New Girl 3x22: Dance

quinta-feira, maio 01, 2014


Sobre Homens e Meninos

Parece que New Girl realmente voltou aos eixos nessa reta final de temporada, depois do ótimo episódio sobre a separação de Nick e Jess, a série volta a surpreender e entrega mais um episódio crocante do começo ao fim. Apesar de alguns momentos de Ness ao longo da temporada terem sido um pouco massantes, é bacana ver como que os roteiristas trataram com suavidade seus momentos de transição, e tanto o começo quanto o término dos dois foi tratado da forma mais normal e cotidiana possível, aonde o importante não é entender os porquês do relacionamento não ter dado certo, mas sim manter a amizade, e continuar por perto, afinal esse é o grande propósito da série, reafirmar sempre a amizade entre esses ótimos personagens.

"Dance" foi um episódio divertido e descontraído, sem nenhum plot principal, sem nenhuma proposta, sem nenhum problema a ser resolvido. O grande desafio era ajudar Jess a realizar o baile da escola, ao qual 90% dos estudantes estavam realmente ansiosos para não ir, mas foram obrigados pelos seus pais. A palhaçada toda já começou com o tema "Love is Forever, and Ever, and Ever...", o que claramente já tecia um tom irônico com a atual situação vivida por Jess. A cena de Schmidt tentando abraçá-la foi muito engraçada. A parte em que ela fez bonés como recompensa para o pessoal da escola também foi bem divertida. No fim das contas como não pode contar com os professores acabou dependendo da #DummyPatrol.


Enquanto o objetivo da gangue era cuidar da criança e tentar conter o possível sabotador do baile, suas ações durante a noite, não estavam nenhum pouco em sintonia com as tarefas para as quais foram designados. Schmidt claramente teve problemas com o bullying da turma e logo de cara já comprou uma briga com o menino, A cena em que a criança o faz de ridículo, simulando que ele o estava pedindo em casamento, e Schmidt tentando se justificar, foi muito a cara dele. Enquanto isso Nick, como previsto pelo Coach se juntava a galera do fundão, que estava do lado de fora do pátio tomando raspadinhas e soltando fogos. A cena dele correndo no carrinho e todo mundo correndo do lado de fora foi realmente impagável.

A parte em que eles estão no bar com Cece, aonde toda a questão de idade mental é levantada também foi bem interessante. Winston tentando fazer alguma piada coma idade do namorado de Jess, depois eles gritando que eram homens, o cumprimento de ombro, o Coache designando suas tarefas durante o baile... Tudo ficou muito bom. O tempo das piadas estava preciso, e tudo estava bem hilário. Agora o ponto alto sem dúvidas foi Winston, sei que é clicherizado dizer isso e que vocês já esperam que eu vá falar bem do personagem, mas não tem como não amar... A cena dele sentindo o "Heat" no meio das pista de dança foi hilária! Depois as garotinhas perseguindo ele do decorrer da festa, muito bizarro. Sério, morri de rir com ele esse episódio.


Enquanto uns falhavam no cumprimento de seus deveres de um lado, do outro Jess e Cece tentavam encontrar quem era o grande sabotador do baile da escola. Claro, que acabou sobrando para o pobre coitado do Dave, que sofreu as mais absurdas torturas no interrogatório sedutor e maligno de Cece. A cena em que ele saiu correndo quando viu todo mundo no escuro também foi bem engraçada. No fim das contas ele não era o responsável pelas sabotagens, mas sim a menina "outcast", que lembrava muito a personalidade de Jess quando era criança. Foi muito fofa a conversa que Jess e Cece tiveram com a garotinha.

No mais é isso meus caros, o baile foi ótimo e o episódio também. A cena final de Jess reunindo todo mundo no estádio para assistir a gangue performar um Hip Hop foi bem bacana, e Winston, claro, mais uma vez se destacou com a veia psicótica de suas rimas. E o que foi Nick perguntando se alguém era de Chicago? "I'm From Chicago Bitch!" Muito bom! Faltam mais dois episódios para o fim, e espero que eles continuem nesse mesmo ritmo descontraído e divertido. Até lá, e uma chuva de papel picado para todos vocês!

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Sol, eu gostei do episódio. Tinha humor com Espo e Ryan (eu sabia que eles fariam a proposta de dividir a honra, mas sabia também que não seria nenhum dos dois); teve Lanie-Becket (só podia ser Lanie a madrinha. Era tão óbvio!) e teve cenas Ricky-Becket (se bem que eu queria cenas mais quentes ainda). Agora é preparar o coração para os dois últimos episódios.

    ResponderExcluir
  2. Fátima Barretosábado, 03 maio, 2014

    Sol, esqueci de dizer que o único mal de Castro é ser um mau perdedor.

    ResponderExcluir
  3. Não gostei especialmente deste episódio.. Não é que tenha sido mau, mas o caso não me empolgou muito e achei um pouco chato a obsessão do Castle com ter perdido o jogo, eu sei que há maus perdedores (sim, a minha irmã, neste caso mais nova, também é uma delas, embora felizmente hoje em dia se consiga controlar bastante melhor do que quando era criança porque tem consciência que isso é uma fraqueza de carácter, mas quando era mais nova, uma vez chegou a fugir de casa na praia por ter perdido um jogo de cartas e outra atirou-nos com elas à cara quando descobriu que não ia fazer um ponto com que estava a contar no final) mas sinceramente não acho que seja muito condizente com a personalidade dele mostrada nos últimos anos, Quanto ao Ryan e o Esposito, foi engraçado qb mas achei demasiado forçado, então não me divertiu tanto como gostaria. Em suma, não foi mau mas também não considero dos melhores, para mim está entre os mais fracos desta temporada.

    Ansiosa pelos 2 episódios finais! :)

    PS - só um pequeno detalhe que gostaria de apontar: é "mau perdedor" e não "mal perdedor", sendo que é o inverso de bom e não de bem.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe