The Voice AU 3x01: The Blinds Part 1

segunda-feira, maio 05, 2014


Mexendo no que estava perfeito!

Não existe aquele ditado de que em time que está ganhando não se mexe? Pois então, acho que ele se aplica perfeitamente aqui. Não vou ficar aqui reclamando de tudo, até porque já prevíamos que depois de uma temporada tão incrível e perfeita como a passada, não tinha mesmo como essa alcançar as expectativas. Agora, acho que a mexida no time de campeões da cadeira vermelha acabou deixando ainda maior a diferença na qualidade entre as temporadas, e o vazio que aquele painel de treinadores deixará em nossos corações.

Começamos pela apresentação dos treinadores, que foi bem minguada em relação à "Viva la Vida Loca" do ano passado. A música de Wiil.I.Am. com The Script não passa metade da emoção da de Rick Martin, e ficou parecendo que esta vamos vendo uma versão reciclada do The Voice UK, que por si só já está bem ruim. E se nas cadeiras vermelhas as coisas já estavam deixando a desejar, parece que no palco as coisas não serão muito diferentes, e nesse primeiro programa não vimos nenhuma performance arrebatadora. Só para lembra vocês que ao término do primeiro programa na temporada passada, já tínhamos nomes como Celia Pavey, Lyric McFarland, Alex Gibson, Simon Meli, e quem abriu a noite foi a ótima Kaity Dustan, eu não sei vocês, mas eu vi poucos candidatos nesse domingo que chegassem perto das blinds desses citados. Enfim, vamos distribuir o mimimi entre as nove reviews de Blind Auditions. Sem mais delongas, vamos abaixar as nossas expectativas e comentar as apresentações da primeira noite.


A noite começou com a bem mediana apresentação de Kat Jade. Tudo na edição tentou remeter a abertura da primeira temporada com Casey Withoos, desde a fofura da candidata até o melhor amigo gay de anos. Porém, sem metade do talento de sua antecessora e nem um terço do fator Popstar de Christina Grimmmie, a cantora entregou o que foi uma versão bem morna de "Wrecking Ball". Para mim faltou emoção, poder na voz, notas altas, enfim... Nem de longe uma das melhores da noite. Me admirei da edição do programa ter colocado uma candidata que não fosse 4Chair para abrir a temporada. E o que foi aquela palhaçada depois com Kylie Minogue assinando o peito do rapaz lá. Adoro ela, mas por favor, volta Delta Goodrem, volta música boa.


Melhorando um pouquinho a noite tivemos a apresentação de Mat Verevis na sequência. Particularmente não vi nenhuma graça na performance dele de "New York State of Mind". Esqueceu de fazer a lição de casa e assistir Mr. Clisby e Mitchell Anderson ensinando como se entrega um clássico no piano, isso sem contar que vimos Sisaundra Lewis recentemente cantar essa música, então qualquer outra coisa cai no esquecimento. Porém dando o desconto que ele tem um terço da idade dos citados, acho que o menino realmente tem potencial, e que se tem alguém certo para trabalhar isso, esse alguém é Will.I.Am., eu só realmente não entendi todo o frisson entorno dele, enfim, espero que ele cresça no decorrer da competição.


Na sequência tivemos a pior apresentação da noite, e como de praxe, claro que ele tinha que ir para o #TEAMJOEL. Não sei o que acontece, não sei se é karma, só sei que sai ano, entra ano, o painel muda, os nomes ficam mais famosos, e Joel Maiden cada vez mais vai caindo para escanteio no painel, e se contentando com as sobras dos outros treinadores. Frank Lakoudis fez uma desserviço ao Led Zeppelin performando essa música. Uma versão medíocre da Blind Audition de Simon Meli ano passado, sem nem metade do carisma e presença de palco que seu antecessor, não vejo o ele indo muito longe na competição.


Felizmente o melhor estava guardado para o final da primeira noite de apresentações, e com toda a sua presença angelical Anja Nissen subiu ao palco para entregar sua maravilhosa versão de "Vanishing". Sério, além de ser bonita, ter presença de palco e historinha triste, a mulher ainda CANTA, e canta muito. Sério, o baixo registro dela é encorpado, uma coisa envolvente, gostosa de ouvir... E quando ela vai nas notas altas a coisa fica absurda. Como consegue ser tão boa? E os runs que ela fez? Perfeito! Will.I.Am. disse que ela é o tipo de artista que ele gosta de trabalhar, e se ele realmente investir todas as cartas nela, é finalista na certa!


Dando sequência a ala de boas apresentações da noite, Lionel Cole e todo o seu profissionalismo entraram no palco do The Voice AU, para nos presentear com os melhores momentos da noite. Não só com sua performance, mas também com todo o seu carisma. Gente, para tudo! Que voz é essa?! Que baixo lindo, que melodioso... Sério, incrível! Em se tratando de gosto pessoal, o cantor sem dúvidas foi o meu favorito da noite. E não bastasse ele ser talentoso, ainda é extremamente carismático e fofo, é Teddy Bear, usa um Kilt e levantou Rick Martin no colo, nos proporcionando uma das cenas mais fofas da televisão. Perfeito!


E fechando a noite, veio o que para mim foi realmente o ponto alto dela. C Major, é a combinação do que todos os outros candidatos queriam ser. Além de cantar bem, ser bonito e ter carisma, o rapaz ainda tem aquele fator à mais que por algum motivo leva multidões ao delírio em seus shows, muito parecido com alguém que ele escolheu para ser o seu treinador. Sério, é cópia escarrada de Rick Martin. Tenho certeza que "Crazy in Love" não foi o seu melhor, e que o rapaz tem muito mais para oferecer. Nada que um "One a One" com Rick Martin não possa resolver. Bem sabemos que Rick tem uma paixão em treinar cantores Pop como vimos na temporada passa com Caterina, e ao que tudo indica é um "Match Made in Heaven". Acho que eles são o gigante a derrotar essa temporada e que essa dupla será imbatível. Olho neles!

No mais é isso meus caros, não assim uma péssima abertura de temporada, já vimos coisas muito piores ai pelos The Voice à fora, porém para nós que tínhamos as expectativas um pouco (para não dizer muito) elevadas, acabou deixando um a desejar. E jeito é torcer para que nos próximos dias o entrosamento e as apresentações melhorem para que o programa possa voltar a chegar perto daquele The Voice AU que tanto amávamos assistir ano passado. Até amanhã com a review do episódio de segunda!

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Jairo, Onde você encontra os episódios do The Voice AU? Não consigo encontrar de jeito nenhum.

    ResponderExcluir
  2. torrent! =D Só colocar "the voice au s03e01 torrent" no google que aparece.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe