The Voice 6x15: Playoffs/Análise de Time #TEAMSHAKIRA

segunda-feira, abril 21, 2014


Esse não passa do Top8.

Pobre #TEAMSHAKIRA, o que dizer sobre ele além do fato que teve as apresentações mais esquecíveis dos Playoffs? Shakira e seu time formado por Whos e Steals subiram ao palco e nos proporcionaram os quarenta minutos mais entediantes de toda a competição. Sem possuir o menor tipo de critério e estratégia em suas escolhas durante a competição, Shakira avançou um time de cantores que além de parecer extremamente avulso, parece que sempre tem um elemento muito similar entre todos eles, impedindo que se destaquem.

Além de todos os seus cantores parecerem mais do mesmo, e que existe uma versão melhor de todos eles em algum outros time, a treinadora também não colabora em seu ensaios. Com a pior técnica de treinamento que já vi em toda a história do programa, Shakira instrui os seus cantores desde "não cantarem demais" até serem ofuscados pela concorrência. Sério, o que ela fez com Deja é imperdoável, essa menina tinha muito potencial, se era Xtina treinando, ela já estava calibrada na gritaria... Como Lidar? A grande salvação foi o Steal que ela fez de Tess Boyer na última etapa, que é a grande revelação da temporada. Vamos as apresentações.



Kristen Merlin abriu a noite e sinceramente até agora não entendo a trajetória dessa mulher no programa. Porque que a edição escondeu as duas batalhas dela, se sabiam que ela chegaria aos Live Shows? Resultado, depois de uma Blind Audition de grande destaque a cantora sucumbiu no decorrer das outras etapas, e apesar de possuir uma das grandes vozes da competição, chega aos lives como um grande ponto de interrogação. Afinal de contas qual é a dela? É um country pop? Ela é moderna? Qual público ela quer alcançar? Acha mesmo que Shakira revelando em rede nacional o fato dela ser gay vai ajudar ela alcançar o público country de raiz? O fato é que Kristen tem um tom de voz muito gostoso de ouvir, um ótimo alcance vocal, e espero que daqui para frente a edição faça jus ao personagem dela, e não continue a apagando da tela.




De tanta escolha musical descente que Deja Hall tinha para fazer, que pudesse explorar melhor todo o seu potencial vocal ela me escolhe Jordin Sparks. Sério? Era nesse momento que Shakira tinha que intervir e aconselha-lá a escolher algo mais grandioso. Sério, quando você está tentando ganhar um reality musical você mira Beyoncé, Rhianna, Mary J Blige... E não Jordin Sparks. Era hora de pensar grande, em músicas que testassem seu potencial vocal, sua versatilidade, e não uma canção tão simples. E além da música ser simples, o treinamento de Shakira foi tão fuleiro que a execução foi ainda mais linear do que eu esperava. Porque ela não foi atrás das notas altas? Cadê os agudos, os runs? Enfim, decepção total!




Ai me sobe Tess Boyer ao palco e faz a mesma cagada que sua parceira de time. Sério, será que não tem outra pessoa que oriente eles nas escolhas musicais além de Shakira? Porque olha, quando a inexperiência dos cantores falou mais alto, o que vimos foi cagada. Eu tinha altíssimas expectativas para essa apresentação de Tess, não vou dizer que foi ruim, mas certamente ficou muito aquém do que eu esperava. Primeiro que já estou por aqui com Christina Perri, acho que as músicas dela tinham que ser excluídas oficialmente do The Voice, segundo que a música não explorou nem metade do alcance vocal de Tess, que fez uma grande nota durante toda a apresentação quando poderia ter feito trocentas dessa, Espero seriamente que daqui para frente ela melhore e jogo e volte a nos impressionar como o fez nas etapas de batalhas.




E Patrick Thomson, o que dizer sobre ele... Tão talentoso e ao mesmo tempo tão sem carisma. Sinceramente eu fico impressionado com o fato dele ter feito quatro apresentações até agora na competição, ter ido bem em todas elas, e não ter conseguido fazer uma conexão com o público nenhuma vez sequer. Para mim isso é pior do que não ter talento gente, vai cantar em bar para o resto da vida. "Trouble" ficou muito linda na voz do cantor, se bobear foi uma das melhores execuções da noite, mas assim como Shakira eu também não me arriscaria em levar o cantor para os Live Shows e ele ser um completo flop.




Para fechar a noite o espaço ficou reservado para a grande aposta de Shakira para os Live Shows. Depois de ter desbancado o grande nome de sua equipe Dani Moz volta com pinta de quem manda no pedaço e que está nas graças da treinadora. Ela jura que vai conseguir vender Dani como "Power Vocal House" para um público que vai poder escolher entre Bria Kelly, Christina Grimmie e Sisaundra Lewis. Acaba sendo completamente ridículo! Porque ela não experimenta outros caminhos? Ah, esqueci que ela não pode tentar outras coisas, porque além de ser uma gorda que precisa respirar o tempo todo na música, Dani ainda é completamente unidimensional em suas apresentações. Ficou legal dessa vez ficou, mas na segunda semana já vai ter cansado. E sério, ela respirando o tempo todo na música, me irrita profundamente.


No mais é isso #TEAMSHAKIRA chega ao Top12 sem dúvidas como o mais fraco da competição, todos os cantores que a treinadora possui em seu time tem uma versão melhorada em algum dos outros times. É muito importante que daqui para frente Shakira melhore suas estratégias de jogo e de treinamento, porque se não vai ser um desastre completo. Vamos escolher umas músicas melhores, criar uma imagem com um apelo mais popular para os seus cantores... Sinceramente não acredito que o time consiga chegar no Top6. A única luz no fim do túnel que vejo para a treinadora é se escorar em Tess, que tem talento e carisma, e conta sempre com o fator surpresa. E é isso, prometo ser menos chato nas reviews dos outros times. Até!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe