S.A. Especial: Fall Season se apresentando ao horizonte

quinta-feira, setembro 25, 2014

A segunda-feira perfeita para o Garfiled

Após quatro meses, três semanas, dois dias, uma hora e trinta e sete minutos! A Fall Season de 2014 chegou às telonas, ou melhor, às telinhas dos nossos PCs e Torrents da vida. Mas como já dizia a minha tatatatataravó: "gato escaldado tem medo de água fria!" (nunca perguntei quem deu o banho no gato...enfim...). O fiasco do ano passado foi tão apavorante que muitos de vocês devem estar vivendo o mesmo drama do bichano.
Então, nada mais justo de que algum infeliz dê o primeiro salto no precipício das desolações, e assegure o investimento certo que você pode fazer nesta temporada. Lógico, que isto é válido tanto para "carne nova no pedaço", quanto para aquela série que você nem sabia se voltaria mais neste final de ano.
O que estamos propondo?
Bem... A galera aqui do S.A. adora se torturar e desperdiçar o tempo "precioso" com tudo que não venha a render nada! Logo... tivemos a ideia de apresentar pra vocês uma "pincelada", (daquelas que precisa de segunda mão - [Whatever] piada de obra!), das séries que mostraram suas caras feias, maquiadas, enrugadas e sinistras, durante a semana mais aguardada de TOOODO ano.
Começaremos pela segunda-feira, (22/09). É isso mesmo!!! Minha semana começa na segunda, e se a sua começou no domingo, o azar é de quem?
... Na noite do Garfield, tivemos três grandes estreias e o retorno de quatro veteranas.
Vamos a elas:

Estreando no Tapete Vermelho

1. Forever

Primeira impressão:    Gostei e vou acompanhar
Chances de dar certo?    Ainda está na beira do precipício

Podemos dizer que Forever foi a primeira azarada deste começo de temporada, pois seu piloto já havia vazado na rede há quase um mês. Falta de sorte da novata, e muito ouro na manga de The Blacklist, mas vamos deixar para falar de James Spader mais à frente.
Para quem ainda não ouviu falar de Forever... Esta é a nova aposta da ABC para as noites de terça-feira, (mas com o pezinho na segunda pra pegar a galera que gosta de Castle)....
A série se baseia no estereótipo das obras literárias com o detetive Sherlock Holmes, criando um protagonista com o “pé na cova”, mas que nunca consegue entrar nela. Henry Morgan (Ioan Gruffudd) é o nome de um médico legista que tem mais de 200 anos, (E não... Ele não é um vampiro!), e é obcecado por entender a morte, uma vez que não é capaz de conquistá-la.
O “homem elástico” do quarteto fantástico continua muito gato e já vale o desperdício de 42 minutos para contemplar o seu charme. Ainda mais com sotaque britânico (Morri!). Mas não e só isso, a série se baseia na literatura do romance criminal, (no estilo The Mentalist, Elementary, Sherlock...), e cumpre o que promete. Não me senti cansada nem remoendo o tempo olhando para o ponteiro do relógio, gostei muito do que vi e até decidi cobrir a série lá no S.M., quem quiser curtir a temporada e passar para acompanhar as reviews dos episódios, basta clicar aqui.
Não há muita certeza de seu sucesso, pois o rating foi a lanterninha da noite (1,7 na demo). Mas a ABC apostou tão alto que colocou dois episódios em uma mesma semana, sendo que o segundo passou ontem às 22h. E a série se recuperou com uma demo de 1,8, superando Person of Interest, (Ah Machine! Não morra, não me deixe!).

2. Scorpions

Primeira impressão:    Fraquinha... Café com água é mais gostoso.
Chances de dar certo?    Aposto minha alma no cancelamento.

Talvez, de todas as estreias da segunda, Scorpions tenha sido a mais fraca. Mesmo assim, devo admitir que gostei, (deve ser o meu baixo QI).
A série irá tratar sobre genialidade, obviamente, em um cenário prático em que o “mundo”, ou melhor, a sociedade necessite da capacidade destes "super humanos".
O maior problema de filmes e séries que tentam trazer personagens gênios para o seu enredo, é a falta de criatividade em encontrar alguém (na vida real), que seja inteligente o bastante para criar o cenário e as circunstâncias que são exigidas.
Para começar, é de extremo desespero saber que diante de uma crise nacional e de ação imediata, o governo norte-americano irá sair pelas ruas da cidade em busca de gênios falidos e largados em empregos medíocres. Sejamos sensatos e realistas para saber que as maiores mentes são as mais valiosas em nossa realidade atual. Nasça com metade da inteligência do protagonista e saiba que sua vida está ganha desde às fraldas.
O segundo problema vem emendado com o primeiro. Metade dos conceitos abordados no episódio não possuem qualquer fundamento cientifico, e a outra metade, só funcionam na teoria. Como exemplo, posso dizer que transportar um HD no porta-luvas de um carro durante 10 minutos não vai acarretar nenhum risco de corromper os arquivos nele contido. Aliás, o alto falante da porta de um carro não é capaz nem de magnetizar uma moeda, quando instalado, muito menos provocar danos a um HD enorme.
Anyway...
Gostei do enredo que envolve a série e a abordagem dos problemas de relacionamento que uma pessoa, efetivamente possui, por não ser capaz de pensar como a maioria.
Não sei se vou acompanhar, mas é uma ótima pedida pra quem gosta de contextos mais sagazes, absurdos, mas tem um pé na ciência. Porém, tem grandes chances de ser cancelada.

3. Gotham

Primeira impressão:    Sucesso na certa! Muito bem trabalhada.
Chances de dar certo?    Só se Deus não quiser! Tem tudo pra ir longe.
Sabe aquela série que todo mundo comenta, todo mundo espera por ela e você não está nem aí? Esta era Gotham pra mim. Afinal, uma série que vem com a premissa de contar a história da cidade do Batman antes do morcego, não tinha cara de que ia me chamar a atenção.
Grande engano meu!
Ghotam não apenas rendeu um ótimo ranting, como ganhou o meu grande “10” da segunda-feira, foi a estreia do dia, e se bobear, da semana.
Adorei o piloto e me apaixonei pela interpretação de Ben McKenzie para o detetive James Gordon. O “estranho no paraíso” não foi em nada esquisito e, não tenho dúvidas, que conquistou o público muito mais do que Gary Oldman, (Vixiiii! Vou ser excomungada!). De quebra, o pivetinho que fez o Bruce Wayne foi sensacional, transmitiu a sensação sombria que é bem específica do Batman, herói que conhecemos.
Em resumo, não tenho dúvidas de que esta séria será um baita sucesso e de que terá a quantidade de temporadas que quiser, pois a coisa que mais me chamou a atenção foi... De todas as séries e filmes que representam o universo HQ da Marvel e da DC Comics, vi em Gotham uma mistura de originalidade com o cenário e o ambiente dos quadrinhos de tal forma que nenhuma outra série consegue se equiparar com a nossa realidade assim como ela o fez, mesmo quando estamos nos referindo a uma história fictícia e de super-heróis.
É sucesso na certa, e se você é fã deste universo, pode mergulhar de cabeça.

As Veteranas que Fizeram suas Honras


1. The Blacklist



Eu tinha certeza que The Blacklist ficaria fora da minha lista de séries a acompanhar nesta Fall Season, mas de repente me deparo com uma première fodástica!
Mesmo carregando suas falhas, como a falta de qualquer tempero naquela atriz mediana que interpreta Elizabeth, não encontramos nenhum problema quando no mesmo episódio eu tenho: James Spader (Um deus da interpretação), Naomi Highland (R.E.D) e Peter Stormare (Constantine).
Cara! Joga o resto do elenco no lixo e deixa os três atuando, que espetáculo, sem exageros.
A história recomeça depois de algum tempo de todos os incidentes da Season Finale, e o objetivo desta nova temporada é expor mais da história do protagonista, deixando a lista em segundo plano. Aliás, falando da lista, até me esqueci da diviníssima Krysten Ritter interpretando uma psicopata com transtorno dissociativo de identidade.
Minha nossa! Só tenho uma coisa para dizer... Netflix pagou US$ 2 milhões por episódio, mas mandou botar ordem na bagaça! Porque The Blacklist se transformou na pedreira da segunda-feira a ser desafiada por Castle....
Vixiiiii!!! O escritor vai ter que “penar”!

2. The Big Bang Theory



Depois que o trio protagonista assinou um contrato milionário para os próximos três anos de TBBT, eu esperava um episódio melhor. Fiquei até triste ao perceber que só houve duas piadas boas: A história do chefe da Bernadette ter medo dela, (ótima participação especial de Stephen Root). E cai da cadeira quando Sheldon disse que queria praticar o coito com a Amy, (inocência minha em acreditar por três segundos).
Mas TBBT é isso mesmo, uma série de comédia que já tem seu público fiel. Não adianta, não tem milagre que a fará perder a audiência das segundas-feiras. Então... sentar e curtir.

PS: A série quis apostar em várias mudanças, até Penny cortou o cabelo. Mas NINGUÉM teve a brilhante ideia de consertar o maldito elevador!  

3. Saving Hope


Sempre gostei de Saving Hope.
Para falar a verdade acho que a série é uma mistura de A Gifted Man e Monday Mornings, dois fiacos da CBS e TNT, respectivamente. E desde quando comecei acompanhar a série, senti que ela pegava elementos de espiritualidade e moral de uma forma muito interessante.
Utilizando o fator humano como maior referência, pra mim, não existe série médica melhor. É já falei! Não sou fã de Grey's Anatomy. Um monte de pegação e uma sequência de eventos cabalísticos que só podem ser justificados quando chegarem no final da série a afirmarem que o hospital foi construído em terreno de cemitério indígena. Jesus! Tragédia demais para tão pouca história.
Mas voltando ao que interessa...
Desde a morte do irmão de Alex na temporada passada, fica muito claro que a única forma da doutora aceitar a capacidade de Charlie seria vivenciando uma experiência como esta. Então fiquei contando os dias para ver quando ela iria parar na mesa de cirurgia.
Surpresa pra mim foi a história de suicido do pai dela, que não sei se era necessário. Mas revelação boa, foi a decisão de Joel ao permitir que seu paciente morresse em paz.
Sem exageros, acho que Saving Hope exibiu o melhor episódio de toda a série até agora.
O segundo episódio será exibido nesta quinta-feira, horário oficial da série. Mas não sei o que esperar, diante do nome. Sei que não quero ver a mesma história da primeira temporada se repetir agora, então... ou Alex morre, ou acorda de vez.

PS: Você acha que ela não pode morrer? Mas se a série é espiritual, e o cara que morreu neste episódio está vagando pelo hospital... Por que o mesmo não pode acontecer com ela?

4. Sleepy Hollow



Só peguei Sleepy Hollow para assistir depois que acabou a primeira temporada. Devorei os episódios em dois dias. Achei sensacional.
Pra quem tem o hábito de dizer que a série é superestimada, fica a dica: "É dor de cotovelo, inveja do sucesso alheio!".
Em comparação a todas as estreias da Fall Sesason passada, Sleepy Hollow é extraordinária. Além de conseguir manter o seu padrão em TODOS os episódios.
Seu retorno não foi diferente. Depois de toda a confusão em que Ichabod e Abbie se meteram, eu ainda fiquei achando que a temporada retornaria com a tentativa e sucesso de Molok em abrir os portões do inferno... Mas tive uma surpresa boa ao perceber a tentativa fracassou e quem usou a chave foi Crane para salvar a parceira.
Mais legal ainda foi ver o cavaleiro ganhar uma cabeça (imaginária), mas foi divertido. Katrina seguirá por um bom tempo na temporada, e a melhor revelação sempre vem no final certo? ADOREI quando Henry recebe as honras de se tornar o segundo cavaleiro.
A grande sacada de assistir Sleepy Hollow é se aprofundar no material mitológico que a série utiliza. Muitas vezes me pego pensando se o criador da série não andou lendo Eduardo Spohr. Você acha que não? Só quem não dá valor aos brasileiros são os próprios! Enfim... Não importa. O fato é que se você acompanha a série, começe a dar uma lida sobre o livro do Apocalipse, Ezequiel etc... De “quebra”, pega um pouco da história da independência americana. Junta tudo e faz o “bolo”, porque você irá ver a série com outros olhos.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Eu também gostei de Scorpions, mas não sei se dura, talvez se ela fosse de outro canal.
    Achei bem fraco o retorno de TBBT mas continuo a ver hahahaha
    bj

    ResponderExcluir
  2. Concordando com o que a Debyh aih en cima disse: Scorpion fraca mas ainda gostei; TBBT bem decepcionante. Gotham foi xou!!!

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe