Orphan Black 2x02: Governed By Sound Reason And True Religion

quarta-feira, maio 07, 2014


I've been drinking, I've been drinking

Episodio superior a premiere, apenas porque nos deu algumas informações e claro nos deixou com mais questões ainda sobre o tal projeto LEDA, sério esse tal projeto e o envolvimento de Mrs S. tá me deixando com a cabeça fervendo, não sei para onde isso esta indo e não sabia que a serie já mostraria o paradeiro de Kira nesse episódio, palmas para a serie que sabe surpreender e sambou na minha cara por motivos que deixarei claro no decorrer dessa review que demora a sair mais que episódio novo de Sherlock (série que não acompanho, ainda). Claro que falarei por clones, já que se for isoladamente eu me enrolo e acabo esquecendo algo.

Tudo que cerca Sarah é o mais intrigante, por motivos de Mrs. S que tá cheia dos segredos sobre o projeto LEDA e não quer compartilhar com as amigas (nós). A interação entre Art e Sarah estava ate legal de se acompanhar, ele foi util, parou de empatar nosso clone rebelde. Mas o melhor foi ver commo menina Kira tá feinha, eu sei que é uma criança, mas é muito bizarrinha, a testa dela grita por uma franja, e a atuação dela é de sofrer, sei que é uma criança, mas não poderia deixar de falar sobre isso. #sorrynotsorry. Art tentando mostrar que é fodão ao render capanga de Rachel só serviu para ser largado e deixado no escuro. O que definiu esse episodio foi Mrs. S sambando na cara de Sarah e mostrando como se mata #RAINHA a atriz estava otima nesse episodio (ela é uma otima atriz, remember The Tudors entre outros trabalhos). O passado precisa ser mais explorado e sinto que isso vai acabar chegando futuramente, visto que já fomos apresentados a personagens que fizeram de certa forma mesmo que as cegas parte desse passado.

O que eu disse sobre Alison sentir os efeitos da morte de Aynsley nesses próximos episodios ser algo real já nos deu sinais neste episodio, visto que ela infelizmente cometeu um erro ao deixar ela morrer, tudo bem que ela era chata e recalcada mas matar alguém é algo serio principalmente quando se descobre que foi em vão. Donnie é uma banana e tenho pena de Alison por ter aquilo como marido, o pior é ela descobrir algo que sempre soube e ter que lidar sozinha, já que foi abandonada por Sarah e Felix, isso não se faz.

No nucleo DYAD temos Rachel exalando toda sua homofobia ou recalque, tenho medo de chegar algum momento em que alguma clone ira se pegar e ver Tati se pegar seria surreal, mas já é melhor que pegar o ator que faz o Donnie. Cosima na DYAD sera muito util, por motivos de descobrir o que finalmente tá rolando ali, eles tem ao que indica algo com o projeto LEDA. O principal é descobrir o que Sarah tem de diferente das outras e o porque de Cosima estar doente, tudo isso com safadeza entre Cosima e Delphine.

Mas tudo isso ainda irá vir de encontro com a seita religiosa e com ideais estranhos, ainda não consegui definir o que eles realmente querem, visto que não consideram Helena uma aberração coom o Thomas, e sim a acham fascinante. Sinistro o fato dela ter os órgãos ao contrario, como espelhos, muita pena da minha clone doidinha e alone forever, curiosa em saber para onde ela vai, já que esta incapaz de fazer algo ate o momento. Medo da filha do moço que tá cuidando de Helena, sinto que ela ira fazer algo.

Alguns podem dizer que esse começo de temporada esta fraca, eu já acho o contrario, esta tudo no lugar se encaixando e mostrando o amadurecimento da serie que não precisa de ação para ser bom, precisa apenas de conteudo e coerencia coisa que a serie sabe mesclar muito bem. 

#SORRYNOTSORRY
 

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Douglas Santos de Arrudaquinta-feira, 08 maio, 2014

    O reaSAM de Piece of My Heart não foi de Glee, foi de The Middle, em que ele era Professor do Brick. Enfim, prefiro reaSAM do que Merda!

    Eu fiquei pensando o mesmo, se TNN poderia ser chamado de The Ryan Murphy Show, Glee poderá ser chamado de Mãe Lea Show! Até porque na minha cabeça o Brian era Titia na maior parte do tempo, logo pensei se Lea é tão insuportável quanto Rachel, em certos momentos. Será que Naja é Santana também? Ou Santana é Naja? Titia gosta de usar pessoas como personagens, basta lembrar que não tinha Kurt até Chris Colfer ou qualquer personagem que ele queria criar do TGP.

    Enfim, não tenho dúvida nenhuma que Rachel é a personagem que vale a pena na série, os demais são coadjuvantes, e a mudança para NY só fortaleceu esse sentimento.

    As músicas foram boas, algumas interpretações não tão boas, mas pelo menos não teve alguma porcaria da Broadway no meio do episódio. Antes Merda do que Kurt sendo Broadway, ou Blaine existindo.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe