Orphan Black 2x10 (Season Finale): By Means Which Have Never Yet Been Tried

sexta-feira, junho 27, 2014




 "And I won't let the devil in and steal them down"...

E chega ao fim a 2ª temporada de órfã neguinha, antes de falar do que ocorreu nessa finale, ressaltarei pontos positivos e negativos da temporada. Pontos negativos: alguns personagens não tiveram o desenvolvimento esperado como foi o caso de Cosima e Delphine, ficando sempre no lugar-comum, o que se tornava repetitivo e chato para os fãs assistirem, outros foram deixados de lado e em alguns episódios nem apareciam, como é o caso de Paul, o ator é limitado mas muitos fãs sentiam falta dele nos episódios finais. Faltou profundidade na história dos proletariados.Pontos positivos: Tivemos respostas, e desenvolvimento de outros personagens, Sarah, Helena, Allison e ate Rachel. Novos personagens que vieram para acrescentar a história e ao elenco, como é o caso de Cal e Marien, e o Prof. Duncan (cosplay de Albieri). O episódio começa tenso temos Mrs. S e Sarah em meio a uma discussão que antecede a Sarah se rendendo a Dyad para tentar recuperar, é irônico que este episódio nos remete a premiere, quando Sarah pensava que Kira estava na Dyad, e nesse episódio ela realmente esta presa na Dyad.

Cosima é o que eu chamo de personagem que inútil, mas útil, ela fica no meio termo, eu amo odiar e confesso que no momento em que Kira a chama e ela não acorda eu fiquei tensa e triste ao ver que ela poderia estar morta, visto que ela é a melhor opção para se descobrir o que esta naquele livro que o Prof. Duncan deixou para Kira. A interação entre Kira e Cosima é ótima pra série, e para as personagens, foi só Delphine ir embora que Cosima voltou a ser util, e a ter importância para todos os personagens da trama central, o plano dela de furar os olhos de Rachel foi lindo e poetico.

Rachel é uma louca, psico, o olhar dela a frieza e a frustração dela só a fazem agir impulsivamente, entendi o lado do Albieri cosplay de se matar, aquela não era mais a Rachel que ele conheceu, ela está muito danificada, foi criada com uma pedra no lugar do coração, obcecada em conseguir ter o que deseja, o modo como ela destrói o que pode curar Cosima, demonstra a frustração que ela sentiu ao ver o pai morrer na sua frente e ela ser incapaz de controlar, pois no final se trata disso, ela conseguir controlar o que a rodeia, descontando nos alvos mais fáceis.

Helena apareceu com pouca serventia, mas é sempre bom ver ela interagindo com Sarah, mas nesse episódio ela interagiu não só com ela, mas com Cosima e Alisson, foi lindo foi poético tudo que envolveu a cena, aquela coisa fofa de irmãs fazendo uma festa do pijama, e Taty mostrando que manja dos paranaue, dançando de um jeito diferente para cada clone, destaque para Helena e Alisson, uma louca e outra toda contida, mas que se estivesse bêbada rebolaria e sambaria sem fim.
Não entendi o porquê de Helena ter sido sequestrada daquela maneira, e muito menos porque Mrs. S estavam envolvidos, é algo que não esperava dos personagens, e que fara com que Sarah fique ou não chateada com eles.

A humilhação que Sarah sente ao ter que responder a perguntas tão pessoais fica evidente, e isso graças a atuação maravilhosa de Tatiana Maslany, o que ela transmite em cena seja a clone que for, ela consegue. A tentativa dos especialistas da Dyad em tentar obter amostras do ovulo de Sarah falha lindamente, 1° porque Kira e Cosima pensam que sambam e bolam um plano mara para a tirar de la, o que se mostrou desnecessário, pois, a ex- macumbeira de True Blood já estava com tudo pronto para liberar Sarah, Cosima e Kira. Cal apareceu e foi mais que útil, ajudou Siobhan (com bh, ok?) e Sarah, ao encontrar “ajuda” e as libertar da Dyad, por meio de Marian, personagem que é dubia a todo momento e que sambou na cara de geral com o little clone e com o novo clone, que não é projeto Leda e sim Castor. O que deu a entender que o negocio tem a ver com governo e é muito maior do que imaginávamos.

A série teve uma temporada de respostas e de novas perguntas, foi inferior a 1ª, mas não deixou de divertir em momentos pontuais, em meio a tanta coisa ruim Orphan Black ainda conseguiu ser melhor do que muita coisa no ar atualmente, aos que reclamaram eu ate entendo, mas vamos ter mais amor no coração e um senso crítico que saiba quando está na hora de parar a brincadeira e descer do play.

GRITO UM: SE PAUL TIVESSE APARECIDO PELADO TODOS ACHARIAM QUE ESSE FOI O MELHOR EPISÓDIO EVER

GRITO DOIS: TENHO MUITO MEDO DESSE ATOR QUE ESCOLHERAM PRA CLONE SEJA UMA BOSTA, PORQUE TATY SAMBA E ELE SÓ FEZ CARA DE LOUCO ATE AGORA.

GRITO TRES: ORPHAN BLACK MOSTRANDO COMO É FODA E MISTURANDO MITOLOGIA GREGA A HISTORIA DA CLONAGEM. #CASTOR&LEDA

GRITO QUATRO: TATY LINDA E SAMBISTA GANHOU O CRITICS CHOICE AWARDS, MERECIA TODOS OS PRÊMIOS POSSÍVEIS.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Adoro a série, vai ser difícil esperar pela terceira temporada.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe