S.A.Leatório 67 - ASMR do Terror

quarta-feira, junho 27, 2018


Só causar medo já não é suficiente, é preciso causar medo no íntimo da alma. Apresentando avançadíssimos conceitos de ASMR, esse programa escancara a problemática das galinhas zumbis e da filha do capa preta ao mesmo tempo em que discute filmes de terror muito assustadores e outros nem tão assustadores assim, e de brinde te coloca no clima com muitos sussurros, zipers, pelos pubianos aparados, movimentos de cortina e deliciosos ruidinhos que nem o diabo quer. Você nunca mais vai dormir do mesmo jeito depois de escutar.

Filmes comentados: A Visita, Raw, Invasão Zumbi, Babadook, Fevereiro (The Blackcoat's Daughter), Hush: A Morte Ouve.

Seja nosso Padrim e nos incentive a continuar espalhando o medo em edições de teror.


S.A.Leatório 32 - Invocação Sobrenatural de Chucky
S.A.Leatório 43 - Annabelle: Close na Boneca
S.A.Leatório 55 - Boneco do Mal: A Dichavada de Greta e Brahms
S.A.Leatório 56 - Invocação do Mal 2
Drops LoGGado #25 – Annabelle 2: Mais Close na Boneca 
LoGGadoCast #120 – The Elusive Vó Elisa e o medo que o medo dá

Trilha Sonora
MC Kauan - O Terror Tem Nome
Les Baxter - Possession
Train to Busan - Credits Ending
The Babadook - Main Theme
Elvis Perkins - In The Garden
Asa de Águia - Dança do Vampiro

Talvez Você Curta

40 comentários

  1. Não espero o halloween pra ser satanista, sou todo dia.

    ResponderExcluir
  2. Escutarei. E obrigado por mais um episódio sobre filmes de Terror.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada a você é a geral que baixa e curte.
      São os meus favoritos de fazer e esse live foi muito bom :)

      Excluir
  3. Assistindo os filmes antes pra aproveitar bem essa gostosura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boaaa, ou não *RS

      Depois volta e diz que February é bom. Hahahahaha

      Excluir
  4. Nem assistirei esses filmes mas amei o podcast desses filmes de comédia Q

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vê a unanimidade A Visita, sério.
      Vê unzin!

      Excluir
    2. Vai assistir SIM, senão o Babadook vem te pegar a noite!

      Excluir
  5. Eu sinceramente achei que estava dando erro no podcast quando escutei o começo kkkkkkkk até eu entender (sou lerda de mais), enfim os sussurros arrepiaram outras partes (?).
    Não sou muito de ver terror, mas amo o Salzinho da vida então sim continuem ♥.
    ps: melhor trilha sonora de um podcast de terror. #adançadovampiro

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leozio maior Dj de terror ever.

      Obrigada pela audiência =)

      Excluir
    2. Amooooo a sensação de que há algo errado com o áudio e o arrepio como consequência, hahaha.
      Obrigadíssimo, Debyh :*

      Excluir
  6. Gosto bastante quando vocês falam de terror. Desses filmes comentados só vi Babadook, pensei no filme como uma metáfora para a depressão. A mulher vai se entregando ao "babadook" consegue se conter, mas continua com ele lá no porão cuidando como se fosse um mal que pode ser controlado, mas não extirpado. Vou tentar assistir A Visita e A filha da capa preta em fevereiro, pois gostei dos plots.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja. Aproveita que estão na netflix ainda. A Visita e filha ta como "February"

      Excluir
    2. Não tinha pensado em Babadook dessa forma, mas faz sentido também.
      A Visita é muuuito legal, depois diga o que achou, A filha da capa preta eu particularmente não recomendo não, hahaha.

      Excluir
    3. Adorei A visita, o filme começa meio paradão mas depois vai melhorando muito. E é o tipo de terror que tenho mais medo pq fantasmas podem não existir, mas gente com probleminha tem aos montes. February acho que sofre pelo baixo orçamento, dá medo não, mas é legalzinho.

      Excluir
  7. Gosto dos episódios S.A.leatórios sobre filmes de Terror. Por favor façam mais. Obrigado pelo episódio a todos vocês que participaram. Bom dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwmmmm <3
      Também gostamos de fazer.
      Bom dia para vc tbm =D

      Excluir
    2. Eu é que agradeço pelo retorno, também adoramos fazer e principalmente assistir essas iguarias!

      Excluir
  8. Melhor do mundoooo
    Vou ter que começar a contribuir com a cotinha pra ter mais desses podcasts maravilhosos de terror ��

    ResponderExcluir
  9. Ahhhhh que presentão gente!!!! Eu já quero a parte 2 para a próxima sexta-feira 13. ahahahahahaha eu tenho nunca encontrei meu gatilho para ASMR, mas acho que esse SALzinho é o definitivamente o meu.

    Eu não ouvi o final de A Visita, so que pela primeira vez fiquei curioso para ver o filme. Vou dar uma chance pra Shyimbalada que não faz nada de bom desde O Sexto Sentido.

    Raw eu sempre suspeitei que era essa pnczisse pra disfarçar a predilecao pelo gore no cinema de horror francês. Eu pensei que era filme de lobsimomem pelos trailers. Achava melhor que fosse.

    Amo Invasão Zumbi no Trem e Babadook. Ajudando na discussão, acho que o Babadook era uma representação da depressão da mãe. Acho que aquele final foi so pra simbolizar que a doença ainda estava lá... Mas daí foi minha interpretação. A de vcs vale tbm.

    AMÉM que existe mais gente que viu A Filha do Bode Preto em Fevereiro!!! Eu amei o filme. Gosto muito da atriz que é a Selma Blair desde que a vi em Sing Street. A atriz que faz a menina solitária é a que vai viver a Sabrina na série da Netflixa. Ela é boa. Acho que no filme o cabruncho foi invenção da cabeça dela, pq ela fica daquele jeito depois que a Selma Blair conta que as freira adora o capiroto. Emma Roberts divina naquele final.

    Gosto moderado de Hush, mas é um suspense bacana.

    Ei gente seria legal um SALzinho de filme de terror brasileiro. Quando Eu Era Vivo, O Rastro e Mate-Me Por Favor. O primeiro deles é o melhor pq mexe com um bocado de coisa da nonossa infância como disco ao contrário, fofão... Tô so sugerindo/pedindo de coração.

    Melhores SALzinhos temáticos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorooooo sermos gatilho do relaxamento ASMRzal. Depois diga oq ue achou de A Visita, porque simplesmente amamos muito essa empreitada de Ximbalaia.
      Bacana essa visão de Babadook sobre depressão, também. Lembro de ter ouvido / lido muito que era sobre as dificuldades maternidade, mas faz sentido também, até porque entram um monte de questões de depressão em relação ao pós-parto, pressão na mãe solteira, etc.
      Quando for assistir Sabrina, não verei mais a moça da mesma forma, só imaginando que ela vai se contorcer a todo momento e depois de alguns anos ficar totalmente diferente com a cara de Emma Roberts.
      Achei O Rastro muito ruim, sem modéstia mesmo, mas acho legal essa ideia dos filmes de terror brasileiros, só é um pouco mais difícil de encontrar, né? Você tem alguma dica de fonte?
      Muito obrigado pelo comentário e até a parte 2!

      Excluir
  10. Sal de filmes de terror? Amo/sou. Dos comentados só vi o da surda (que achei ok só) e babadook (que achei muito bom de verdade, mesmo sendo pnc).
    Já faz tempo que vi, mas pelo que me lembro ela fica criando o babadook como se fosse o espírito do marido mesmo.
    Os outros filmes vou dar uma chance (até os que falaram pra não ver) pelo fator crocância.

    ResponderExcluir
  11. Odeio filme de terror amo sal de terror.
    adorei o programa seuslindo

    ResponderExcluir
  12. Gente, plmrdds!
    Vim aqui só pra enaltecer o babadook que eu amo demais!
    Vi que alguém ali já cantou a bola de que ele é uma metáfora para a depressão da mãe após a pesado marido e tendo que criar um filho e corresponder com as expectativas da sociedade.
    Se vocês prestarem atenção, em uma das conversas com as amigas alguém comenta que o trabalho antigo dela antes do luto era justamente confeccionar esses livros pop ups pra crianças então era ela que fez o livro o tempo todo. O final também é uma metáfora de como você tem que aceitar o seu problema, conviver com ele e lidar com ele pra sempre sem deixar que ele te controle (que nem vcs comentaram da barra da depressão em one Day at time).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto ainda mais de Babadook agora, sem zoeira! Porque o filme é mega eficiente na questão de dar medo, construir a tensão e fazer a gente ficar ao lado do moleque mesmo ele sendo insuportável no início, e depois perdoar a mãe por todos os atos do mal, e ainda tem essas camadas,

      Excluir
    2. Sempre que um amigo assistia e dizia que não tinha gostado eu pedia pra ele assistir de novo e prestar atenção quando a mãe comenta a antiga profissão dela. Todo mundo voltava depois dizendo que tinha visto um filme totalmente novo!

      Excluir
  13. Agora que já soltei o que eu tinha guardado sobre babadook, vamos as demais considerações:

    A visita hino, o renascimento do M. Night! Menina ces não sabem... eu já passei por uma barra muito parecida com a desse filme. Em resumo: um primo meu casou e se mudou para a casa da esposa, amar dele, minha tia, sofria de depressão desde um conturbado divórcio mas estava super de boa a anos, medicada e feliz... quando meu primo se mudou eu fui morar com ela pq ela morava próximo a faculdade onde eu tinha descolado bolsa de estudos. Nos primeiros dias estava tudo ok mas acabei descobrindo que ela odiava a nora e não suportava a ideia do meu primo ter se casado. Parou de tomar os remédios, não ia mais a igreja e foi ficando louquíssima! Todo dia ela mudava TODOS os moveis de lugar, dava utensílios da casa e eletrodomésticos para pessoas da rua, dormia no chão, contava mentiras mirabolantes pras irmãs da igreja que iam visitar ela e um dia tentou entrar no meu quarto com uma faca de madrugada me obrigando a fugir pra rua escalando pela janela (morávamos no 3º andar). Nesse dia eu voltei pra casa dos meus pais desisti da faculdade...

    Bom, amo os podcast sobre filmes de terror daqui e do Loggado, já dei essas dicas antes mas vou dar de novo pra caso haja uma próxima edição:
    The Nightmare da Netflix, um documentário sobre paralisia do sono assustador pra cacete!

    Lake Mungo: um filme meio documentário estilo aqueles Investigação Discovery que tem um clima pesadíssimo e um monte de plot twist que cair o queixo.

    O Segredo da Cabana: um hino de filme metalinguistico sobre todos os gêneros de horror! É do Joss Wheedon então significa que somebody will die... of fun! E tem o Thor e Sigourney Weaver no papel de coadjuvante da sua vida!

    Beijos na alma e tchau!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tô morrendooooooo com esse plot da tia louca, seria um caso do SAD aterrorizante! Sim, isso é um pedido pelo relato mais detalhado, hahaha.

      Falamos de O Segredo da Cabana (muito mal, boom) em um dos primeiros casts de terror, tá aí na nossa listinha de lembranças, mas se tiver interesse veja lá: http://www.seriadores.com.br/2013/10/podcast-saleatorio-31-classicos-do.html

      Esse da paralisia do sono, TENHO PAVOR, mas vou pensar se considero, e o do Lake Mungo correrei atrás com certeza.

      Bejux e brigado pelos mimos!

      Excluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe