The Blacklist 1x14: Madeline Pratt

domingo, março 02, 2014



Madeline Pratt na superfície parece apenas mais episódio isolado. Há uma trama que pode ser facilmente acompanha pelo espectador casual, mas o destaque, ao menos para aqueles que acompanham semanalmente, está nos diálogos e atuações eficientes, que entregam detalhes do passado e sentimentos dos protagonistas sem jamais parecer desviar da narrativa principal.

Quando Reddington engana Madeline enquanto estão presos, ele está ao mesmo tempo falando sobre seu misterioso passado – a noite mencionada no episódio anterior, aquela que ele deseja tanto saber o que aconteceu – e o usando de uma forma inteligente, demonstrando uma emoção genuína como parte da sua dissimulação. Ao mesmo tempo que enriquece o passado do personagem, avança a situação mais imediata, numa mistura perfeita sustentada pela atuação competente de James Spader.

Em outros pontos vemos algo semelhante ocorrer com Keen. As revelações sobre o passado dela são inesperadas, construindo uma imagem mais complexa da personagem. Diferente de Reddington, que apenas conta sobre seu passado, Keen vai além e mostra habilidades adquiridas na adolescência ao longo de todo o episódio. Ela não apenas fala sobre histórias até então desconhecidas, ela mostra através das suas ações, do imediato conforto expressado ao voltar a ser uma ladra, a veracidade do que fala.

Cada vez que algum detalhe sobre o passado ou personalidade da agente do FBI é revelado, ela se torna mais crível, cheia de nuances. Se no passado ela já se mostrou falível ou temerosa quando se via em perigo, agora ela é vista como alguém capaz de ações inesperadas, mesmo que estas estejam relegadas a um passado distante. A forma como ela mudou seu relacionamento com Reddington ajuda a construir a personagem que, se antes desconfiava e brigava com o pai por qualquer motivo, agora parece mais relaxada na presença dele, confiante de que ele não é uma ameaça para ela.

A trama da semana trouxe uma personagem, Madeline, que poderia ter sido mais bem aproveitada, tendo incarnado um femme fatale excelente que poderia trazer problemas reais para Reddington, sendo mais que apenas um caso do passado. Os planos dela são rasos, o que me deixa curioso sobre o por que deles funcionarem. O roubo na embaixada é uma armadilha obvia, e jamais fica suficientemente claro se Reddington se deixou cair nela de propósito ou se realmente não percebeu o que estava diante dos seus olhos. De qualquer forma, qualquer história rasa é aceitável quando há em algum ponto dela uma cena onde Red finge ser gay para resgatar Keen.

Madeline Pratt foi excelente episódio, um bom exemplo de como unir tramas continuas com as semanais.

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Obrigado pelo meu hugzinho!
    E por falar em hugzinhos, que barulhos infernais foram esses que vocês fizeram? Parecia um zoológico, faltou a YouLu fazendo um miadinho ET.


    CONSPIRAÇÃO DESMASCARADA:
    Agora que descobri que a Camis e o Léo detestam o nojentinho de Looking e culparam a Santana pelo plot Amigas e Rivais de Glee, lembrei do bullying que já fizeram anteriormente contra o Latino e seu repertório fabuloso e achei um absurdo. Preciso reunir os fãs de Ugly Betty e Devious Maids para protestar contra toda essa Latinofobia no Seriadores Anônimos. Primeira meta é contratar Mujeres Asesinas pra dar um jeito em vocês.


    Gostei de Mixology e About a Boy, e não vi ainda My Mad Fat Diary mas já tenho aqui pra assistir.


    Quero fazer uma denúncia: por influência maléfica de vocês, não consigo mais aprender nomes de personagens! Só me refiro a eles pelo nome do ator ou por algum personagem que fez anteriormente. Uma barra!


    #CatraIsCummingOnCamis

    ResponderExcluir
  2. E ae, pessoal!!?

    Depois de tão bem recomendado por Camis, já estou
    providenciado a maratona “My mad fat diary”. Quando comentarem novamente da
    série por aqui, contarei minhas impressões dela!

    Looking, apesar de ter uma boa parte dos que assistem reclamando,
    tenho achado bem interessante, e acho que ela atendeu à proposta que me foi vendida.
    E concordo com todos, 25 min é muito pouco.

    Em Glee, entendo que nem Rachel nem Santana estão corretas,
    mas se eu tivesse que escolher um lado, seria Santana. A Rachel de precipitou
    julgando que Santana queria unicamente tomar o lugar dela. Ainda sobre o
    episódio, gosto muito quando eles fazem piadas com situações do próprio seriado,
    isso mostra que, em parte, Titia está ligado no que o público comenta/critica
    sobre o seriado, e me passa a sensação de que tem consciência de que aquilo ali
    não deve ser levado a sério, pois é só um show de TV feito para nos divertir!

    Também estou aqui na campanha de “Tiago para Vampirinha Fixa”!
    E tragam Sol de volta, fixa também, no estilo doppelganger!

    Erika, apresentei Orphan Black para uma amiga, em 4 dias ela
    viu toda a primeira temporada! Eu mesmo estou contando os dias pela volta!

    Abraço a todos!

    ResponderExcluir
  3. Ola pessoal lindo. Venho por meio desta discorrer sobre o podcast

    >>Looking- Continuo achando q o teacher da Camis tá ecrevendo pra essa série
    >>Star crossed - Os ets são do Acre?
    >>The After- Isso é preconceito com os ETs. Vão assistir Star-Crossed pra aprender a respeitar os aliens #sqnunca
    >>Believe- quais séries tem o mesmo estilo e q são boas?
    "As pomba-gira" kkkkkkk
    "Dá uma voadora na pomba gira pra ela girar mais rapido" (NOVELAS,Topico de)
    >>The Night Shift - #denunssia a Erika disse q ia ver lá nos upfronts e tinha achado interessante >>Glee - só vi a primeira temporada pq passava na globo, aos sábados, de manhã; ou seja, pq tava mto acessível
    >>Mixology- achei a proposta bem interessante e quero ver pra comprovar
    >>About a boy - :O Todos gostaram de uma COMÉDIA da Record US aka. NBC #booom. Acho q vou pôr na minha geladeira de comédias junto com raising hope-modern family-him & her-new girl-brooklin nine-nine-the goldbergs-the middle-community

    #delay Pegue papel crepom, cartolina, papel laminado, papel cartão, papel camurça,papelão, tesoura (sem ponta), glitter,purpurina,canetinhas, tinta guache, lapis de cor, cola e um lençol verde
    "O que nós vamos fazer, tia Eliana?"
    "Hoje, vamos fazer um seriado chamado 'Once Upon a Time in Wonderland' "
    (acertei na piada?)

    Em tempo
    1:parece q a mid-season tá melhot q a fall
    2: stop the bullen com SHIELD,TTP e Sleppy Hollow
    3:quero um podcast só com trilha hipster
    4: ae Tiago falou do BBBSA. Pena q acabou. :(
    #SaveTTP #TBSsaveRaisingHope (mesmo eu n assistindo)
    #ParabensLeozio

    Valeu por mais essa delícia de cast de presente de aniversario. Camis, me manda um box de Fringe pelo correio

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe