levar essa barra da mãe no programa a season toda. (meu ovo ter que aguentar isso). Mas por outro lado, super entendo isso. A maioria das pessoas super auto confiantes que falam demais, forçam demais, tem algo mais profundo dentro delas que a façam ser desse jeito, mas mesmo entendendo, não sou obrigado a aguentar a bixa bipolar.

Adore contando que não caiu de propósito no começo do programa, mas sim porque fica balançando da cadeira como uma criança especial. Sim, eu ri.

E terminamos com um momento ET com todo mundo consolando a Flopanja.

Ponto alto do untucked:

Ponto baixo:

Ela não merece mais imagens nesse texto.






E você, o que achou da primeira leva de queens? Quais as mais flopadas? Quais as mais fierce? Pra quem torce?

Nos vemos na próxima semana.

Imagens: http://dragreligion.tumblr.com/

Talvez Você Curta

1 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe