Person Of Interest 4x03: Wingman

quinta-feira, outubro 16, 2014


Wingman é o tipo de episódio isolado que funciona no contexto atual de Person Of Interest. Ele tem características que conseguem distingui-lo dos demais, usando o humor para contar histórias que sem isso sumiriam rapidamente da memória do espectador.

As aventuras criminosas de Root e Finch existem apenas para explicar como ele terá fundos para continuar financiando seu vigilantismo. Essa descrição deixa claro que essa parte de Wingman poderia ser apenas funcional, mais uma passo nesse caminho traçado até aqui para colocar os personagens nas mesmas posições que estavam antes do Samaritano ser ativado. Isso é evitado quando Finch começa a explorar seu lado “maligno”, intimidando os criminosos com quem ele tinha de negociar. As frases clichê, as mudanças de expressão e as reações de Root a cada vez que via o outro se “transformar” garantem uma sequência de cenas divertidas.

A trama principal mantém o mesmo tom, aproveitando as inaptidões de Fusco na hora de conquistar mulheres. O tom bem-humorado da história fica claro logo na cena que apresenta a vítima da vez, com a música, o zoom estudando a aparência dele e destacando a sua reação ao ver o quanto vai precisar trabalhar para ajudar o novo cliente. A metralhadora de críticas disparada logo a primeira vista por Andre causa alguns risos ao mesmo tempo que o apresenta como alguém um tanto antipático graças ao seu jeito muito direto. É uma forma inteligente de moldar nossa percepção dele, tornando-o uma figura mais suspeita.

A participação de Reese no episódio se resume a ele lidando com as consequências dos seus métodos policiais pouco ortodoxos. É uma situação inusitada para ele e os momentos em que ele aparece exploram bem essa estranheza, e também o conhecimento que já temos do personagem para entendermos como consegue resolver, por exemplo, o primeiro caso, onde o culpado surge com um olho roxo. Da mesma forma que a série muitas vezes omite as cenas de briga dele, saltando direto para a parte onde alguém voa pela janela de um bar, dessa vez não vemos seus métodos convencimento, como se o roteiro dissesse “não vamos mostrar o que ele fez, mas você sabe o que aconteceu”. Esse tipo de detalhe torna a experiência de assistir ao episódio mais interessante.

Quando as histórias de Reese e Fusco se juntam nos minutos finais, a série volta a operar na sua forma habitual, entregando uma sequência de ação que está ali apenas para constar como uma conclusão. A essa altura saber por que querem matar Andre ou como o problema é solucionado não importa muito – dessa vez nem o habitual plot twist está presente –, já que as partes realmente boas vieram antes disso. 

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe